17 abril, 2017

Resenha: Black Stripe Poison - Concept Of Hate (2015)

Nessa última remessa que recebemos da Roadie Metal, teve um disco que me chamou a atenção pela capa, ela desperta uma curiosidade além da música, uma pulga atrás da orelha que me fez passar ela a frente das outras, mesmo não tendo uma ordem especifica da conferencia do material. Acho que não errei no "pré-julgamento", já nos primeiros segundos o EP me ganhou. A Concept of Hate foi formada em 2009 pelos amigos: Rafael Biebrach (baixo), Sérgio Giraldelli (vocal), Paulo Neto (bateria) e Daniel Pereira (guitarra), tendo inicio como toda banda, tocando covers. Algumas mudanças na formação anos depois, com a entrada do vocalista Flávio Giraldelli e do baterista Takashi Maruyama, sendo este último trazendo mais bagagem a banda, com ótimas experiências no underground japônes, sendo assim, incentivando o restante a compor.




Temos aqui um EP com quatro músicas, um total de quinze minutos redondamente. Apesar de ter gostado como tudo aqui esta elaborado, senti a falta de uma introdução mais pensada para iniciar o disco. Eu talvez no lugar da banda, teria iniciado a tracklist com a segunda faixa, intitulada "In Human Nature", pois dentro do EP é a que tem uma introdução envolvente, mesmo que a faixa "Black Stripe Poison" tenha uma introdução mais pesada, mas eu ficaria com a escolha da "In Human Nature" sendo essa a única critica construtiva do disco. Suas duas últimas faixas, "Chaospiracy" e "Sanity Is Not an Option", são menos trabalhadas com sua introdução, acredito que foram feitas para dar um soco no tímpano mesmo, chegam dando com os dois pés e sai da frente quem não aguenta música pesada, é uma pancada na cabeça.

Analisando o todo e ouvindo todo o trabalho, percebi o motivo de terem destacado o baterista Takashi como um experiente músico para o grupo. Com toda a certeza, Takashi é mais do que um mero baterista, o cara é o maestro da banda, dando todo o direcionamento das músicas, com fortes pedais duplos, como se seus pés estivessem pegando fogo, inclusive imagino uma fumaça saindo de seus sapatos/tênis, rs. Outro grande trabalho é o do guitarrista, Daniel Pereira, que com um único instrumento, faz o trabalho de duas, danod muito peso sendo auxiliado pelo baixista, Rafael Biebrach. Sobre o vocal, só elogios, consegue manter uma base forte e uma pegada inteligente. Sobre influências, a banda lembra muito Motorhead, porém com mais pegada da guitarra, outrora lembra um pouquinho de Sepultura pelos vocais e um mar de influências, que poderia citar até não sobrar espaço na resenha.

Para um EP com quatro faixas, é um inicio avassalador. Pode evoluir em algumas coisinhas, mas ao ver pelo trabalho todo é um excelente começo. Capa muito bem produzida, contra capa objetiva, simples. O conceito das músicas muito bem elaboradas, só ficou minha critica construtiva sobre a definição do tracklist, poderia ter sido melhor selecionado, mas concordo que é algo que não interfere na sonoridade da banda, este, está impecável. Se fosse para definir uma vertente do Metal para a banda, acredito que estão dentro do Groove Metal.





FORMAÇÃO
Flávio Giraldelli - vocais
Daniel Pereira - guitarras
Rafael Biebrach - baixo
Takashi Maruyama - bateria

TRACKLIST
01 - Black Stripe Poison
02 - In Human Nature
03 - Chaospiracy
04 - Sanity Is Not An Option

SIGA CONCEPT OF HATE
FACEBOOK / YOUTUBE

Material recebido pela Roadie Metal Assessoria.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário