28 março, 2017

Depois da Tempestade: com exclusividade para O SubSolo, lançamento da nova música e entrevista com Diego Andrade

Vídeo no YouTube é divulgado com exclusividade pel'O SubSolo. Álbum de estreia será lançado ainda nesta semana




Foi de surpresa que a Depois da Tempestade lançou seu mais novo single, a canção “Sobre viver”. A faixa integra o álbum “Multiverso”, produzido por André Freitas  (Charlie Brown Jr., Bula, Urbana Legion, A Banca).

Assim como a primeira canção divulgada, “Juno”, esta vem para somar à sonoridade de peso e atitude da banda de Santos. A composição começou com o guitarrista Rafael Gonçalves, que reflete seus riffs e acordes inconfundíveis ao longo de toda a música. 

“Ela já veio praticamente pronta, só tive de escrever a letra e colocar a melodia. É um som muito atual que trata sobre a desesperança que sentimos ao transitar por uma grande metrópole, principalmente em um país em crise econômica e política. Olhos distantes, sorrisos escondidos, semblantes tristes. O refrão foi inspirado na primeira cena de Watchmen, onde uma mão entrega uma flor ao policial e toma um tiro”, recorda o vocalista Victor Birkett. Além dele e de Rafael, a banda é formada por Dennys Andrade (guitarra), Diego Andrade (baixo), Maru Mowhawk (teclado) e Bruno Andrade (bateria).

“Sobre viver” foi escolhida como mais um gostinho do álbum da Depois da Tempestade por ter se tornado um dos pontos altos de suas apresentações ao vivo, quando os músicos testaram o material que chega em breve nos principais serviços de streaming de música. “Essa música tem uma energia incrível e é ritmada perfeitamente para pular e extravasar”, completa Victor.

A banda se prepara para divulgar o álbum ainda nesta semana e para o show de lançamento, no dia 02/04, no mítico Hangar 110, em SP.

Confira “Sobre viver”: 


Confira agora a conversa com Diego Andrade, baixista e fundador da DDT

Diego, obrigado pela oportunidade de estarmos lançando o novo single da DDT com exclusividade para O SubSolo, isso é muito importante para nós. Conte-nos, qual a tua visão sobre o disco todo?
Diego Andrade: Eu diria que o disco chega no melhor momento possível da banda. Trabalhamos nele por mais de um ano e sabemos que 100% de cada um foi colocado nele.

Qual a expectativa da banda toda para o lançamento do álbum?
Diego Andrade: É sempre difícil lidar com as expectativas, pois temos que tomar cuidado caso elas não sejam atingidas não é? Então, eu diria que as expectativas são boas, porque a gente fez o melhor possível para esse disco nos agradar do início ao fim.

Vocês lançaram primeiro "Juno" e agora a nova faixa, "Sobre Viver". Qual o motivo delas serem as escolhidas?
Diego Andrade: Para quem nos pergunta sobre o disco, a gente acaba respondendo que a pessoa encontrará de tudo. Para quem conhece a banda, os nossos 3 eps tem sonoridades diferentes e isso foi algo que a gente procurou manter no disco: soar diferente, mas soar como Depois da Tempestade. Portanto, escolhemos elas por mostrarem um pouco do que podem esperar com o disco, já que elas têm sonoridades diferentes.⁠⁠⁠⁠

Vocês vão lançar o primeiro full álbum no Hangar110, um lugar que vocês almejavam tocar a muito tempo. O que isso significa para vocês? Afinal, é um lugar clássico do Rock Autoral.
Diego Andrade: Por mais clichê que seja: é um sonho realizado! O legal é que essa história começou antes de entrarmos em estúdio. Um dia cheguei pros caras e falei "o quão bom seria lançar o nosso primeiro disco em nossa primeira vez no Hangar?" Todos se animaram e ai começamos a correr atrás disso. Logo depois veio a notícia do último ano do Hangar e aí não teve jeito, tinha que ser lá! Graças ao Jutahir da Frigideira Independente isso foi possível. Outro fato interessante, é que nenhum dos 6 dá banda tocou no Hangar, ou seja, primeira vez de todos, da banda e com o nosso primeiro disco.

Mas como um músico que está realizando o sonho, qual a mensagem que tu deixa para os leitores?
Diego Andrade: Novamente eu digo: por mais clichê que seja, se você tem um sonho, corra atrás. Todo dia a gente tem a chance de fazer algo, e aí é sua vez de se perguntar o que anda fazendo por isso? São 5 anos de DDT, mas há 11 anos tendo banda, quebrando a cara, mas hoje, estou aqui prestes a realizar, talvez, o maior sonho de quem tem banda de rock no Brasil.

CONFIRME PRESENÇA NO EVENTO DE LANÇAMENTO CLICANDO AQUI

SIGA DEPOIS DA TEMPESTADE
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário