10 maio, 2017

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: Krisiun e Nervochaos foram liberadas após dez horas detidas em Bangladesh, alguns shows foram cancelados da sua turnê

As bandas brasileiras Krisiun e NervoChaos foram liberadas após dez horas retidas no aeroporto internacional de Hazrat Shahjala, em Dhaka, Bangladesh. Acusados de serem "satanistas", os músicos foram detidos pela polícia e o show que fariam no país acabou cancelado. Após serem liberados, eles seguiram para o consulado brasileiro, onde receberam apoio.


Em comunicado, as bandas informam que os shows em Bangladesh, na Mongólia e na China foram cancelados. Agora, os grupos seguem para o Japão e depois para a Coreia do Sul. 

Leia abaixo o comunicado na íntegra:

"Gostaríamos de agradecer imensamente ao cônsul e toda sua equipe, no consulado Brasileiro em Daca, Bangladesh. Tivemos uma experiência muito desagradável, onde fomos vitimas de um grande mal-entendido e vivenciamos mais de 10 horas de puro preconceito e desinformação.

Assim que aterrissamos no aeroporto internacional de Hazrat Shahjala, em Daca, na madrugada do dia 09, fomos abordados por agentes de segurança enquanto buscávamos as bagagens. Tivemos os passaportes retidos, sem qualquer tipo de explicação, em um pais extremamente conservador. O evento foi cancelado e os vistos que obtivemos na embaixada de Bangladesh no Brasil, totalmente desconsiderados.

Graças ao grande esforço e enorme ajuda do cônsul brasileiro e sua equipe no consulado brasileiro (em Daca, Bangladesh), do embaixador do Brasil, Maximiliano Arienzo; e da nossa agente de viagens Carla, fomos liberados. Seguimos amanhã para o Japão e depois para Coreia do Sul dando continuidade na tour.

Infelizmente, devido aos acontecimentos mencionados acima, os shows na Mongólia, China estão cancelados. Pedimos desculpas a qualquer transtorno causado e esperamos voltar num futuro próximo."

O CASO GEROU GRANDE COMOÇÃO DENTRO DO CENÁRIO UNDERGROUND

O caso gerou grande polêmica entre os músicos do metal nacional, May Puertas, vocalista do Torture Squad, se posicionou a respeito:

"Meus irmãos Nervochaos e Krisiun foram impedidos de tocar em Bangladesh por serem considerados satanistas. Mesmo com todos os documentos legais para entrar no país, a apresentação não foi possivel e eles ficaram detidos por mais de 10h. O metal não tem fronteiras, e o desejo comum é de levar nossa música para todos os metalheads do mundo! Sintam nosso apoio sempre , o amor pelo metal irá sempre superar qualquer repressão! Minha solidariedade também a todos os Headbangers de Bangladesh, não se deixem abater e continuem lutando!"

Os fãs locais das bandas, em sinal de protesto, fizeram manifestações e diversos cartazes com pedidos de desculpas, veja:



ENTENDA O CASO

Um dos integrantes do NervoChaos explicou, em um post no Facebook, que os artistas foram rotulados como "bandas satânicas". Lauro Bonometti relatou que os passaportes foram levados por policiais federais e considerou o episódio "patético". A postagem já não é encontrada na conta pessoal do músico. Outro músico publicou um vídeo sobre os momentos de tensão vividos no aeroporto.

O impasse atrasou os músicos e rendeu o cancelamento do show em Bangladesh — país marcado pela influência islâmica radical, embora as autoridades aleguem ser regidas por leis secularistas liberais. Era mais uma apresentação da turnê internacional das bandas. Os ingressos estavam esgotados.

"Infelizmente, por razões fora de nosso controle, o show em Bangladesh está CANCELADO!", compartilharam os músicos em suas redes. Os grupos vinham de apresentação no Hammersonic Festival, em Jacarta, na Indonésia.

Fonte: Gazeta Online
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário