22 julho, 2017

Topfive: cinco bandas para ouvir neste final de semana #41

O SubSolo traz todos os sábados 5 indicações de bandas para ouvir no final de semana. Nesta edição, resolvemos apresentar bons exemplos do que tem sido feito no sul do Brasil em termos de Thrash Metal. Coloca o volume no máximo e confere essa lista:



01) Juggernaut - Joinville/SC

Diretamente da cidade mais populosa de Santa Catarina, Cícero Konig Finger (vocal), Célio Trombelli Jr. (guitarra), Valdecir Valda (baixo) e Alefer Reinert (bateria) formam a Juggernaut. A banda iniciou seus trabalhos em 2005, na cidade de Blumenau e a proposta era fazer um Thrash Metal (com influências de Death, Sadus e Destruction), mas mantendo-se afastado de clichês e também fundindo elementos de Metal e Rock Progressivo de bandas como Dream Theater, Marillion e Rush. Para nomear a banda, foi escolhido o nome "Juggernaut", o que significa uma grande destruição em massa, que se encaixa exatamente com a proposta: fazer Thrash Metal rápido, pesado e muito técnico. A banda lançou em 2005 a demo "Juggernaut" com três faixas e em 2006 seu debut album "Lines of the Edge" com 10 faixas, ambos muito bem recebidos pela mídia. Em 2011, a banda lançou o "Ground Zero Conflict", trazendo uma banda totalmente nova, mais madura e profissional. Confira este último, na íntegra:



02) Skombrus - São José/SC

A banda, formada por Luis Henrique (guitarra e vocal), Ronaldo (baixo), Luis (bateria) e Robson (guitarra), já possui em sua discografia a demo "Soco na Cara" (2012), a demo "Crack Massacre" (2014) e mais recentemente o seu debut album "Betrayal of the Breed" (2017), que logo terá resenha aqui no blog. Sob influências diversas, que vão desde o Thrash Metal tradicional de bandas como Slayer, Exodus, Sepultura, Testament, Korzus e Kreator; o Hardcore puro de bandas como The Exploited e The Varukers; o Crossover de DRI, SOD, Excel e RDP, a Skombrus faz um som rápido, pesado, agressivo e com bruscas mudanças de tempo.




03) Vultorn - Curitibanos/SC

O trio é formado por Luciano Magagnin (vocal e guitarra), Julia Goetten Wagner (baixo) e Rubens Toscan (bateria). Conheci a Vultorn num festival em 2015 e as músicas "Call for War", “The Ripper (Is Closer Than You Thought)” e principalmente "Hematophagus" (seu último lançamento) não saem da minha playlist. O nome da banda é uma mistura da palavra em português "vulto" e a inglesa "torn", que refere-se a algo que rasga, estraçalha, despedaça. De acordo com Luciano, “um vulto que destrói abstratamente, horroriza; o mal humano”. Em geral, as composições ressaltam temas como a anti-religião, a decadência humana e os horrores da guerra, tudo isso sob um instrumental brutal, que relembra as bandas alemãs de Metal Extremo. Vale muito a pena conferir! 


04) Distraught - Porto Alegre/RS

A banda é formada por André Meyer (vocal),  Alan Holz (baixo), Everton Acosta (guitarra), Ricardo Silveira (guitarra) e Marcelo Azevedo (bateria). Distraught surgiu em fevereiro de 1990 e desde então acumulou uma grande discografia: debut album "Infinite Abyssal" (2001), "Live Black Jack - SP" (2002), "Behind the Veil" (2004), "Unnatural Display Of Art" (2009). Este último conta com a participação especial do guitarrita Diego Kasper (Hibria) e dos vocalistas Clark (Unmaker) e Flávio Soares (Leviaethan). Em 2011, lançou o álbum "The Human Negligence is Repugnant", que recebeu excelentes críticas. Mais recentemente a banda lançou o álbum "Locked Forever", o mais pesado da trajetória, tanto em termos de música, como de temática: manicômios e o sistema prisional brasileiro. Se você é fã de Thrash Metal, precisa conhecer a Distraught!


05) Krucipha - Curitiba/PR

Formada por Fabiano Guolo (vocal e guitarra), Luis Ferraz (guitarra solo e vocal), Khaoe Rocha (baixo e vocal), Felipe Nester (bateria) e Nicholas Pedroso (percussão), a banda traz em sua sonoridade um Thrash Metal visceral mesclado com influências de Death Metal, Groove Metal, Hardcore NY e uma pitada brasileira que faz menções à Chico Science e Nação Zumbi. Em 2010, a banda lançou online o EP "Preemptive Uproars" e em 2014, lançou seu debut album intitulado "Hindsight Square One", que conta com 5 faixas inéditas e as 3 previamente lançadas no EP de 2010. O álbum traz em suas letras temas atuais como os dilemas e paradoxos da vida moderna, alienações, conflitos pessoais, manipulação em massa e a incompatibilidade da sociedade em geral. Atualmente a banda trabalha no seu segundo CD, intitulado "Inhuman Nature". Confira uma faixa inédita lançada recentemente:




ACOMPANHE AS BANDAS


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário