15 setembro, 2016

Dicas: dez dicas para uma banda iniciante

Antes de publicar estas dicas, pesquisamos muito sobre as dúvidas das banda sem relação ao que fazer e ao que não fazer. Nós d'O SubSolo também temos bandas e sabemos as dificuldades do cenário atual, ah claro, sabemos que o mais difícil é colocar as dicas em prática, porém lhe farão ter outra visão do que fazer ou não fazer na hora exata que precisar.




01) - Divulgue suas músicas quando tiver a certeza que a qualidade de gravação está no minimo boa. Em uma qualidade razoável para baixo, descarte. Por mais que nos dias atuais seja bacana divulgar quaisquer material, uma gravação de péssima qualidade pode acabar não apresentando uma boa primeira impressão.

02) - Vitimismo não ajuda em absolutamente nada. Não dê desculpas para uma péssima produção de suas músicas e também não coloque culpa em falta de recursos ou algo do gênero. O seu futuro público está interessado no seu trabalho, ou seja, suas músicas e não em seus problemas particulares.

03) - Músicas cantadas em língua estrangeira, dependendo do caso pode ser um tiro no pé. Hoje em dia é fácil usar o Google Tradutor e achar que você é o maior poliglota do mundo, mas precisamos lembrar que o Google Tradutor só funciona na hora de xavecar algum/a estrangeiro/a no Skype. O compositor de uma música em outra língua deve conhecer afundo o idioma para encaixar perfeitamente a letra, para que ela tenha sentido caso um fã venha a traduzi-la. 

04) - Conquiste primeiro a sua cidade, afinal eles deven ser o seu primeiro passo dado. Pode ser que dê certo sair para tocar em outro estado, porém para conseguir isto, sua banda deve primeiro conquistar o público da sua cidade, o primeiro passo é fazer "o dever de casa".

05) - O seu trabalho deve ser valorizado inicialmente por você mesmo. Quando você aceita tocar de graça, você faz com que outras bandas tenham que abaixar o valor de seu cachê para poder tocar no mesmo local e isso começa a criar (ou deixar ainda maior) a desvalorização do músico.

06) - Economize e adquira bons equipamentos. Para um show bem executado, o músico necessita muito mais do que talento e alma, um bom equipamento certas vezes fazem a diferença (perguntem a alguns cantores sertanejos, o que seriam deles sem o auto-tune). Tocar em um lugar aonde você tem que levar seu equipamento próprio e não ter um bom equipamento, pode baixar e muito a qualidade da apresentação da sua banda.

07) - Antes de criar redes sociais destinada a sua banda, tenha o que mostrar. Mesmo que você toque apenas músicas covers, você tem que ter no minimo um pouco de material para mostrar aos seus futuros contratantes. Já para uma banda autoral que serve a mesma dica de já ter material e ai entra também a dica 01. Sabemos que as casas de shows ainda valorizam mais bandas covers e você terá que se redobrar a sua atenção ao recolhimento de materiais, isso faz e muito a diferença.

08) - Se não tiver dinheiro para contratar uma assessoria de imprensa, pelo menos encontre alguém que possa corrigir suas divulgações enviadas á imprensa. Recebemos vários materiais que temos que corrigir um bocado de erros e as vezes são erros pequenos, como de concordância. Para um novo veículo que apresentará sua banda, sua banda é o que está escrito na divulgação. Claro que se você tiver uma boa escrita, está dica pode ser descartada, mas então servir de alerta!

09) - Cuidado ao reclamar em público o que você acha de errado, lembre-se que nem todos seus fãs ou seu público, pensam como você. Este tipo de atitude pode vir a ser 8 ou 80, ou dará certo, ou dará errado, porém, existe a maior probabilidade de dar errado. Quando você vira uma "figura pública" e está com microfone em mãos, nem tudo o que se pensa e acredita, deve ser falado dependendo do assunto.

10) - Invista no merchandising na hora certa e não antes de ter um bom material. Se sua banda toca apenas covers, eu não tenho nada contra isso, mas não usaria uma camiseta com o nome da sua banda. Se sua banda é autoral e tem um bom material, invista em camisetas, adesivos e claro, CDs físicos. Ué, mas CDs já não estão ultrapassados? Eu sou um exemplo que gosta de adquirir CDs após um bom show de alguma banda autoral, pense nisso!

Quais dicas você acha que faltou? Nos ajude a pensar em algo para uma segunda edição do "Dez Dicas". Comente!
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário