14 agosto, 2017

Cobertura: Matinê From Hell 4 (Taliesyn Rock Bar)

Domingo (06), final de tarde na Ilha de Santa Catarina... Hora de começar a ficar deprimido com o encerramento do final de semana, certo? Errado. A Old School Rock Produções garantiu o fechamento com chave de ouro pra quem curte Metal de qualidade. O  Matinê From Hellevento que já está na sua quarta edição, tem reunido mensalmente os headbangers no clássico Taliesyn Rock Bar, que fica no centro da Ilha. Os responsáveis por garantir o sucesso desta quarta edição foram as bandas R.E.U.S, Eletromotriz e Skombrus.



A primeira banda a assumir o palco do imortal Taliesyn foi a R.E.U.S (Renegados, Excluídos, Ultrajantes e Sarcásticos), power trio de Florianópolis/SC que transita entre as vertentes do Metal. Eu já havia visto a R.E.U.S há uns meses, mas a minha percepção foi diferente dessa vez. É incrível como as letras, que são em português e trazem críticas em relação às contradições da nossa realidade, são cantadas com tanta intensidade e força. O show do grupo mostra o que há de melhor em termos de entrosamento e sintonia: riffs muito bem elaborados, baixo estalado e bateria frenética. Além disso, é muito lindo ver a banda se divertindo pra caramba, o que fica bem claro com as danças do Beltrão (baixista). O primeiro show já trouxe fortes indícios de que a noite seria incrível.


Foi a vez, então, da Eletromotriz de Garopaba/SC, formada por Misael Furtado (vocal), Luiz Eduardo (guitarra), Quira Lopes (baixo) e Sidinei (bateria), mostrar a que veio. A banda que mistura elementos do Rock e Metal com composições em português impressiona já a primeira vista: achei muito interessante a heterogeneidade de estilos dos integrantes da banda. O vocal do Misa é um ponto altíssimo da banda, assim como sua energia e disposição no palco, suando até a última gota. A sonoridade da banda deixa claras as suas influências (Pantera, Confronto, RxDxP, Project46) sem perder, em nenhum momento,  a originalidade. Foi a primeira vez que vi a banda ao vivo, antes disso apenas havia ouvido sua faixa "Serial Killer", cuja introdução, uma das partes mais importantes, na minha opinião, não deixa nada a desejar: a banda soube encaixar um excelente riff de baixo com uma entrada estratégica da guitarra, mais um "Hahaha" no vocal que dá outra cara à faixa. É uma excelente música do início ao fim, literalmente. Coloque o volume no máximo e aperte o play aqui embaixo.


E pra fechar esse rolê, a incrível Skombrus, de São José/SC, sobe ao palco. Apesar de curtir muito o som dos caras, eu nunca havia estado num show da banda. Formada por Luis Henrique (guitarra e vocal), Ronaldo (baixo), Luis (bateria) e Robson (guitarra), a Skombrus faz um Thrash Metal de muita qualidade e acaba de lançar seu debut album "Betrayal of the Breed" (não deixe de ouvi-lo na íntegra logo abaixo). Foi um encerramento à altura para um evento marcante. Do início ao fim, a Skombrus deixou os fãs de Thrash muito satisfeitos. Com direito até a participação especial do ex vocalista em uma das músicas, a banda cumpre ao vivo aquilo que promete em seu álbum:  a combinação de velocidade, peso e agressividade feita com muita maestria por esses caras.


O Matinê From Hell é uma iniciativa corajosa e louvável de Jhonatan do Amaral e este domingo também serviu para trazermos uma boa novidade: o O SubSolo agora é parceiro na divulgação e cobertura dos Matinê's (e o que mais for necessário pra que esse projeto se mantenha firme e forte). Isso tudo só é possível porque confiamos no evento e sabemos que está sendo pensado e realizado com muita seriedade. Portanto, fique ligado no blog! Logo teremos a divulgação da próxima edição em mais um domingo memorável. 

Gostaria de, mais uma vez, parabenizar a iniciativa do Jhonatan e agradecer imensamente quem tem aparecido nos domingos pra conferir as bandas autorais da nossa região, afinal, é só assim que a cena underground cresce e se consolida: com união.

ACOMPANHE AS BANDAS
R.E.U.S / ELETROMOTRIZ / SKOMBRUS
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário