11 setembro, 2016

Resenha: Surra - Tamo Na Merda (2016)

Uma das maiores bandas de Santos e que cada vez conquista mais o Brasil são os caiçaras do Surra. Os integrantes da extinta "Like A Texas Murder", já fizeram turnê no nordeste, no sul e agora estão indo para europa. O trio, que contava com EP's, DVD, singles e um splite, agora conta com seu primeiro full, "Tamo na Merda" A banda disponibilizou faixa-a-faixa no seu youtube e também no bandcamp. 

"Tamo na Merda" é o primeiro álbum da banda e conta com 13 faixas totalmente novas. O álbum, que foi lançado pelos selos Peculio Discos, Samsara Discos, Guritiba Golpes, 73% Burnt Records e Abunai Shop, continua com o mesmo estilo do Surra. Pedra na orelha até o fim.  Com letras super politizadas e sobre o cotidiano, nos dá realmente uma aula melhor do que ensinam em nossas escolas. 




Em todas, literalmente todas as músicas, o trio santista nos dá realmente uma aula. Não só nas letras, mas também em como fazer um hardcore leve, rápido e com até, riffs legais de guitarra. É incrível a qualidade de ser "ruim" da banda faz com que seja tão bom, uma qualidade que é bem difícil de ter em trios. Isso torna a banda uma das melhores, e únicas, da cena brasileira. Posso afirmar com clareza que o Surra já ultrapassou a fama de Like A Texas Murder. E que seria uma grande pena um término da banda para a volta de Like A Texas. 

"Condicionado a vida toda a dizer ‘sim’. 
Aceitando, sem questionar " é a frase que começa o álbum com "Não Escolha". A melhor forma de começar o álbum à cara de Surra, é com uma pedrada dessa. Depois de seguir por "Peso Morto" e "Embalado Pra Vender" - que é uma música sensacional -, vem "Tamo na Merda". 

Ao melhor estilo Surra/Mukeka Di Rato, "Tamo Na Merda" é a faixa que dá nome ao álbum, E contendo 44 segundos de duração, e só por isso já podemos perceber que vai ser bem pedrada. Com uma letra que tem interação com o Leeo Mesquita, "Enquanto nós continuarmos submissos aos interesses do capital. Vão continuar a cagar na nossa cara e vocês vão achar legal." 

Uma das diferenças que senti entre o "Bica na Cara" de 2012 com "Tamo na Merda" de 2016, é o tamanho da letra. "Errado e o Certo", "To Fora Dessa Merda", "Faz o Fácil", "Aceitar é o Caralho" e "Daqui Pra Pior têm letras poucos maiores em comparação ao outro EP. "Daqui pra Pior" é uma das melhores do álbum e a que com certeza, será a que vai mais fazer sucesso.  

"7a1" começa com a narração de Galvão do nosso famoso jogo e logo em seguida, vem a pedrada. Os amantes de 2step irão amar essa música. "Nasce, Cresce, Morre e Some" e "Gratidão" são outras duas grandes músicas dessa álbum. Aliás, Gratidão, particularmente falando, é a segunda melhor da faixa atrás de "Daqui Pra Pior". A música é pedrada, veloz e com uma letra bem fodida sobre o nosso cotidiano na internet. 




"Não Tem Boi", além de ser a faixa que encerra o álbum, é a mais longa com mais de três minutos de duração e a que tem o maior número de visualizações no Youtube oficial da banda. A música é a única que não é muito -mesmo sendo bastante - a cara do Surra


TRACKLIST
01 - Não Escolha
02 - Peso Morto
03 - Embalado Pra Vender
04 - Tamo na Merda
05 - Errado e o Certo
06 - Daqui pra Pior
07 - 7 a 1
08 - Tô Fora Dessa Merda
09 - Nasce, Cresce, Morre e Some
10 - Faz o Fácil
11 - Gratidão
12 - Aceitar é o Caralho
13 Não Tem Boi


Formação:
Leeo - guitarra/vocal
Guilherme - baixo/vocal
Victor - bateria

SIGA SURRA
Facebook | Bandcamp | Youtube

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário