27 abril, 2016

[CONHEÇA] - ATROPINA

A banda de Death Metal Atropina iniciou suas atividades em 1996 na cidade de Teutônia (RS/Brasil) e desde o seus primórdios vem executando sons próprios com letras em português, atacando fortemente o cristianismo e outras formas de controle de massas.

Em 1998, a banda gravou a demo-tape "Louvar A Tudo por Nada“ contendo 3 sons, material que foi lançado em Portugal através de um split com a banda Bestial. Em 2001, a Atropina lançou o cd "Santos de Porcelana" com 9 sons, este foi lançado em Portugal através do selo Hallucination. Com o cd, abriram-se portas para a banda participar de diversos festivais pelo sul do Brasil.



Em 2004, os integrantes resolveram parar e iniciar um novo projeto (Legis Edax) que durou até 2007, quando foi lançado Hideous Manipulation somente em formato digital. Cinco anos depois, a Atropina retomou as atividades com três integrantes da sua última formação (Alex, Mateus e Murillo) e com Cleomar (baixo) e Fernando (guitarra) passando a integrar o time. A partir dessa volta, foi composto o álbum Mallevs Maleficarvm, gravado com a excelente produção de Ernani Savaris (Soundstorm Studio) e lançado com o apoio de 8 selos do underground nacional. A repercussão do álbum tem sido bastante positiva e a banda tem participado de diversos festivais, tocando ao lado de grandes bandas do cenário gaúcho e nacional, como Krisiun, Mystifier, In Torment, Distraught, Mithrubick, Losna, Symphony Draconis, Harmony Fault e Sodamed, entre tantas outras. Em 2015, a banda lançou o clipe oficial da música Mallevs Maleficarvm. O próximo álbum, que deverá ser lançado agora em 2016, já está em fase de produção.

Resenhas do álbum Mallevs Maleficarvm:
Em Malevs Maleficarvm a banda Atropina simplesmente aniquila o ouvinte com o instrumental muito bem executado... As letras ficaram ótimas em nosso idioma nativo e engrandeceu ainda mais o trabalho dos caras.” Nota 9,5/10 (Metal Zone)

...a banda nos brinda com uma obra concisa e de uma qualidade fora de serie, impossível não apertar o play de novo após a audição...” (Heavy Metal All Night)

"Um retorno destruidor... letras bastante inteligentes e interessantes... Álbum muito bem produzido, arte belíssima e excelentes músicos." Nota 9,0/10 (Whiplash)

"... a obra conta com uma minuciosa produção, ressaltando também a masterização e mixagem do Ernani Savaris, que, por sinal, fez um digníssimo trabalho" (Metal Clube)

"... um puta álbum de death metal clássico que, com apenas oito músicas, faz você ficar com dor no pescoço." Nota 9,0/10 (Portal do Inferno)

FORMAÇÃO
Murillo (Vocal)
Alex (Guitarra/backing vocal)
Mateus (Bateria)
Fernando (Guitarra)
Cleomar (Baixo)

CONFIRA O VIDEOCLIPE DA BANDA ATROPINA

SIGA ATROPINA
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário