29 novembro, 2016

Entrevista: Calone Hoffmann (O Metaleiro)

A criatividade é uma das coisas que mais admiramos nas pessoas, a forma como elas se sobressaem sobre quaisquer dificuldades. O Metaleiro é interpretado pelo excelente músico, Calone Hoffmann. Depois de um vídeo sem pretensão alguma na internet e a incrível marca de mais de seiscentos mil visualizações em um vídeo que não passava de brincadeira, foi o que fez esse jovem músico mudar sua rotina e agora focar no projeto "O Metaleiro", confira a conversa que tivemos com essa figura. 



Metaleiro, satisfação imensa para nós conversar com um cara como você. Conte=nos como começou o projeto do seu canal no youtube?

Metaleiro: Opa, satisfação também! Meu projeto começou em 2011 o primeiro vídeo foi uma versão metal da música "minha mulher não deixa não" e por minha surpresa já começou com meio milhão de views em apenas uma semana. Achei que seria processado, não sabia se era permitido fazer aquilo ou não, não existia esse tipo de trabalho na internet quando comecei. Fiz de brincadeira pra me divertir, e deu nisso.




No começo é sempre aquela barra de divulgação até crescer. Como estourou "O Metaleiro" no youtube?

Metaleiro: Os blogs abraçaram já de cara, pois viram que se tratava de um maluco com uma câmera tosca, uma guitarra velha, e uns equipamentos zoados, fazendo graça na internet. Então tive um pouco de sorte pelo fato dos blogs curtirem meu conteúdo. Na época os blogs e fanpages não baixavam o vídeo do youtube e reupavam, então todas as views ficavam no vídeo, também não existia whatsapp, basicamente a forma de consumir vídeos na internet era 100% do youtube.

Você cuida desse projeto com todas as suas forças e com todo carinho, quem está de fora vê isso. Você hoje em dia vive do canal ou tem algo que faz "por fora"?

Metaleiro: Vivo apenas disso, trabalho 100% do tempo em cima da carreira do Metaleiro. Quem segue o trabalho sabe que é realmente algo complexo de fazer, e nos últimos 5 anos eu investi em equipamentos carissimos, pra profissionalizar essa brincadeira.

Cara algo que fiquei impressionado e queria que tu fala-se um pouco, você realmente é músico e já teve uma banda de Hardcore, isso? Como era o projeto e ele ainda existe?

Metaleiro: Estudo música desde os 13 anos de idade, hoje estou com 28.
Tive muitas bandas no decorrer desses anos, desde bandas covers a projetos autorais. Bandas covers como System of a down, Mamonas Assasinas, Hatebreed, Raimundos, Slipknot, Papa Roach, e projetos autorais sempre dentro do universo Hardcore/Metal

Acho que é impossível não dar risada com seus vídeos, de certa forma como tu se sente sabendo que está passando alegria para quem o assiste? Era esse o intuito desde o inicio?

Metaleiro: Na verdade não sei qual era meu intuito quando comecei, eu sou um músico bem tosco, quando comecei era mais tosco ainda, sei fazer uns solinhos trevosinhos e quem não entende de música acha que eu toco "muito". A bateria é meu instrumento favorito, é a única coisa que sei tocar BEM de verdade. Fico feliz em ver que a galera se diverte com meus vídeos, hoje meu trampo é isso, ver a galera sorrindo e se divertindo com essa mistura de generos musicais.

Deixando um pouco "O Metaleiro" de lado, como é o Calone no dia a dia?

Metaleiro: Um cara que reclama de dor nas costas durante boa parte do tempo e que adora massagem (sim eu amo massagem). Também gosto de almoçar na marmita, que daí não precisa lavar a louça depois. Curto ir a shows de bandas locais de amigos e rever os velhos amigos da cena.

Já que estamos falando um pouco do Calone e não do Metaleiro, o que diariamente está na sua playlist e o que costuma ouvir?

Metaleiro: Quase sempre bandas novas porque eu enjoo muito fácil das músicas "clássicas" minha banda favorita é System of a Down mas dificilmente você irá me ver ouvindo SOAD pois os caras já não lançam algo novo desde 2005. Mas curto ouvir também projetos que misturam rock com Hip-hop, como as músicas que tinham no jogo "Tony Hawk Pro Skater 2". Esses dias o Spotify me apresentou uma música do Black Eyed Peas com o Papa Roach - Anxiety.  A música nem é nova, mas eu só conheci essa semana, to ouvindo direto.

Eu particularmente gosto de composições próprias e acho que é ali que o artista alcança o ponto crucial do seu talento. Fazer uma paródia não deixa de ser uma "composição" pois provavelmente da um trabalho imenso, como é o processo de montagem das suas paródias?

Metaleiro: É sempre "DO NADA". Quando eu forço uma paródia ela acaba ficando ruim. Então deixo fluir, sem forçar nada. As vezes estou conversando com os amigos e de repente algo surge no papo que me dá o "ESTALO".

Através do seu youtube acho que é fácil conhecer outras pessoas, famosos e etc. Poderia nos citar algumas pessoas que você já conheceu e convivem contigo até hoje? E como foi a experiência de participar de um programa na Televisão?

Metaleiro: Muitos dos meus amigos youtubers que começaram comigo, ou até depois de mim, acabaram ficando bem famosos, alguns caminham comigo até hoje, mas outros perdi o contato. Mas graças ao youtube conheci ícones da minha adolescência como o Marcos Mion, Detonator, Galera do Raimundos, etc... Participar de um programa de TV as vezes pode ser uma experiência desconfortável. Meu primeiro programa como METALEIRO foi no ESQUENTA da Regina Casé da Globo. fiquei bem "acanhado", porque um Metaleiro presente em um programa que é conhecido por tocar músicas de funk e pagode, seria no mínimo interessante.




Cara sei que o teu tempo é curtíssimo e mesmo assim tirasse um tempo para conversar conosco, admiramos o teu trabalho. Pedimos que deixe tua mensagem para os leitores. Obrigado!

Metaleiro: Que isso, eu que agradeço o espaço. Tamo junto nessa caminhada underground! Sempre.

Siga o canal do O Metaleiro clicando aqui.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

Um comentário: