22 abril, 2017

All Seven Days: confira o novo álbum “Synthetic Soul”


Após lançar oficialmente o novo álbum “Synthetic Soul”, na ultima quinta feira, através do programa Roadie Metal, A Voz do Rock, a banda “All Seven Days”, acaba de disponibilizar para audição o álbum na íntegra em seu canal oficial do YouTube.

Com 10 faixas, o disco apresenta toda à atmosfera criada entre o Progressive e o Groove Metal, com letras que falam sobre as dificuldades do ser em encontrar a razão da existência, o grupo libera de forma oficial o novo disco.

Ainda sem data exata para a distribuição do material físico, a banda All Seven Days informa que logo mais o disco estará a venda para todos os fãs do grupo.

Synthetic Soul contém 10 faixas com muita energia e entrega, os músicos ressaltam que o trabalho só foi devidamente entregue, após todos concordarem que toda a inspiração e trabalho árduo fossem satisfatórios, com a pretensão de se tornarem um dos grandes nomes do Metal Nacional, a certeza dos músicos é levar ate o público um sentimento único ao se escutar pela primeira vez a música executada pela All Seven Days.

OUÇA "SYNTHETIC SOUL" COMPLETO

Por: Roadie Metal

SIGA ALL SEVEN DAYS

Topfive: cinco bandas para ouvir neste final de semana #30

Colaboração de: Daniel Teixeira, "Russo", d'A Hora Hard.

Primeiramente, é uma honra completar as 150 primeiras ‘bandas para ouvir neste final de semana’ na edição #30! Vou mostrar 5 bandas/músicas que são muito importantes para meu crescimento. Desde que quando cheguei a Criciúma e consegui os álbuns da No Direction, descobrir que o Douglas Pk já fez parte desta cena regional, ver que em qualquer região do país há problemas sociais e que a ideologia Punk do Devotos do Ódio eu utilizei na fundação do A Hora Hard, até se transformar em tatuagem a frase “viver e morrer no underground” depois de tanto ouvir e cantar Inocentes e também acompanhar Unwritten Law em suas tour pelo mundo e aguardando uma oportunidade para ir em um show dos caras!



No Direction - Punk Rock - Criciúma/SC

Criciúma, sul de Santa Catarina. O que parecia uma simples brincadeira, passatempo, hobby (ou como preferir definir) acompanha um grupo de amigos, ainda adolescentes em 1995 surge a No Direction. Nomeado como uma espécie de homenagem uma das maiores influências da banda, o nome já de cara deixa nas entrelinhas o que a banda sempre objetivou, direta ou indiretamente: atingir todas as pessoas e todos os lugares, sem uma única direção especifica. O primeiro álbum “Dispara” surge em 98. Gravado em Porto Alegre (RS), o segundo álbum “Custom made Punk Rock” foi gravado nos E.U.A. por Kurt Ballou (Converge/Epitaph Records) e mixado por Mark Donohue, teve seu lançamento ocorrido apenas em 2002. A banda encerrou suas atividades dia 20 de dezembro de 2007.




Douglas Pk - Punk Rock - Criciúma/SC

É um músico Catarinense da cidade de Criciúma. Suas influências vieram do Punk, Post-Punk, Hardcore, Skaterock, Rock n Roll e blues das décadas de 80/90. Douglas passou por vários projetos no cenário underground catarinense, em 2005 mudou-se para o continente Europeu, lá participou de outros projetos e teve a honra de tocar no The Cavern Pub (Londres), onde os Beatles tocaram inúmeras vezes. No final de fevereiro de 2013 lançou o vídeo single “Bigger like you” que está em seu primeiro álbum solo intitulado “My way”, que foi lançado no dia 07 de dezembro de 2013.




Devotos do Ódio - Punk Rock - Recife/PE

A banda Devotos do Ódio foi formada em 1988 que foi tirado do título de um livro de José Louzeiro (1987). Entre os obstáculos que a banda enfrentou nos seus primeiros anos se encontravam a polícia, a repressão e a não aprovação dos moradores do seu bairro pela eleição do seu estilo musical (o bairro Alto José do Pinho). Com o tempo a relação da banda com a comunidade melhorou, já que demonstrou seu compromisso com a mesma atraindo abundante atenção da imprensa para muitas outras bandas. No ano 2000 o grupo mudou seu nome para Devotos. Os membros da banda abraçaram a ética do "faça você mesmo" do Punk Rock.




Inocentes - Punk - São Paulo/SP


Foi uma das primeiras e mais importantes bandas de Punk Rock brasileiras, formada em 1981 por ex-integrantes de duas bandas da Periferia de São Paulo, o Restos de Nada e o Condutores de Cadáver. O nome Inocentes teria sido inspirado em uma música dos primórdios do Punk inglês, de John Cooper Clarke, "Innocents", que fez parte da coletânea “Streets” do selo Beggar’s Banquet. Suas influências foram bandas como Buzzcocks, The Vibrators, Generation X, New York Dolls, The Saints e Ramones. Em 1982, foram convidados, junto com Cólera e Olho Seco, a participar da coletânea “Grito Suburbano”, o primeiro registro sonoro das bandas Punks brasileiras, lançada pelo selo Punk Rock Discos (loja da Galeria do Rock) do Fabio da Olho Seco.




Unwritten Law - Hardcore - Califórnia/EUA

É uma banda de Hardcore americana formada em 1990 em Poway, Califórnia (subúrbio de San Diego). Em 1992 lançam seu primeiro cassete, sucedido pelo vinil Blurr. A banda rapidamente se estabeleceu na bem-sucedida cena musical do início dos anos 1990 que também incluia outras bandas como Blink-182, Buck-O-Nine, Sprung Monkey, Drive Like Jehu e Rocket from the Crypt. O álbum auto intitulado Unwritten Law, lançado em 1998 traz as clássicas canções "Lonesome", "Cailin" e "Teenage Suicide".


21 abril, 2017

Krisiun: show em Florianópolis (SC) no próximo sábado

Entre uma turnê latino-americana e uma asiática, ambas com a banda NervoChaos, a banda Krisiun está fazendo uma pequena turnê brasileira com shows em Vacaria (RS), Porto Alegre (RS), Jaraguá do Sul (SC) e Florianópolis (SC). 

Neste sábado (22), é a vez de Florianópolis receber este ícone do Death Metal mundial: o Krisiun é conhecido como uma das bandas brasileiras que mais faz show no exterior. Mantendo seu som visceral ao longo de 27 anos, negando render-se a um som mais comercial, os irmãos gaúchos Alex Camargo (baixo, vocal), Moyses Kolesne (guitarra) e Max Kolesne (bateria) são referência no que se trata de Death Metal. 

A imagem pode conter: 3 pessoas

O evento produzido pela Pisca Produtora ocorrerá na Célula Showcase com início marcado para as 23h e contará com outras duas bandas de muita qualidade e reconhecimento. A banda de Thrash Metal Red Razor de Florianópolis (SC), que possui como fortes influências o Thrash da Bay Area dos anos 80, o Thrash alemão e um pouco da abordagem dos anos 90; e o trio de Death Metal Khrophus de São José (SC), que executa um som autêntico, brutal e veloz desde 1993, sendo conhecida como uma grande referência da música extrema.

Acompanhe mais informações do evento no Facebook.

Vultorn: lançamento da nova faixa "Hematophagus"

Esta semana fizemos aqui n'O SubSolo uma matéria falando um pouco sobre a banda de Thrash Metal Vultorn de Curitibanos - SC (confira a matéria aqui). 

Na última quinta-feira (20), o trio lançou uma nova faixa do álbum a ser lançado. Sob a produção de Bruno Anãnã (Pelotas/RS), a música intitulada "Hematophagus" carrega uma temática voltada para o ocultismo em forma de energia humana, a má energia de uma pessoa contaminando o ambiente em sua volta. Um hematófago é um ser que se alimenta de sangue; a letra traça um paralelo metafórico a para a sucção de energia que pessoas de mau caráter e más intenções empregam sobre as outras, sob a forma de inveja, negativismo e demais energias negativas. A produção visual para o vídeo desta faixa ficou por conta de Douglas Veiga. Acompanhe vídeo e letra abaixo: 



"Obsessing masters, of illusion
Hidden into the dark 
Unbelieving of future mankind 
A perfect alibi, sow all evil
Picking fights and accident at
Any sickly mind!

When you meet the eyes
And overgrown of horror
A demon satisfied 
Immune of holy water!
Every blood drop, was spilled in vain
Silver bullets hold
Sickly mankind, will be shredded
Everlasting fall

All you got is surrender or your only hope is to kill, kill, kill"

(Letra: Rubens Toscan/Luciano Magagnin)


Fique de olho nas novidades da banda no Facebook!

20 abril, 2017

Art's Lounge Municipal de Santos: inauguração acontece no próximo sábado com Heitor Vallim



O espaço cultural Art's Lounge Municipal de Santos será inaugurado no próximo sábado (29) com apresentações musicais e exposição artística. A eventualidade começará as 21 horas e terá o cantor Heitor Vallim como principal atração. A entrada é franca e o local fica no complexo do Teatro Municipal na Avenida Senador Pinheiro Machado, 48 - Vila Mathias.

Idealizado por Guilherme Zanin Domarco,  a localidade tem como principal intuito trazer uma nova opção para os munícipes amantes da noite santista. A solenidade ainda contará com a performance de abertura do músico minimalista Vinter, além dos expositores Rodrigo Santana e Isabela Basaglia.  De acordo com Heitor, será uma honra participar desta inauguração.“Tocar nesse ambiente que já vi tantas coisas que me inspiraram e me inspiram até hoje é surreal. Ter sido chamado para inaugurar esse espaço no complexo do Teatro Municipal é muito honroso”, ressaltou.

Vale ressaltar que o show de Heitor Vallim contará com um repertório vasto de canções autorais provenientes de seu primeiro trabalho de estúdio solo, Naissance, somadas a covers de músicas já aclamadas pelo público em geral. O cantor santista ainda desfrutará da participação especial do vocalista do grupo guarujaense Maçã de Cesto, Hugo Alves, em dado momento da apresentação. 

19 abril, 2017

Coletânea O SubSolo: volume 2 dá continuidade em um trabalho simples, sério e objetivo

Após o lançamento do Volume 1, neste que teve vinte e duas bandas, O SubSolo resolveu dar continuidade no trabalho e apresenta a todos, O Volume 2. Acreditamos que pelo sucesso em que o primeiro volume obteve, tivemos uma facilidade maior em recrutar as bandas para o segundo exemplar.  Confira a capa e a lista das bandas presentes:


O conceito da capa, teve participação de um dos músicos presentes na Coletânea, o vocalista, guitarrista e compositor do Basttardos, Alex Campos: "Dizem que o rock nacional está morto, abandonado. Este volume 2 da coletânea mostra que as pessoas estão erradas, e o parque abandonado da capa sintetiza essa ideia." Explica Alex.

Já o redator chefe d'O SubSolo, Vinicius Albini-Saints, fala o que sentiu sobre a capa: "Interessante, na verdade é um ponto curioso esse contraste de cenários. Um parque abandonado ainda oferece várias coisas, basta dar luz e atenção a ele que ele volta a atrair os olhos, o cenário do rock é basicamente isso..."

Toda as artes construídas(capa, contra-capa e miolo) ficou na responsabilidade do fundador d'O SubSolo, Maykon Kjellin, que fala um pouco sobre esse trabalho: "Ainda acho muito difícil mexer com photoshop/corel, quando você é apenas um aventureiro que decidiu aprender sozinho a mexer nessas ferramentas. Aprendi pelo simples fato de precisar e não gostava de pedir a ninguém, com o auxilio do André Bortolai consegui fazer a capa do volume 1 e do volume 2, tive experiência fazendo a capa do volume 3 d'A Hora Hard também, muito bom ver um trabalho seu em suas mãos, é gratificante, agradeço as bandas por terem acreditado, sei que na situação atual do nosso país é dificil investir em divulgação, mas elas não exitaram e acreditaram em mim!"

Citado sobre o trabalho, André Bortolai, tecladista do InSoulitary conta como começou essa parceria: "Desde o primeiro contato do Maykon houve uma empatia muito grande e um entendimento absurdo sobre a cena nacional. A ideia inicial da coletânea foi rapidamente "comprada" pelo InSoulitary, e já se iniciou uma parceria na produção dos discos. Acredito que a admiração que tenho pelo Maykon aumentou muito desde o primeiro volume da coletânea. Tanto na parte artística (trabalho de capas e etc) como na parte interpessoal, eu pude perceber que O Subsolo é uma grande família. Sinto-me honrado de poder fazer parte desse projeto e de mesmo estando em outro estado conseguir sentir a proximidade dessas pessoas incríveis que estão envolvidas!"



BANDAS PARTICIPANTES:


Basttardos - Rock - Rio de Janeiro/RJ

Em meados de 2010, no Rio de Janeiro, um elemento chamado Alex Campos (Voz & Guitarra) iniciou uma nova missão. Apostando todas as suas fichas no jogo, fez um convite a outro elemento, o velho amigo Bernardo Martins (Bateria). Em seguida, um “Terceiro Elemento” (Baixo) veio agregar valores cheio de mistérios, trazendo consigo a essência deste “Bando”. Juntos, tornavam-se “Basttardos” de alma nesta árdua caminhada.


Monstractor - Thrash Metal - Resende/RJ


Monstractor é uma banda Resendense que  foi formada em 2012, por Christian Klein (vocal e baixo – Ex – Expantor), Diego “MONSTERMAN” (huitars) e Demetrios M. (bateria). Assim que a banda se formou as ideias e composições foram surgindo, o que levou o trio a realizar uma série de gravações por conta própria, como uma espécie de pré-produção para um possível disco.

Em 2012 a banda montou um set list com 8 músicas autorais, e as lançou na internet a efeito de divulgação. As músicas tiveram grande aceitação no youtube, e a cada faixa que era lançada, a banda angariava mais notoriedade nas redes sociais as quais seus integrantes eram participantes.


Entre os anos de 2012 e meados de 2013, o Monstractor, com base em suas faixas autorais, realizou diversos shows na região sul fluminense do Rio de Janeiro, na capital, na capital de São Paulo, e em alguns festivais e cidades de Minas Gerais.Em 2014 a banda decidiu buscar um maior profissionalismo, o que levou-os diretamente aos cuidados de Marcello Pompeu e Heros Trench (Integrantes do KORZUS e produtores musicais do renomado MR.Somstudio -SP).


Maverick - Thrash Metal - São José do Rio Pardo/SP


A Maverick foi fundada em novembro de 2011 pelo vocalista e guitarrista Gabriel Sernaglia

juntamente com o baterista Gustavo Polississo na cidade de São José do Rio Pardo – SP; Seu nome foi baseado no motor do lendário automóvel da Ford, o Maverick, por sua potência e ronco ensurdecedor. Com influencias variadas que complementam suas raízes Thrash, a banda aborda em suas letras criticas sociais, conflitos internos e a constante desumanização da sociedade.


Cherry Ramona - Rock - Criciúma/SC


A origem da banda é uma incógnita, sabe-se apenas que Naldo Arraes deu inicio a aventura de encontrar os integrantes e montar a banda a partir de uma convocação feita por uma “entidade secreta”, sua empresária, a “RAMONA”. A partir deste momento, muita coisa aconteceu até o dia 04 de Agosto de 2015, onde uma banda com o nome de Cherry Ramona fez um primeiro show, tendo a participação da Comunidade Nin-Jitsu, enquanto isso, a verdadeira formação estava em treinamento psicológico para enfrentar o que estava por vir.  Depois de uma lavagem cerebral, a banda original, deu inicio a caminhada juntos onde o fim é uma incógnita...


Decolle - Pop Rock - Orleans/SC


Decolle teve inicio em 2014 com outro nome, após uma junção do sobrenome do idealizador Henrique "Colle" com "Decolar", surgiu o nome "DECOLLE". A logo da Decolle, conta com uma CORUJA que significa a ideologia da banda de que mesmo quando se tem o campo de visão "tapado por alguém" devemos ampliar a visão assim como as 'corujas', tendo assim uma visão mais ampla e detalhada sobre tudo, a logo conta também com um símbolo "hippie" que também está ligado outra ideia da banda que a verdadeira utopia do mundo é sem dúvidas, a paz. O desapego das coisas desnecessárias e materiais ao extremo, sem falar que amar as pessoas como se não houvesse o amanhã, é mais gratificante do que qualquer bem material. A única banda presente no Volume 1 e Volume 2.


Stone Head - Rock - Criciúma/SC


Stone Head é uma banda recém formada, tendo inicio na cidade de Criciúma. Sua estreia ocorreu no ano de 2016 no Meteoro Festival, junto do Zander. Ficou conhecida por estar no meio de muitas bandas covers, sendo uma das poucas que lançou um single logo em sua estreia, esse single estará na coletânea. 


Tumulto - Heavy Metal - Foz de Iguaçu/PR


O Tumulto é de longe a banda mais antiga de Foz do Iguaçu em atividade, sua carreira iniciada em 1991, nos arredores do Porto Meira, rendeu a gravação do primeiro LP de rock da cidade, além de demo-tape, singles e um cd, o Fight. A banda passou por várias mudanças de formação mas já a bastante tempo conta com os irmãos Germano e Márcio Duarte (Guitarra/Vocal e Bateria) e Rafael Urnau (Baixo).

Peltstrok - Hard Rock - Garobapa/SC


A banda surge no final de 2015 com caráter apenas instrumental. A formação inicial contava com Gustavo Schatt (guitarra e teclado), Dalthon Salazar (contra-baixo), Jeff Salazar (guitarra) e Jhonti (bateria). Com esses integrantes a banda gravou o clipe da música instrumental "Blue Sky". Pouco tempo depois, Jhonti deixa a banda e Nathan Lemos assume a bateria, sendo então gravado o clipe de outra música instrumental, dessa vez a "Born Again". Em março de 2016 a Peltstrok resolve deixar de ser apenas uma banda instrumental, então convidam Igor Yama para integrar a banda como vocalista. Além de Igor, Dalthon também começa a ser responsável pela parte vocal da banda. A característica do som da Peltstrok é pela linha do Rock Progressivo, Hard Rock, Punk Rock e até alguma coisa de Heavy Metal. O objetivo principal é levar esse som mais "pesado", porém falando de uma Mensagem de esperança, de paz, de graça, de um amor sem limites. 


Ember of Renewal - Metal - Florianópolis/SC


Ember of Renewal é uma banda de metal de Florianópolis - SC formada em Novembro de 2016.


Influenciados por bandas como Avenged Sevenfold, Falling In Reverse, Bullet For My Valentine, entre outras... A banda lança seu EP de estréia titulado "Beaten By Demons" no dia 15 de Fevereiro, gravado e mixado por Renan Socoloski no Socoloski Recordings, e disponível em todas as plataformas de streaming contendo 5 faixas autorais. 


Turn Off - Hardcore - Criciúma/SC


A banda Turn Off foi criada em fevereiro de 2010, como praticamente toda banda nasce: amigos de escola querendo fazer um som para se divertir. O primeiro show aconteceu na Feira de Ciência e Tecnologia da SATC, escola em que três dos integrantes estudavam. A banda se propôs, então, a fazer um festival por conta própria e assim fez, sendo seu primeiro show numa casa noturna (o extinto Manga Rosa, em Içara). Ainda em 2010 a banda foi no programa Na Pilha, da TV COM em Florianópolis. Nesse primeiro ano de existência, a Turn Off já tinha 3 músicas próprias que vieram a compor seu EP: Encantada, Promessas Falsas e Aqui no Bar . Nesse ano perdemos um integrante, Jonathan Machado, que passou pra federal em Florianópolis. Foi o primeiro baixista da banda.

Os anos de 2011 e 2012 foram marcados por uma frequência maior de shows, tocaram no Rock’n Show, Domo Pub (antigo diretório), Bbbowling, União Mineira, Laguna, e no meio de tudo isso, no ano de 2012, começaram a gravar seu primeiro EP intitulado “Todos Contra Todos”, produzido pelo amigo e músico Leandro Benincá. Esse EP contém 6 faixas, todas autorais. Ele foi gravado entre o ano de 2012 e 2013, tendo seu lançamento no evento de nove anos da A Hora Hard, mídia independente de SC, que aconteceu no Balada Pub. Em 2013, a banda participou no Grito Rock de Criciúma e abriu o show do Tequila Baby, ambos no Domo Pub. Ainda nesse ano, a banda conseguiu alcançar uma “tara” pessoal: tocar no Ventuno Pub.


Boca Braba HC - Hardcore - Viamão/RS


A Boca Braba Hardcore é uma banda da cidade de Viamão do Rio Grande do Sul. Na estrada há pouco mais de dois anos, surgiu da vontade de quatro amigos de fazerem um som pesado, na contramão do comercial.  A banda se inspira muito no estilo New York Hardcore, mas com uma forte influência de bandas como Raimundos, Suicidal Tendencies, Rage Against the Machine, Biohazard, Madball. No início de 2015 a banda somou mais um integrante, Hígor Cavalheiro, como segundo guitarrista, o que acrescentou mais peso ao já pesado som da banda.

Defina - Hardcore - Estância Velha/RS


Formada no ano de 2012 em Estância Velha, Rio Grande do Sul, a banda Defina logo lançou seu primeiro trabalho. Um EP intitulado "O Que Os Olhos Não Veem" que ganhou até um videoclipe. EP difícil de se encontrar já que a formação da banda era bem diferente. Após um pequeno hiato em 2014, a banda voltou com força total já em gravação de seu primeiro álbum. "Estranho Modo de Vida" levou dois anos para ser lançado, já que foi feito de foram independente. Mas a demora valeu a a pena. Contendo 10 faixas totalmente em português, o primeiro álbum da banda gaúcha veio com uma qualidade sonora enorme. Ótimas faixas sobre as maneiras de se levar a vida como "Cobaia Viva", "A Jaula", "Bom Homem", "Somos Todos Iguais" fazem com que "Estranho Modo De Vida" seja um dos melhores álbuns de estreias de bandas brasileiras. O álbum está nas grandes plataformas digitais como bandcamp, youtube e spotify.


Reduto - Rock - Rio de Janeiro/RJ


Desde 2012 na estrada, o Reduto vem se reinventando. Dos frutos do primeiro trabalho ao recém lançado EP Inverso, a banda de rock do Rio de Janeiro busca novas texturas e receitas musicais. A nova cena do rock está se consolidando e o grupo carioca vem conquistando seu espaço.


Kike Oliveira - Rock - Imbituba/SC


Depois de ter tocado em algumas bandas durante a sua adolescência, Kike fez seus primeiros shows como artista solo após se mudar para Lages, no interior de Santa Catarina, tocando em festas da faculdade. Retornando à sua cidade natal, decidiu gravar seu primeiro CD, produzido por José Roberto Chapolin. Gravou voz, violão, guitarra e bateria. O lançamento ficou marcado por um lindo evento n'O Botequim, no qual Kike Oliveira apresentou para o público suas 10 músicas inéditas. Atualmente Kike vem tocando em bares, pubs e festas de Imbituba e região, ao lado de grandes músicos e amigos: Bruno Nazário (baixo), Richard Espindola (bateria) e Mateus Perfeito (guitarra). O álbum completo está disponível no Spotify, AppleMusic, Deezer e nas principais plataformas digitais. Além disso, um trabalho de voz e violão está sendo divulgado no seu canal do YouTube.


Pinhead - Rock - Caxias do Sul/RS

A Pinhead trabalha com letras críticas, irônicas, sociais, humorísticas, vilêríticas e políticas. Na cena Rock de Caxias do Sul-RS. Banda guerreira do Rock para a coleção da boa música do Rock Gaúcho. Desde 2002, a Pinheads está no cenário esbanjando boas músicas, procurando não se rotular e prender a um único gênero e não seguindo uma linha de composição. De letras politizadas, cômicas à vivências dos amigos, Pinhead é acima de tudo uma família.


Luciano Granja Grupo - Rock 'n Roll - Porto Alegre/RS


A banda surgiu de forma despretenciosa em 2010, a partir da reunião do guitarrista Luciano Granja e o baixista Fernando Peters para fazer alguns registros musicais. O resultado foi tão bacana que, em 2011, Tio Vico foi convidado a gravar os vocais e Luigi Vieira passou a integrar o grupo, assumindo a bateria. A primeira apresentação ao vivo do grupo acabou acontecendo somente em 2013, mas desde então já somam na bagagem  diversas apresentações importantes pelo Sul do país. Já em 2016, Luciano Granja Grupo lança o primeiro disco da carreira. Intitulado com o mesmo nome, apresenta 10 faixas autorais, com destaque para canções como “Carta” - o primeiro single de trabalho -, “Matemática”, “Vontade de Voar” e “Escuro”, que traz a participação especial de Pedro Veríssimo. Além da forma física, o álbum também está sendo lançado nas principais plataformas digitais como iTunes, Spotify, Deezer e Rdio. 


Liférika - Rock n Roll - São Paulo/SP


A banda nasceu em 2011, no Taboão da Serra. Fizeram grandes shows; os principais foram no Céu Campo Limpo(abrindo para a banda de Luiz Thunderbird, Devotos de NSA), Casa de Cultura Santa Tereza- um espaço cultural bem legal em Embu das Artes, Escorpiões Moto Clube, Hang Loose Bar Rock, Garage Cafe Motorparts, entre outros. Então é isso, se você deseja um rock até a medula, sem firula, confira um show do Liférika, os bons tempos do rock nacional(anos 80, e atual), e o punk 77 estão de volta.


Hellio Costa - Hardcore - Laguna/SC


Formada em 2014, na cidade de Laguna a banda Hellio Costa traz um hardcore inspirado em bandas nova-iorquinas como Madball, Hatebreed, Biohazard, entre outras. O grupo possui muitas músicas autorais, e estão em processo de gravação de seu debut álbum, que será lançado virtualmente através das plataformas virtuais dos músicos. Dentre suas canções destacam-se “Carne de Ladrão”, “Eu Não Atravesso Na Faixa De Pedestre”, e “Infanto Atirador”, todas disponibilizadas no Soundcloud da banda.



Melanie Klain - Metal - Mococa/SP


Um projeto que ficou escrito em um caderno por mais de 5 anos e agora toma forma, partindo de um alicerce muito firme. Uma família, pode-se assim dizer sobre esses 5 amigos. Que pelo amor a musica se reuniram em busca de passar uma mensagem direta sobre todo mal que a corrupção causa sobre a sociedade.

Iniciado o projeto no ano de 2007, os amigos Violla (G) e Duzinho (v), seguiram lutando pela formação ideal da banda passando por inúmeras dificuldades para fixar membros que não dispunham de tanto interesse. Com todos os problemas, foi dado uma pausa em tudo isso com uma discussão (sadia) entre os dois fundadores. 
A amizade não foi prejudicada por esse motivo, onde Duzinho pôs fim a banda onde sempre fez disso um ideal a se cumprir. Mas algo naquela amizade ainda faltava aos finais de semana, onde ainda mais aumentaria a dor de não ter levado a frente o projeto a cada vez que se pegava um violão e tocasse ao menos 5 ou 6 riffs das composições da banda. Um sentimento de "poxa, poderia ter dado certo" sempre apunhalavam os dois integrantes. Passado todos esses anos, com a evolução mais do que escancarada em Chapolim como guitarrista, em uma conversa teve-se o acerto de retomar todas as ideias para se formar novamente a banda e seguir em frente o sonho de se fazer ainda mais valer a pena ter o convívio um pelo outro.


Vate Cabal - Rock - São Paulo/SP


Vate Cabal é uma banda de São Vicente Baixada Santista São Paulo Brasil formada em 2003 e faz um rock/metal de protesto com letras em português e guitarras pesadas com influencias de bandas como Metallica, Black Sabbath, Megadeth, Legião Urbana, Titãs e outras. Com sua temática e letras forte procura fazer um som nítido e trabalhado. O nome da banda faz uma menção e/ou uma homenagem a todos os poetas, profetas e escribas, ou seja, a todos que dedicaram a vida ao oficio da escrita da palavra seja criticando, elogiando ou mesmo relatando o mundo em que viveram ou vivem.


Sobre apoios.


Diferentemente do primeiro volume, apenas cinco apoiadores serão expostos na contra-capa deste volume, são eles: 

A Hora Hard, mídia que inspirou e incentivou O SubSolo a surgir.

Du Canto Store, loja que é parceira do blog desde o inicio. 

Drakos Beer Pub, pub que abre as portas para eventos do blog.

InSoulitary, dispensa legenda, banda que admiramos e parceiros incontestáveis. 

Ananda Silveira Fotografa, parceira desde o inicio. 


Agradecimentos.


Aos cinco apoiadores, as vinte bandas e André Bortolai, estes citados são os maiores responsáveis pelo segundo volume, não mediram esforços para ver o trabalho criar forma. Obrigado!

Los Volks: banda é uma das três mais ouvidas da Austrália



A banda guarujaense Los Volks não para! Depois de lançar o EP "Luna", participar de coletânea norte-americana, lançar um belo videoclipe do single "Tudo Irrita", participar de programas de TV e de Rádio,  a quarteto acaba de conquistar mais uma façanha pra história da banda.

A canção "Fire", que um tempo atrás já tinha sido ouvida mais de 24 mil vezes na maior plataforma de streaming, Spotify, é a representante brasileira em um top 15 de uma rádio australiana. Não é simples assim não! "Fire" é a terceira música mais ouvida da Banks Radio Austrália, que tem sua sede na capital do país, Canberra.


"Cara, até agora me vejo sem palavras pra descrever o que estou sentindo. É emocionante demais!  Bate a lembrança de quando ainda estávamos gravando com o Lucas (baterista do Zebra Zebra e do Jorge Ben Jor, que produziu, mixou e masterizou o som). Não esperávamos isso, sabe? Ser reconhecido no Brasil já seria de uma magnetude imensa pra nós, imagine na gringa né! Estamos felizes demais!", comenta Pablo Mello, vocalista e guitarrista da Los Volks.

Oriundos de Gurujá, litoral paulista, esse feito só mostra o quanto a banda quer fazer seu som e não faz "por brincadeira". E, claro, a banda nunca fica parada, tem novidade na área. A banda já está se preparando para seu novo disco! Com grande apoio da Dragon Music Center, os caiçaras já entram pra gravar ainda nesse mês! 

Acompanhe o Los Volks no facebook oficial, clicando aqui.

18 abril, 2017

Enemy: clipe de "Sinérgico" é lançado

Sinérgico vem brindar toda uma fase que a banda viveu, uma época de tentativas de ensaio de superação e frustrações, vem brindar amigos e colegas e familiares, que apoiaram e ainda apoiam todo este tempo até aqui. A banda passou também por uma mudança de formação neste último semestre. O baterista Rafael Paes gravou “Sinérgico” em estúdio, com maestria e depois a banda conversou com ele para ver a possibilidade de conciliar a vida profissional que esta muito bem encaminhada junto com o grupo. Então foram de uma opinião em que torcer pelo sucesso das pessoas independente da direção que sigam, Rafael Paes ainda faz parte desta família.




A procura de um substituto entraram em contato com Rapha Sheffer (ex Spine Crown) onde o mesmo já tinha visto o show da Enemy junto do Sepultura. As conversas se estenderam desde lá e veio só a somar uma nova pegada com muito feeling e técnica.

Sinérgico vem obvio de sinergia, e foi uma jornada de um grupo de pessoas que enxergaram a mesma direção que que a banda. Estavam buscando fazer um Lyric vídeo quando resolveram entrar em contato com Caio Macbesera (Project46) que foi um grande motivador, que impulsionou e muito o trabalho. Sendo assim, ele editou as imagens e fez animações de vídeo. Quem logo comprou a ideia de cara para captar e dirigir as imagens foi Ademir Jr e Danilo Anástacio, esta dupla já fez vários trabalhos de qualidade e foram grande motivadores literalmente suaram a camisa. As gravações aconteceram em um domingo, um unico dia para todas as gravações. Foi então feito convite a amigos e colegas, que compareceram mesmo embaixo de muita chuva e fizeram um baita mosh dentro de uma sala de ensaios, o famoso "Meteoro Estúdio".

Captando o áudio no Pé do Morro Estúdio com Victor Gonçalves outra pessoa que abraçou a causa lá na sua criação, depois vindo a mixagem e masterização do Void Estúdio com Lucas Rosso. O engraçado disto tudo, que quando a Enemy iria apresentar novas ideias, o produtor Lucas Rosso já estava com tudo pronto, vindo a surpreender a banda de uma forma muito positiva com resultado, fazendo a banda se sentir tocando como se fosse um ensaio cheio de energia.

Antes de ser lançado na web, a Enemy fez um ensaio aberto no "Meteoro Estúdios", onde apresentou ao publico em um data show, o clipe inédito, agradecendo um a um que abraçou a ideia de gravar o clipe junto da banda.

CONFIRA O CLIPE DE "SINÉRGICO".


Faca Preta: confira o videoclipe de "Vida Dura"


A banda paulistana de punk rock Faca Preta liberou nesta sexta o vídeo clipe para Vida Dura, faixa que está presente na compilação street punk "Para Incomodar Vol.2", lançada em 2016 pelo selo Hearts Bleed Blue (HBB).

"Pensamos em uma coisa simples, a banda dando um rolê pela cidade e imagens da gente tocando em uma locação bacana. A partir daí começamos a pensar em possíveis locações, e me lembrei desse galpão da Academia de Filmes, que fica na Vila Leopoldina. Ele era perfeito pra nossa ideia." comenta Anderson Boscari, guitarrista da banda.

Com direção de Rodrigo Braga, o clipe mostra a banda em alguns momentos de diversão, passeando em um Opala Comodoro 77, com teto Las Vegas, o que pode ser encarado como um momento de vitória, já que a música fala justamente sobre se reerguer e vencer frente a todas as dificuldades!

"Tudo o que passamos sempre serve pra nos fortalecer, ajudar a ser mais forte, e no final vemos que essas dificuldades fazem a vitória ser melhor." finaliza Anderson.

ASSISTA "VIDA DURA"

Por: Assessoria HBB

Oitava: disco de estreia é lançado



A novíssima banda de Cubatão, Oitava, lançou seu mais disco de estréia. 

Formada por Bruna Lima na guitarra e vocal, Mac Gomes no baixo (também baixista do Cannon of Hate) e André Félis na guitarra, o disco "Oitava" contém oito faixa em português, sendo uma delas com parceria de Jhown Santos, da banda Chaplet. 

O hardcore com vocal feminino é o que falta na região da Baixada Santista. Oitava veio pra somar junto com Mar Morto. O disco já está disponível em todas as grandes plataformas de streaming.



SIGA OITAVA
Facebook | Deezer | Google Play | Youtube

17 abril, 2017

Conheça: Vultorn (Curitibanos/SC)

O trio curitibanense de Thrash Metal é formado por Luciano Magagnin (vocal e guitarra), Julia Goetten Wagner (baixo) e Rubens Toscan (bateria). A Vultorn teve seu início em 2012, sob o nome Manfecto. Desde então tocaram em festivais como o Otacílio Rock Festival e o Iceberg Rock Open Air em 2014, ano em que mudaram seu nome.

O nome atual é uma mistura da palavra em português "vulto" e a inglesa "torn", que refere-se a algo que rasga, estraçalha, despedaça. De acordo com Luciano, “um vulto que destrói abstratamente, horroriza; o mal humano.”

Nenhum texto alternativo automático disponível.

A proposta inicial era fazer cover de grandes referências como Venom, Sarcófago, Razor, Sodom, Destruction e Possessed. Entretanto, neste processo as ideias foram surgindo e, junto com elas, a vontade de compor.

Em geral, as composições ressaltam temas como a anti-religião, a decadência humana e os horrores da guerra, tudo isso sob um instrumental brutal, que relembra as bandas alemãs de Metal Extremo.

No final de 2015, a banda lançou seu primeiro single intitulado “The Ripper (Is Closer Than You Thought)”, baseado no filme de terror de Tobe Hooper, The Texas Chainsaw Massacre (1974). A música foi gravada no Gravesounds Studio em Pelotas (RS), teve sua produção por Bruno Añaña e arte feita por Douglas Veiga. Confira o single aqui.

Ao longo destes 5 anos, a  Vultorn já abriu para consagradas bandas, como Ratos de Porão, Rhestus, Krow e Juggernaut. O grupo está para lançar seu primeiro EP ainda este ano. Nos resta aguardar; a expectativa é muito boa!

Acompanhe a Vultorn no Facebook.

Resenha: Black Stripe Poison - Concept Of Hate (2015)

Nessa última remessa que recebemos da Roadie Metal, teve um disco que me chamou a atenção pela capa, ela desperta uma curiosidade além da música, uma pulga atrás da orelha que me fez passar ela a frente das outras, mesmo não tendo uma ordem especifica da conferencia do material. Acho que não errei no "pré-julgamento", já nos primeiros segundos o EP me ganhou. A Concept of Hate foi formada em 2009 pelos amigos: Rafael Biebrach (baixo), Sérgio Giraldelli (vocal), Paulo Neto (bateria) e Daniel Pereira (guitarra), tendo inicio como toda banda, tocando covers. Algumas mudanças na formação anos depois, com a entrada do vocalista Flávio Giraldelli e do baterista Takashi Maruyama, sendo este último trazendo mais bagagem a banda, com ótimas experiências no underground japônes, sendo assim, incentivando o restante a compor.




Temos aqui um EP com quatro músicas, um total de quinze minutos redondamente. Apesar de ter gostado como tudo aqui esta elaborado, senti a falta de uma introdução mais pensada para iniciar o disco. Eu talvez no lugar da banda, teria iniciado a tracklist com a segunda faixa, intitulada "In Human Nature", pois dentro do EP é a que tem uma introdução envolvente, mesmo que a faixa "Black Stripe Poison" tenha uma introdução mais pesada, mas eu ficaria com a escolha da "In Human Nature" sendo essa a única critica construtiva do disco. Suas duas últimas faixas, "Chaospiracy" e "Sanity Is Not an Option", são menos trabalhadas com sua introdução, acredito que foram feitas para dar um soco no tímpano mesmo, chegam dando com os dois pés e sai da frente quem não aguenta música pesada, é uma pancada na cabeça.

Analisando o todo e ouvindo todo o trabalho, percebi o motivo de terem destacado o baterista Takashi como um experiente músico para o grupo. Com toda a certeza, Takashi é mais do que um mero baterista, o cara é o maestro da banda, dando todo o direcionamento das músicas, com fortes pedais duplos, como se seus pés estivessem pegando fogo, inclusive imagino uma fumaça saindo de seus sapatos/tênis, rs. Outro grande trabalho é o do guitarrista, Daniel Pereira, que com um único instrumento, faz o trabalho de duas, danod muito peso sendo auxiliado pelo baixista, Rafael Biebrach. Sobre o vocal, só elogios, consegue manter uma base forte e uma pegada inteligente. Sobre influências, a banda lembra muito Motorhead, porém com mais pegada da guitarra, outrora lembra um pouquinho de Sepultura pelos vocais e um mar de influências, que poderia citar até não sobrar espaço na resenha.

Para um EP com quatro faixas, é um inicio avassalador. Pode evoluir em algumas coisinhas, mas ao ver pelo trabalho todo é um excelente começo. Capa muito bem produzida, contra capa objetiva, simples. O conceito das músicas muito bem elaboradas, só ficou minha critica construtiva sobre a definição do tracklist, poderia ter sido melhor selecionado, mas concordo que é algo que não interfere na sonoridade da banda, este, está impecável. Se fosse para definir uma vertente do Metal para a banda, acredito que estão dentro do Groove Metal.





FORMAÇÃO
Flávio Giraldelli - vocais
Daniel Pereira - guitarras
Rafael Biebrach - baixo
Takashi Maruyama - bateria

TRACKLIST
01 - Black Stripe Poison
02 - In Human Nature
03 - Chaospiracy
04 - Sanity Is Not An Option

SIGA CONCEPT OF HATE
FACEBOOK / YOUTUBE

Material recebido pela Roadie Metal Assessoria.

Ricardo Aronne: músico disponibiliza seu novo álbum solo para audição

Um dos principais guitarristas do país, Ricardo Aronne, disponibilizou seu novo álbum solo para audição gratuita no YouTube.



Aronne é considerado um dos fundadores do Metal Gaúcho, tendo passagem por grandes bandas da região, atualmente o músico está a frente de sua banda Black Triad e acaba de disponibilizar seu álbum solo “Piece of Blues”, que apresenta toda sua técnica, emoção e destreza, nos acordes de sua guitarra.

O álbum instrumental tem várias nuances diferentes, arranjos de piano, instrumentos percussivos, solos doces, entre outros grandes momentos. O álbum pode ser conferido no link abaixo:




Fonte: Roadie Metal

16 abril, 2017

Resenha: Blood Path - Terrorsphere (2016)

O Metal paranaense vem crescendo assustadoramente. Bandas como Tribal e Krucipha, puxam a fila de referencia de música pesada, agora é a vez do Terrrorsphere. Formada em 2014 na cidade de Londrina. O "Blood Path" é a sua estreia, lançado em novembro de 2016. O grupo é focado em um Death Metal matador com fortes influências de Slayer, e uma pegada única lembrando Sepultura e Soulfly. 




Tudo aqui é em extrema pancadaria, desde as guitarras a alguma palavra das vozes. Os solos de guitarra são muito bem conduzidos, ora melódicos outrora "fritaceira" sem destino, porém, tudo alinhado. Muitos riffs de guitarra e de baixo muito bem construídos, uma bateria muito bem conduzida e coordenada, deixando o "campo livre" para que o vocal faça a sua parte, sendo que o vocal parece um vulcão perto de entrar em erupção, como se algo tivesse pegando fogo na garganta e o obriga a cantar em fúria. 

Sobre as minhas faixas favoritas do disco, temos "Terror Squad" que é uma faixa mais reta, direta, objetiva, algo que se resume a chegar ao ponto. Já "Assassinos" que abre o disco, é uma faixa que lhe prende com as guitarras, te envolve e quase estoura os tímpanos com as linhas vocais. Quando vem a terceira faixa, "War Curse" temos a certeza de que ambos os guitarristas, nasceram para tocarem juntos, a harmonia que cruzam as duas guitarras, como cada uma completa a outra é absurdamente impressionante. Gosto muito do trabalho executado pelo baixista, junto do baterista, uma cozinha muitíssimo bem construída, solida, sem firulas e com um ótimo destaque. 

O Terrorsphere tem tudo para conquistar os headbanger's com esse disco, apesar de curto é muito bem elaborado. Quem gosta realmente de um Metal mais pegado e que mistura diversas técnicas, harmonias e não segue uma única linha de composição, esse trabalho é prato cheio. Estou com meus tímpanos zunindo, realmente é muita destruição para apenas seis músicas, mas começaram com o pé direito. Um disco de estreia é um cartão de visita e o cartão de visita do Terrorsphere é como chegar numa festa dando com os dois pés no peito do aniversariante. Vale a pena acompanhar o trabalho da banda!

FORMAÇÃO
Francisco Neves - guitarras
Udo Lauer - guitarras
Werner Lauer - baixo, vocais
Victor Oliveira - bateria

TRACKLIST
01 - Assassinos
02 - War Curse
03 - Terror Squad
04 - Blood Path
05 - Mind Control

SIGA TERRORSPHERE


Material recebido pela Roadie Metal.

A Última Theoria: confira o clipe da faixa “H.T.M.L.”

Os músicos da banda “A Última Theoria”, aos poucos iniciam a divulgação do novo disco de estúdio do grupo, o álbum que levará o nome de “Luciferina: A Pestilência do Amor” é aguardada com ansiedade por uma grande leva de fãs do grupo e gera muita comoção perante os fãs, a cada anuncio que envolve a divulgação do novo disco, o quarto da carreira.



A banda preza por letras com cunho intelectual, critica social, amor e alienação, dentro dessa proposta a banda divulga o clipe da música “H.T.M.L”, a música em si, fala sobre a dominação das maquinas sobre o ser e sua dependência sobre o mesmo, as imagens retratam com perfeição a ideia da letra, o clipe apresenta a participação do rapper “Gigante” do grupo “Atentado Napalm”.



O novo disco está com previsão de lançamento para o mês de setembro, a ideia inicial é com esse novo álbum, liberar o material em várias plataformas virtuais e pela primeira vez em formato físico.

Mesclando Metal extremo com metal moderno, a banda não se limita a um único estilo, e em sua proposta, agrega valores de outros estilos musicais, como o Rap e o Reggae, mas sempre tendo em foco a música pesada, ou seja, o Metal como cartão de visitas.

Mais informações:
Facebook: https://www.facebook.com/AUltimaTheoria/

Fonte: Roadie Metal
Postagens mais antigas → Página inicial