20 maio, 2016

Resenha: Edu Falaschi - Moonlight (2016)

Confesso que sou grande admirador e fã de Edu Falaschi. É um músico que admiro muito por sua história e também por seu talento e feelling que demonstra em suas músicas. Comemorando 25 anos de carreira, o ex-vocalista do Angra e atual líder do Almah gravou um disco inteiramente acústico, dando novas interpretações de canções que marcaram os melhores anos do cantor. Desde que a faixa "Nova Era" foi divulgada com video-clipe oficial eu fiquei bastante ansioso para ouvir o disco inteiro, e hoje minha espera acabou para começar uma nova: a de ter o CD em minhas mãos.


É uma peça linda, de ponta a ponta. Todo o rearranjamento das canções foram feitas na medida certa, tornando músicas rápidas como "Arising Thunder" e "Angels and Demons" em faixas carregadas de uma beleza tocante. A segunda inclusive chega a emocionar, deixar os olhos marejados diante um solo arrepiante de piano.

Aliás, emoção pode ser a palavra que melhor define esse trabalho. Cada nota executada pelas cordas entram na alma, enquanto a voz de Edu surge tranquila, calma e ao mesmo tempo, forte, deixando o ouvinte satisfeito com o resultado, principalmente por ele poder ouvir a voz de Edu em uma fase de re-ascensão. Obviamente, as melodias mais suaves das canções não exigem um esforço muito grande por parte da voz de Edu, no entanto, ele a usa com afinação e timbre que combinam perfeitamente com as canções, ainda mais que foram executadas nos tons originais. Para termos melhor noção da potencia vocal de Edu, o ideal é esperarmos pelo novo álbum do Almah que virá no segundo semestre.

Além das cordas, instrumentos de sopro roubam a cena em diversos momentos. Mostram que a criatividade do vocalista estava aflorada ao "recompor" as faixas do disco, sabendo o que iria soar melhor para cada releitura. O trabalho e harmonia entre violões, piano e violinos é magnífico, tornando as músicas trilhas perfeitas para sua vida.

O único ponto negativo foi a ausência de mais músicas de outras fases do Edu. Temos 8 faixas de Angra, e apenas uma do Almah. Pelo o que soube, no exterior o disco contará com três faixas apenas instrumentais, uma será "Nova Era" e as outras serão "Warm Wind" e "Wings of Revolution" do Almah. As duas já foram apresentadas de forma acústica e confesso que esperava por elas na track list principal, e me desapontou um pouco saber que não conterão vocal. Músicas do Symbols e Mitrium também fizeram falta no álbum, já que fazem parte do começo da carreira de Edu. No entanto, o disco fica como uma homenagem aos anos dourados desses 25 como artista.

Cada segundo é surpreendente ao ouvir "Moonlight". Edu Falaschi comemora em grande estilo sua carreira nesse álbum, e sem dúvidas deve estar muito satisfeito com o resultado obtido. Aos fãs, é um belíssimo presente, principalmente para aqueles que estiverem com o vocalista em sua ascensão, queda e retorno. Edu prova que é um músico profissional e de alto nível, e digno do respeito de todos.



TRACKLIST
1. Nova Era
2. Bleeding Heart
3. Arising Thunder
4. Rebirth
5. Breathe
6. Angels and Demons
7. Spread Your Fire
8. Wishing Well
9. Heroes of Sand
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário