29 junho, 2017

Especial: O caso das mulheres é grave! #2

Dando continuidade à matéria da última quinta sobre mulheres no baixo (confira aqui), hoje trazemos mais 10 nomes:


NANI FILL: fundadora e ex-guitarrista da Rock Roach, Nani agora assume o baixo da banda. O quarteto feminino de São José/SC se propõe, desde 2009, a fazer um Punk Rock com composições que fogem de qualquer esteriótipo: a Rock Roach não fala de garotos, tampouco de amores. 

GABY CHAVES: integra o quinteto Velvet Lips de Florianópolis/SC, formado em 2013. A banda começou com covers de suas maiores influências, entre elas as bandas Metallica, Megadeth e Nightwish. A repercussão local dessas mulheres é inegável! Hoje em dia estão na ativa e, depois de se entrosarem melhor como banda, optaram por começar a trabalhar em suas próprias composições.

LETÍCIA ALLÓ: assume os graves da Pink Revolver, formada por mulheres que tocam Rock Clássico. A banda de Florianópolis/SC, formada em 2010, apresenta um legítimo show de rock, com muita distorção e atitude sob influência de bandas como Led Zeppelin, Deep Purple, AC/DC, Guns n Roses, Kiss, Whitesnake, Aerosmith, Rolling Stones e ZZ Top.

CARLA DOMINGUES: frontwoman da Enarmonika, banda de Florianópolis/SC criada em 2012, que busca misturar elementos da música erudita com metal e rock. Com uma formação que contém bateria, guitarra, baixo, violino e violoncelo, objetivam unir elementos da música erudita e de diversos gêneros de Metal num contexto vanguardista e experimental. O uso de diversos idiomas como italiano, espanhol e alemão, além do usual inglês, também é um elemento importante da música da Enarmonika. É importante destacar que, além disso, Carla Domingues é considerada uma das mais promissoras cantoras de sua geração. Tem se apresentado em palcos do Brasil, Uruguai, Argentina, Chile e Itália em recitais, concertos e óperas. Ela também assume o vocal da M26, citada na outra edição desta mesma matéria. 

INGRID RICHTER: baixista da Punkake de Curitiba/PR, formada em 2005. No Doubt, Kings of Leon, The Gossip, L7, Muse, Foo Fighters, Garbage, Nirvana, Silvechair, The Beatles, Queen, Elvis Presley, Suzi Quatro e Janis Joplin estão entre as principais influências da banda. Formada só por garotas, a Punkake rejeita o rótulo de "Rock feminino", afinal isso não é estilo musical. O diferencial da banda é o conjunto de seus shows únicos e performances explosivas, com visual diferenciado punk-pinup, e sua música que foge de qualquer estilo de Rock existente.

DÉBORA SILVA: baixista no quinteto feminino Psycho Queen, formado em 2012 em Santa Bárbara d´Oeste/SP. Com enfoque no rock clássico, a banda mescla as influências musicais de cada integrante para compor o repertório. A banda está trabalhando atualmente em projetos autorais, estando em processo de divulgação da música “Existence".

JÚLIA RUBRA: única mulher na formação da No Filters, banda originada em 2011 em Florianópolis/SC. Com músicas que vão desde o Power Pop até o Indie Rock, as suas principais influências são Arctic Monkeys, The Killers, Kings of Leon, Franz Ferdinand, White Stripes, The Hives e versões power pop de Adele, Maroon Five e David Guetta. Além disso, Júlia integra a banda feminina de Nu Metal Jelly Shots, com influência de bandas como Evanescence, Halestorm, System of a Down e Korn.

CAMILA TOLEDO: integra o quarteto feminino de Death Metal Sinaya. Fundada no ano de 2010 em São Paulo/SP, a banda já possui em sua discografia o EP "Osbcure Raids" (2013) e o single/videoclipe "Buried by Terror" (2015). Em 2016, foi banda de abertura do show do Exodus (EUA) no Carioca Club.

MARIA MERGENER: frontwoman e única mulher no power trio Carbo de Volta Redonda/RJ, fundado em 2011, que mistura psicodelia e influências variadas ao Rock - desde o Hard Rock, que era muito presente no início da banda, até o Stoner/Heavy Rock e o Grunge que hoje figuram como linha principal. O videoclipe da música "Mama" teve boa recepção e crítica. Hoje, a Carbo também incorpora elementos mais experimentais pontualmente, o que fica muito evidente no seu primeiro álbum, "The In-Between", lançado em janeiro de 2017 pela Dinamite Records (SP). 

DRICA JAXS: faz parte do quarteto feminino Srta Zirma, formado em Ribeirão Preto/SP no ano de 2010. O estilo da banda, denominada pela integrantes, é o "Groove 'n' Roll", uma mistura única de sons, um mix de elementos que vão do Rock à MPB, passando pelo Samba e Forró. Um estilo ousado com guitarra, percussão, baixo, violão, batera e um encontro de vozes que se encaixam fechando essa atmosfera sonora.


CONHEÇA AS BANDAS: 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário