31 dezembro, 2015

[O SUBSOLO] - O QUE SURPREENDEU EM 2015 E O QUE ESPERAMOS PARA 2016

Chegamos ao último dia de 2015. Um ano com grandes e tristes momentos, como a recente perda de Lemmy Kilmister, mas também regado de muitas surpresas e coisas novas que despontaram no cenário nacional e internacional. Nós d'O SubSolo resolvemos fazer uma breve análise do que mais nos agradou neste ano e também fazermos nossas apostas para este novo ano que está por vir.

2016 chega jogando 2015 na roda
O que lhe surpreendeu em 2015?

Maykon Kjellin: "2015 chega ao fim, alternando entre perdas e ganhos no Rock. Tivemos as perdas de BB King, Scott Weiland e Lemmy Kilmister, em contra partida tivemos as voltas de Ponto Nulo no Céu e SavantInc, duas bandas bem vistas pela cena underground. Em lançamentos tivemos brilhantes trabalhos como o  o fantástico "Beer Revolution" da Red Razor, o EP "Obey" do Godzorder, o CD "Revolution" do Rygel, o EP do Dust Commando, "Tempo Para Sobreviver", que é o primeiro EP da Black Days, entre outros lançamentos. Mas sem dúvidas o melhor lançamento foi "MUTÁV3L" da banda santista Depois da Tempestade. Tivemos o início do Blog O SubSolo que mesmo simples, está se tornando um Portal do Underground que em menos de meio ano já acumula mais de 10 mil visitas e mais de 100 matérias."

Vinicius Saints: "Foi um ano repleto de muitos lançamentos de qualidade, tanto aqui como lá fora. Os que mais me chamaram atenção sem dúvidas foram os álbuns do Lamb of God e do Ghost, "VII Sturm and Drang" e "Meliora", respectivamente. Aqui no Brasil gostei bastante de discos que acabei fazendo resenha aqui mesmo, o "Leader's Speech" do Capadocia e "Revolution" do Rygel. Eram duas bandas que eu não conhecia, mas que na primeira ouvida já me ganharam. Aqui em SC a Red Razor tomou de assalto o cenário metal da região, matando a pau com o thrash do "Beer Revolution". E claro, não podia deixar a Invoque de fora! Lançamos duas músicas, fizemos bons shows e temos muita coisa por vir ainda."

Matheus Gusthavo: “2015 foi um ano agitado com ótimos lançamentos, teve Motorhead com o “Bad Magic”, Iron Maiden com o “The book of souls”, KrisiunForged in Fury”, HíbriaHibria”. Porém o que me surpreendeu foram duas bandas nacionais, Saturndust que lançou um disco esse ano (2015), foi um dos melhores discos que escutei, e teve a banda Muñoz. Duas bandas que eu não fazia ideia que existia que me tornei fã em pouco tempo.”

André Guilherme: "Em 2014 vi várias sementes sendo plantadas e no ano de 2015 os frutos nasceram: vi uma cena independente bem ativa em algumas cidades como Belo Horizonte, Rio de Janeiro ( junto com a galera de Juiz de Fora-MG), pessoal de Santa Catarina, as bandas de Canoas-RS que se juntaram num coletivo e fizeram quase uma máfia punk rocker chamada de “O Movimento”... gostei de ver o pessoal que prega a filosofia do Faça-você-mesmo levando isso pra prática . Daí foi um ano explosivo. Tivemos perdas como o Lemmy (monstro do rock, endeusado tanto por punks quanto metaleiros)...  Fabiano, O Punk da Pedreira, guitarrista do Blind Pigs... banda esta que saiu em tour com ídolos do Oi! mundial, o Evil Conduct. Até difícil crer que eles passaram pelo Brasil. 2015 teve a banda Corazones Muertos caprichando em clipe com todo seu punk n´roll, Flicts, Atox , Rejects e Não Há Mais Volta lançando discos indecentes de bons... Teve a banda O Leopardo, que reacendeu o espírito ska punk em BH... o fanzine Trojan Skins chegando à 6ª edição ( pra quem não sabe é um dos únicos zines brazucas envolvendo a cena punk/skin que permanece ativo!)... Ah teve coisa boa pra caralho em 2015... é isso aí! Quem soube aproveitar mais do que reclamar, sem dúvida aproveitou bastante Haha."

E o que esperam em 2016?

Maykon Kjellin: "2016 já está batendo em nossa porta..

E como objetivo pessoal, estarei lançando como músico um cd junto da Doctor Jimmy que está programado para a metade do ano, Dust Commando está preparando um novo EP e a Ponto Nulo no Céu também está no final da arrecadação de fundos para seu novo CD que iniciará um novo ciclo. Acredito também que 2016 será um ano positivo para o blog, aonde alavancaremos mais parcerias e estaremos estendendo nosso conteúdo aos quatro cantos do mundo.

Como fã e admirador do Rock 'n Roll, torço muito para que Guns 'n Roses não se unam novamente e deixem o legado lendário em memória, que finalmente Iron Maiden volte ao Brasil e que role aquele projeto que seja na capital catarinense, que o Gorillaz finalmente volte a ativa e lance novas músicas, que o novo álbum do Anthrax seja tão bom quanto o esperado, que o novo álbum do Dream Theater nos encha os olhos quanto os outros e que principalmente seja o ano do Rock e suas vertentes, estou ansioso por 2016."

Vinicius Saints: "Minha expectativa tá à mil em cima do Megadeth com o "Dystopia". Já tivemos degustações do que está por vir e me deixaram bem animado. O Kiko parece que vai marcar a história da banda, e isso é fantástico pro nosso cenário, ver um brasileiro despontando numa das maiores bandas do mundo! Daqui to animado também pro álbum do Almah, que vai trazer um Edu Falaschi revigorado após esse bom ano que ele teve. Já fiz uma resenha da Diemordinate aqui no blog, e o álbum deles tá pra sair esse ano, então to na expectativa alta também! Voltando a Invoque, estou na esperança de poder lançar um EP ou até um álbum. Tenho muitas ideias em mente para isso, e espero que na próxima virada de ano os outros redatores estejam falando que o disco da Invoque foi uma das surpresas do ano hahahahaha"

Matheus Gusthavo: "Espero que 2016 tenha bons discos, com ideias mais relevantes, com bandas fazendo um som diferente, saindo da mesmice, tanto com as bandas nacionais como as internacionais. Estou com grandes expectativas ao disco do Megadeth, espero não me decepcionar igual aconteceu com o “Repentless” do Slayer.”

André Guilherme: "Sobre 2016 eu já não tenho tantas certezas positivas quanto a virada de ano anterior... eu torço bastante pra que essa galera toda que se organizou e produziu sons e eventos não desanime, apesar da crise econômica (crises são fantásticas pra criatividade e inovações aparecerem), e continuem se envolvendo com música, seja como forma de lazer ou trabalho, mas se envolvendo com paixão. Eu tou ligado que vem disco novo da banda Estado Deplorável, da banda Fibonattis, que prometem escrever o nome deles na história do punk rock nacional. E capaz que em 2016 saia mais uma coletânea “Para incomodar”, do selo Semper Adversus, que deve fazer jus ao nome!"

E em nome de todos os redatores e colaboradores d'O SubSolo, desejamos um 2016 entupido de rock 'n roll de todos os jeitos pra vocês! Aproveitem bastante a cena ao redor de vocês, valorizem as bandas que estão próximas e que estão lutando duro pra fazer acontecer e que seja um ano de muitas vitórias para a cena underground brasileira! Um ano de conquistas para as bandas, para os fãs, para vocês e para nós! Feliz ano novo, cambada!
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

Um comentário:

  1. Obrigado por esse espaço Maykon !
    Em 2016 espero encontrar músicos comprometidos em evoluir musicalmente e criar cumplicidade para tocar e construir uma amizade ... e conseguir chegar a melhores cachês , shows cheios de gente e com equipe trabalhando pelo melhor do espetáculo que estamos vendendo ao público ! Abraço do TXK

    ResponderExcluir