23 abril, 2017

Resenha: Juggernaut - Aneurose (2016)

Fundada em 2002, no estado de Minas Gerais, Aneurose é uma banda de Thrash Metal formada por cinco integrantes. Após o ótimo trabalho mostrado no “From Hell” (2013), foi lançado o  “Juggernaut” (2016), álbum do Aneurose que vem com 14 faixas, totalizando pouco mais de 50 minutos de som pesado. Esse novo disco está sendo divulgado em turnê brasileira e europeia.


A arte da capa possui qualidade compatível ao conteúdo do disco, ou seja, excelente. A primeira faixa tem quase 1 minuto de duração e é apenas instrumental, dando introdução ao álbum. Na música “Closer to God”, já de início percebe-se o instrumental bem-trabalhado. O terceiro som, chamado “Butcher”, constata que os vocais são de muito peso e habilidade. Já “Rapriest” chega dando evidência ao baixo, em seguida nos deparamos com uma bateria completamente destruidora. As guitarras não ficam para trás! Que música incrível!

A faixa “To Lemmy” tem um título auto explicativo: uma menção ao grande Lemmy Kilmister, ídolo do Metal. A intenção da música é claramente retratar um pouco do estilo Motörhead, trazendo algumas pegadas mais Heavy Metal. Certamente Lemmy não se decepcionaria com esse som. "Juggersnaut”, música que dá nome ao álbum, é bastante distinta, assim como outras músicas a seguir. Em “Drunk as Skunk” ouve-se influências de Death Metal misturadas ao Thrash, em um conjunto de sons enlouquecedores, essa música ganhou um clipe que você confere clicando aqui. O solo de guitarra dá um toque especial à música. Continuando com o aspecto mais carregado, “Enslaved” é um convite para violentos mosh pits durante os shows do Aneurose, com certeza essa música é responsável por levar o público à loucura.

O ouvinte acompanha uma sequência de ótimas músicas, sendo que simples palavras não contemplarão a sensação de degustar cada um desses sons em particular. Destaco a faixa “Arcade” como uma música bastante marcante, por ter um caráter diferenciado. A faixa bônus é a única com letra em Português e se chama “Magnata da Fé”. Nessa composição observa-se uma referência aos ritmos brasileiros, além do sotaque nordestino bem característico. A letra expõe uma crítica às igrejas que manipulam seus fiéis em busca de dinheiro. Com essa crítica ácida, o álbum se encerra admiravelmente.

Mesmo com um grande número de músicas, escutar esse disco não se torna cansativo, pois cada umas das músicas é um show a parte. Os integrantes do Aneurose formam um time e tanto! A sonoridade desse álbum está incrível e a agressividade dos vocais completa a obra com excelência. O estilo da banda é caracterizado como Thrash, mas passa longe de se limitar aos clássicos anos 80, havendo notórias influências a outros estilos de Metal, além da personalidade própria da banda. Certamente o "Juggernaut" é um marco importantíssimo na carreira do Aneurose, um trabalho pra ser admirado pelos fãs de Metal, um presente à cena do underground nacional.






TRACKLIST
01. Glory to the goddess of the war, here are The Gurkhas
02. Closer to God
03. Butcher
04. Rapriest
05. To
Lemmy
06. Speeding up!
07. Juggernaut
08. Drunk as Skunk
09. Enslaved
10. Deathly, cold, chill
11. Warrior
12. Arcade
13. Prelude to Apocalypse
14.
Magnata da fé (Bonus Track)



FORMAÇÃO
Wallace Almeida (vocal)
Sávio Chaves (guitarra)
Raphael Wagner (guitarra)
Sthefano Dias (baixo)
Kiko Ciociola (bateria)



SIGA ANEUROSE
FACEBOOK


Material recebido pela MS Metal.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário