26 março, 2017

Resenha: Camaleão e os Bichos do Mato - Camaleão e os Bichos do Mato (2016)

Impossível você não julgar o álbum/ep antes da hora, sabendo a formação que compõem a composição do disco. Camaleão e os Bichos do Mato é formada apenas por monstros, são eles: Vitor Calegaro no vocal e guitarra, Leo Mayer na guitarra, Vini Brum (baixista do Rinoceronte) no baixo e nas vozes de apoio e Cezar Nogueira na bateria, assusta né? Prepare seu ouvido!




São nove faixas que surgem no álbum de estreia da banda. Claro pelo o que conhecemos dos músicos de outros projetos, o Stoner estaria presente em boa parte das composições, poemos dizer que, em quase todas. Algumas pegadas são evidentes dentro das influências impostas no disco, como Led Zeppelin e Deep Purple, com pequenas adições do Progressivo e do Alternativo, a sonoridade ímpar do Camaleão é formada em instantes, algo único e que se torna característico. 

Por ter gostado de todas as músicas, fiquei com dificuldade de definir aquelas que mais me chamaram a atenção, talvez a faixa "Ressurreição" pelo peso tenha caído nas minhas graças por ter se encaixado nos meus requisitos de "boa música", aonde também chama a atenção a métrica das letras. "Os Mosquitos" também me ganhou, pela forma como é conduzida, lembrando bandas como: Blitz, Titãs anos 80's e Engenheiros. Mas se tem uma música que grudou na minha cabeça, é a faixa "Nítida Impressão", a forma como é cantada é o que mais arrepia, talvez a música que o vocal seja melhor explorado e arriscando algo mais grave e mais rasgado, dando ênfase a um Grunge enraizado nas influências das vozes.

Interessante sentir o feeling de cada instrumento nas músicas do disco, pois além de ter sido muito bem masterizado e mixado, aonde você pode ouvir cada instrumento no seu minimo detalhe, é gratificante a aula instrumental que recebemos gratuitamente nessas audições. Impossível ouvir apenas uma vez, a vontade de ouvir é incessante e a cada audição alguma coisa nova é percebida, com tantos detalhes é inegável a qualidade dos músicos nesse álbum, este que é esplêndido.


TRACKLIST
01) Guia
02) Johnny Lóki
03) Perda de Tempo
04) Perdido na Escuridão
05) Forasteiro
06) Os Mosquitos
07) As Horas
08) Ressurreição

09) Nítida Impressão

FORMAÇÃO
Vitor Calegaro - vocal e guitarra
Leo Mayer - guitarra
Vini Brum - baixo 
Cezar Nogueira - bateria

SIGA CAMALEÃO
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

Um comentário:

  1. Quando vc ouve esse som do Camaleão vc fica surpreendido porque ele tem bastante peso. Quero dizer que pelo nome da banda não parece ser tão bom o quanto ele é de verdade... Baaaita som

    ResponderExcluir