28 março, 2016

[COLUNA] - A PRODUÇÃO NO BRASIL


O nível da produção dos discos são de extrema importância, se traçarmos uma linha do tempo dos anos 80 até então, percebemos a evolução. Em uma época tão difícil como os anos 80, os estúdios não tinham equipamentos de qualidade como os estúdios de fora do país, embora tentassem, era muito precário, mesmo com essas dificuldades ainda foram gravados ótimos discos em solo nacional.

Optavam e ainda optam por gravar/masterizar em estúdios fora do país, por questões de preferências e gostos, pela forma que masterizam. Com a evolução dos equipamentos, no Brasil exitem estúdios tão bons quanto, e outro fator importante são as bandas, as ideias e sonoridade, sendo assim, para ter uma boa produção musical necessita de bandas boas com um som interessante, como ideias boas.

Gravando no Brasil ou não, a pergunta é "O Brasil está Produzindo Coisas Boas ?" a nível das bandas de fora ?. Claramente que sim, embora estejamos "atrasados" em questão a quantidade de discos que produzimos, logicamente que o E.U.A produziu muito mais discos, porém as bandas nacionais estão a nível de grandes bandas internacionais, como a banda Krisiun, que é um dos maiores nomes do Metal Extremo, Woslom com seu Thrash Metal apresentando uma qualidade incrível, pecando em nada comparado aos gringos (Novo disco vai ser inteiramente masterizado em solo nacional, pela Absolut Master). Godzorder atingiu o ápice de qualidade com o Ep "Obey".

Independente dos gêneros das bandas, elas estão produzindo, isso é o mais importante, que atinam uma evolução, explorando sua criatividade, utilizando elementos modernos ou não, que tenham boas ideias, busquem novas sonoridades, explorando novos caminhos. Poderíamos dizer inúmeras bandas que produziram ótimos discos como: Hellbenders, Overfuzz, Dust Commando, Facção Caipira, Munoz, Gasoline Special. Ótimos trabalhos estão aqui, basta procurar, embora não recebam o reconhecimento necessário estão produzindo trabalhos grandiosos.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário