07 novembro, 2016

Entrevista: Egypcio (Urbana Legion/Tihuana)

Com a ajuda do Rock4You tivemos contato com Egypcio para uma entrevista bacana sobre o projeto "Urbana Legion", um tributo ao Legião Urbana com versões mais pesadas. Egypcio fala um pouco sobre como tudo se iniciou a convocação dos membros e um pouco sobre eles, confira:



Fala Egypcio, prazeiraço estar falando com um frontman de uma das bandas mais bacanas do cenário musical brasileiro e que agora está com uma banda recheada de talento e de bons músicos, aonde cada um de vocês também me inspiraram a estar na música e construir um blog. Quando surgiu a ideia de formar um tributo do Legião Urbana com versões próprias e como foi reunir este time sensacional?

Egypcio: De 2013 para 2014 eu estava entrando de férias com o Tihuana quando encontrei o Marcão (ex CBjr) dentre muitas conversas comentei com ele sobre um sonho de fazer uma homenagem ao Renato Russo e Legião Urbana, Marcão como fã de Legião Urbana curtiu a idéia e a idéia seria um show em São Paulo em cima dos 4 primeiros discos da Legião Urbana, formamos a banda muito rápido, depois de toda idéia, Marcão apresentou a Lena (baixo) que tocava com ele na A Banca e eu convidei o PG (batera) do Tihuana. Pronto, estava formada a banda. Ensaiamos por 1 ano esse repertório até o dia do nosso primeiro show no HSBC em São Paulo, de lá pra cá tivemos vários convites de festivais, etc....

As músicas da Legião Urbana eram bem mais limpas, menos distorção, porém vocês conseguiram manter a emoção das músicas. Como foi no inicio, o publico aprovou logo de cara ou levou um tempo para o público se acostumar, como foram as primeiras apresentações?

Egypcio: Realmente, a Urbana Legion deixou as versões um pouco mais pesadas, porém não somos só influenciados pelos anos 80 e suas guitarras limpas e sintetisadas, os anos 90, hardcore, o nu metal com seus riffs pesados também nos influenciaram... Tudo isso mantendo os arranjos originais e a emoção ficou por conta de ser muito fã de Renato Russo e conhecer muito bem esse repertório. Todas nossa apresentações foram emocionantes tendo apoio dos fãs de Renato Russo e Legião Urbana.

Vocês são músicos de mão cheia, Charlie Brown Jr, Tihuana, A Banca... Como é conciliar outros projetos com a Urbana Legion?

Egypcio: Muito obrigado! Somos workaholic´s (rs) no fim dá tudo certo!

A gente pode falar com tristeza sobre algumas partidas da música, como o Chorão e o Renato Russo por exemplo e vocês trouxeram de volta o espirito de vários legionários, como vocês criam as versões das músicas? Como são os ensaios e as produções?

Egypcio: Decidimos o set list e tocamos do nosso jeito, com a nossa pegada.. não mudamos nada do original, a não ser a versão de Tempo Perdido que trouxemos uma roupagem mais moderna.

Eu particularmente gosto muito de Charlie Brown Jr, Tihuana e também o trabalho que fez A Banca. Como de certo fato ter passado por essas grandes bandas que tem ótimas composições, ajudaram na hora de criar as verões das músicas da Urbana Legion?

Egypcio: Toda nossa experiência contou de alguma forma...




Ainda há muita discussão sobre a batalha entre Cover x Autoral, vocês já estiveram nos dois lados e podem falar com clareza sobre isso. Para vocês, qual a diferença de tocar Cover e a diferença de tocar Autoral?

Egypcio: Não somos uma banda cover, e sim um Tributo a uma das melhores bandas de rock do Brasil, o intuito do projeto é levar música de qualidade pra essa nova geração! Quanto tocar cover, não vejo problema nenhum, foi nossa escola começar tocando em bares músicas dos nossos ídolos, assim como é o começo de todo artista.

A agenda de shows de vocês é lotada, tem uma grande procura em cima das suas apresentações. Como é conciliar a agenda de músicos de bandas diferentes? E vocês costumam ensaiar e se encontrar aonde, como é o relacionamento entre vocês?

Egypcio: Tudo muito tranquilo, ensaiamos em Santos no estúdio Marcão – Electrosound, e nossas agendas são organizadas. Nosso relacionamento é de irmãos!

O que toda banda precisa é de uma cozinha forte e sólida, vocês tem o PG na bateria que é um monstro e tem muita técnica e força, trouxeram também a Lena, que para mim é uma das maiores revelações do baixo dos últimos anos do Rock Nacional. Como isso facilita e como agrega na hora de fazer um show? 

Egypcio: Facilita para caramba, Lena e Pg são fodas! Prazer tocas com todos eles.

Já no outro lado temos um  um dos guitarristas mais criativos de todos os tempos, dono de riffs e acordes memoráveis. Como é tocar com esse cara?

Egypcio: Marcão é mito, na minha opinião o melhor guitarrista do Brasil.

Agradecemos a oportunidade de ter conversado com um monstro da música nacional, agradecemos pela ponte feita pelo Jeff do Bandas Independentes e Rock4You. Obrigado Jeff!
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário