29 agosto, 2017

Resenha: Stranhos Azuis - Stranhos Azuis (2017)

Um power trio formado em São Carlos/SP no ano de 2006, não mede palavras quando o assunto é fazer música, isso vem de todos os brasileiros, impossível ficar calado diante de todas as injustiças que acontecem em nosso país. Stranhos Azuis é uma banda influenciada por bandas setentistas, como: Black Sabbath, Led Zeppelin, Jethro Tull, Made In Brazil e Patrulha do Espaço, sendo os dois primeiros atualmente tocam no Patrulha do Espaço.



Em 2011 o grupo já havia lançado um EP com quatro faixas e agora se consolida de vez com o seu álbum com dez faixas. As influências da banda não são por acaso, a sonoridade é muito parecida com Jethro Tull e Led Zeppelin, entre as influências são as que mais me lembrou na forma do instrumental tomar forma em meio as boas letras. O peso das músicas sem tirar toda a essência proposta é um dos destaques do disco, que aguça a curiosidade desde a arte apresentada no disco, a arte com sua coloração em roxo e verde, é destacada por essa mistura de cores não convencionais e se torna uma das artes mais bonitas que vi em capas desse ano.

Mas voltando ao som da banda, alternância nas composições com músicas com um tom mais moderno e um tom mais clássico, o Stranhos Azuis vão aos poucos no disco tomando forma, apresentando suas características, com boas pitadas de Rock 'n Roll e pequenas adições do Stoner Rock, principalmente nas linhas mais "quebradas", que é a característica única do Stoner. As alternâncias na bateria junto do baixo, pegada firme e com bons grooves, sempre forte no refrão, onde é o ponto crucial da música e que realmente precisa de uma pegada mais "chiclete" ou mais constante. 

Talvez o fato de ter misturado as vertentes que mais gosto, que é o Rock 'n Roll com o Stoner, tenha me deixado mais a vontade de explorar o disco e ouvir calmamente. É um trabalho rico em melodia e também tem boas linhas vocais, falha um pouquinho na produção, acredito que poderia ter sido melhor mixado/masterizado, sendo que a segunda voz as vezes desafina e não teve o cuidado especifico com detalhes minuciosos, sendo que a bateria em algumas vezes soa seu bumbo muito abafado, como se estivesse "sugando o som e não soltando", senti falta de mais explosão na mixagem. 

FORMAÇÃO

Danilo Zanite - vocal e guitarra
Daniel Dellelo - baixo

Luciano Matuck - bateria

TRACKLIST
01 - Acordar para a Vida
02 - Sr. da Razão
03 - Bagagem de Mão
04 - Dividir com Meu Amor
05 - Oh Ana Rebordosa
06 - Andando e Cantando
07 - T. A. DC
08 - Colarinho Branco
09 - Pedras no Caminho
10 - Um Cara Comum

SIGA STRANHOS AZUIS
FACEBOOK / SITE OFICIAL
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário