07 maio, 2016

[RESENHA] - HELLBENDERS - PEYOTE (2016).

Lançado em: 06/05/2016
Hellbenders vem conquistando seu espaço pelo mundo a fora, tocando seu Stoner pesado, agressivo e repleto de Riffs poderosos e matadores. Banda de Goiânia gravou seu mais novo disco no renomado Rancho de La Luna, no deserto da Califórnia, proprietário é nada mais nada menos que David Catching, que foi guitarrista do Queens Of The Stone Age e Eagles Of Death Metal.

Antes de começarmos temos que destacar a arte da capa, capa muito sugestiva, psicodélica, perfeita, mostra perfeitamente a personalidade da banda, e a sonoridade que tiraram, uma gravação orgânica, assim como a capa, os detalhes são bem ricos, a cor mexe com nossos sentidos, assim como a ilustração, trabalho grandioso.

Hellbenders é muito conhecido pelo seu peso, riffs poderosos e melodias incríveis, nessa  mesma linha o disco é apresentado ao público com a música 'Bloodshed Around', abrindo o disco com o mais alto nível, riffs que te fazem balançar a cabeça sem parar, as melodias invadem seu cérebro e corroem seus neurônios que ainda restavam, sem dúvida uma das melhores bandas do gênero. 'Memorize It' da continuidade ao clássico, sim para mim já é um clássico, repleta de riffs para dar e vender, incrível como o vocal consegue berrar de forma incrível, dando outra cara a música, complementando as melodias.


'The Hunter' difícil descrever o sentimento que essa canção expressa, nesse disco não é possível encontra música ruim, e esta é uma das destaques, uma construção simples, mostrando que simplicidade é tudo, sem contar que o vocal encanta, e as guitarras conversam com seu subconsciente, tudo soa muito natural, não "muito tecnológico", um som orgânico, natural, como deve ser. 'Possibilites Among Desire', agora é para provar de uma vez por todas que não estão aqui de brincadeira, o vocal é rasgado, pesado, arrebatador, guitarras choram notas e mais notas, baixo preenche de forma sem igual, som encorpado, uma bateria gorda, sem reza e sem perdão.

Está bem explicito que ficar no Rancho fez muito bem, o deserto é a cara dessa banda, e estar nele foi algo ótimo, da para notar essas características no som que conseguiram tirar, 'Where I Hide', mostra sensações, vocais melódicos que hora rasgam pedindo mais, mais energia, mais peso e mais riffs. Banda já tinha uma sonoridade única, mas conseguiram impressionar ainda mais com o Peyote, tudo está no seu devido lugar, nada esta perdido, bem alinhado, 'The Sea' tem graves inacreditáveis, não da vontade de parar de ouvir, sempre pedimos mais. 

Disco finaliza com 'Bigger inside Out' e 'New Jam' que foi composta no Rancho de La Luna, seguindo a tradição do estúdio, que pelo menos uma musica teria que ser composta lá. Se pudesse definir esse disco em uma palavra seria 'Riffs', tudo está muito perfeito, impossível não gostar, uma banda excelente, um disco GRANDIOSO, valeu a espera, valeu tudo, isso é Hellbenders ! escute sem moderação.

Veja os detalhes da gravação: http://noisey.vice.com/pt_br/blog/hellbenders-album-peyote
                                               

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário