21 fevereiro, 2017

Resenha - esSIODio - Siod (2016)

Bom ver quando as bandas investem em um som natural, sem firulas e com muita psicodelia. O SIOD lançou em 2016 o seu primeiro álbum e O SubSolo foi convidado a estar presente, representando pelo Colaborador Beto (leia a cobertura clicando aqui). O disco intitulado esSIODio contém oito faixas, carregadas de um Stoner e pitadas de Thrash Metal. A banda foi formada em 2013 na cidade de Avaré em São Paulo, suas letras são originarias a questionar e confrontar filosofias adversas a da banda. 




Primeiro quero falar um pouco sobre o material físico. Enviado pela Som do Darma, grandes parceiros do Portal O SubSolo, a capa carrega a sua logo com uma caveira. O formato digipack muito bem pensado e produzido, com um encarte simples, contendo as suas letras e agradecimentos, em especial ao artista que fez todo esse trabalho gráfico ser esplêndido, Vinicius Quesada. Meu destaque vai para a contra-capa que criou a tracklist em forma de redemoinho, ou seja, os nomes em círculos o que me deixou pensativo a tamanha criatividade e ousadia. 

A banda canta em Português, o que não me surpreende pelo fato da filosofia preposta pelo grupo de criticar e confrontar tudo o que acham de errado, o que de minha opinião é o crucial para montar um disco totalmente voltado a críticas, quer reclamar do Brasil? Cante em português, não adianta falar mal do nosso país e cantar em Inglês ou alguma outra língua estrangeira, mas não entendam errado, gosto muito de músicas cantadas em outras línguas, minha crítica é positiva a forma de que para fazer um disco nesse intuito, o ideal é sim, cantar em Português.

Uma música que me chamou muito a atenção é a "Traumatismo Moral" aonde apresenta uma psicodelia pura e nostalgica, boas variações de riffs e bateria bem marcante, junto de um baixo seco e bem cadenciado, mas o que mais chama a atenção é a forma como o vocal se alterna em vozes rasgadas (como maior parte do álbum) e uma voz mais calma e cadenciada, como se uma pessoa estivesse estressada e ao mesmo tempo calma, é uma música que lembra muito os Blues clássicos pela pegada forte nas guitarras. 

Continuando o disco a música mais polemica é a quinta faixa, "Buraco da Fé", um Stoner Rock pegado com pitadas do Groove e pequenas pitadas de Heavy Metal. A música crítica as pessoas cegas por religião, criticando que tudo o que é demais enjoa e faz mal. Ela é uma música bem cadenciada até o final, aonde o pedal duplo pega e se transforma por um tempo em um Hardcore californiano com um vocal pesado e massacrante. 

O disco como sendo da estreia da banda, mostra muito a alma do grupo e a proposta que os músicos vão apostar. É um disco com um grande potencial, li belas resenhas com criticas muito positivas sobre esse trabalho e acredito que teremos muito mais, é uma ótima banda que tem tudo para crescer cada vez mais, satisfação imensa em receber um trabalho tão bom, vida longa ao Siod.


TRACKLIST
01 - Maldade
02 - Traumatismo Moral
03 - esSIODio
04 - Paranoia
05 - Buraco da Fé
06 - Coragem Amigo
07 - Não Tira Não
08 - Cercado de Vermes


SIGA SIOD
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

2 comentários: