25 abril, 2016

[RESENHA] - HAGBARD - VORTEX TO AN IRON AGE (2016).


Juiz de Fora (MG) tem orgulho de ter o quinteto Hagbard, banda com uma qualidade incrível, que sempre demonstrou seu esforço produzindo ótimos trabalhos, dessa vez não fez diferente com o lançamento do disco "Vortex To An Iron Age", que é um verdadeiro petardo de qualidade.

Antes de imergimos nossas cabeças no Debut devemos entender um pouco a sonoridade peculiar da banda, que passa por diversas influências, porém as principais são o Folk/Viking Metal, com aquele clima Pagan. Melodias formam verdadeiras lutas épicas em tua mente, tudo muito coeso. O teclado é um dos grandes destaques assim como todo peso do grupo, um disco forjado em fúria e brutalidade.

"Vortex To An Iron Age" apresenta 9 músicas, com um nível musical absurdo, com sensações, climas e diversas dimensões propostas pelas canções, todos os instrumentos estão no seu devido lugar (Mixagem e masterização de Jerry Torstensson.). Vocais com guturais impressionantes, e em algumas partes um vocal limpo avassalador. Primeira faixa  "Intro" introduz um clima Viking, muito temático e bem elaborado, preparando o terreno para o soco no ouvido logo após pela "Never Call the Sage to Drink in Your Home", que ao fechar os olhos batalhas vêm a mente, lutas épicas, um verdadeiro conto mitológico. 


Seguindo a batalha por outros terrenos, dessa vez a bateria esmurra seus tímpanos de forma brutal e o vocal termina o massacre, uma das faixas mais legais do disco "Bridge to a New Era", agora que seu ouvido já está preparado é a vez da "Iron Fleet Commander", que tem uma introdução incrível, transbordando qualidade, com melodias que deixam qualquer um boquiaberto, com certeza uma das melhores bandas do gênero, não vai demorar muito para se tornar uma das maiores bandas de Viking Metal do mundo. Conhecemos o lado brutal da banda, agora vamos passar por um território que foi muito bem explorado pelos músicos, "Last Blazing Ashes", uma das melhores músicas do disco, um vocal limpo, trabalhando muito bem com os instrumentos, forjando uma melodia incrível, uma obra prima.

"Relic of the Damned", canção forjada por guerreiros vitoriosos, cada musica tocada no Debut é uma sensação diferente, uma melodia mais incrível que a outra, elementos que tornam o disco único, com todo peso na medida certa, com backing vocal's que deixam as musicas mais épicas aumentando a imersão no universo construído pela Banda Hagbard. Disco não deixa a desejar em nenhum ponto, é um prato cheio, tudo na medida certa, menos a qualidade, que está ultrapassando barreiras, as melodias, vocal gutural, vocal melodico feminino são elementos que tornaram esses Debut grandioso, forjado por verdadeiros guerreiros, guerreiros que tem nome: Igor Rhein - Vocais, Danilo "Marreta" Souza - Guitarras, Rômulo "Sancho" Piovezana - BaixoGabriel, Soares - Teclado, vocais limpos, backing vocals, Everton "Tonton" Moreira - Bateria.


Músicas:

1. Intro
2. Never Call the Sage to Drink in Your Home
3. Bridge to a New Era
4. Iron Fleet Commander
5. Last Blazing Ashes
6. Death Dealer
7. Relic of the Damned
8. Inner Inquisition
9. Deviant Heathen
10. Shield Wall
11. Outro




CONTATO: contact@hagbardofficial.com






← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário