10 agosto, 2017

Vida de Batera - #01

Nenhuma função na banda é fácil, mas tem uma que as vezes é a mais exigida de todas, o baterista. Desmontar tudo, carregar tudo, montar tudo, ter o tempo certeiro, comandar as chamadas, tudo isso faz parte do dia a dia desse músico. O "Vida de Batera"nasceu em parceria com o Cultura em Peso, porém, agora estará na nossa grade de colunas e para essa primeira, trazemos em um formato diferenciado com depoimentos de bateristas que se disponibilizaram a tirar um tempinho do seu dia para nos enviar algumas palavras, confira:



Eu diria que pra mim ser baterista está no meu sangue, no meu DNA. Vim de família de músicos (meu pai tocava em banda de baile por toda a vida dele, e ainda trabalha com sonorização, minhas irmãs também foram cantoras, cunhado, etc), e tendo um ensaio completo no porão da minha casa desde que nasci, não tinha como eu não criar paixão pela música. E tendo ali todos os instrumentos a disposição, o que mais me chamava a atenção desde pequeno sempre foi a bateria (que naquela época já era grande). Desde muito cedo tocava (ou tentava), tanto que ganhei uma mini bateria aos 7 anos, e de lá para cá, essa paixão só aumenta a cada dia. Tocar bateria faz parte de mim, não me imagino vivendo sem estar tocando. Ser baterista faz parte do que fui, do que sou e do que sempre serei! (Gustavo dos Anjos - Cherry Ramona)

Muito glorificante e também difícil, pois além de ficar no fundo do palco e aparecer quase nada em shows, a aparelhagem é a mais cara da banda, normalmente. Porém, tem as coisas boas, onde o baterista é o cara que leva a energia para a banda, e mantem o pique do show. Ou seja, é indispensável um bom baterista para ser ter uma boa banda. Além de tudo isso, ainda alivia a tensão do dia a dia. Acho um instrumento renovador e enérgico. Sou viciado, desde os a infância, sendo que tive minha primeira bateria somente com 13 anos. (Rafael Ortolan - Pause Hardcore)


É trabalhoso ,estressante,e mesmo assim uma grande válvula de escape. Onde expresso e deixo um pouco do dia dia! Refugio da alma! (Bruno Cardoso - Fault Line)

Pra mim ser baterista é sentir que você controla o ponto mais básico e mais importante de uma música: O tempo. E ser "dono" de tal responsabilidade faz com que eu traga toda a paixão, técnica e até mesmo improviso pra dentro do instrumento e consequentemente pra toda música. É muito gratificante ser um baterista com pegada e ser reconhecido por isso, pois apesar de toda técnica e estudo por trás do tocar em si, a VONTADE de tocar deixar qualquer som melhor, evidente, e é com essa vontade e paixão que me torna um fanático por esse instrumento. Só lembrando aquele velho ditado: Uma banda é igual xadrez, o peões ficam na frente e o rei atrás. (Bruno Garcia - Final Disaster)

Cara no meu caso estar na bateria é mais fácil para sentir minha participação na música, embora eu toque outros instrumentos a bateria me entregou uma sensação musical única desde a primeira vez que eu toquei em uma. Na prática é mais complicado o caminho do baterista é geralmente o instrumento mais caro para se começar é necessário ter um local adequado para se praticar sem problemas e sempre o batera vai ser o último a sair do estúdio por estar guardando equipamento. Qualquer instrumento musical tem suas peculiaridades mas acho que a bateria te exige ser a música por completo e te obriga a dedicar teu corpo inteiro para fazer a música acontecer, por conta disso a depender do estilo que o batera vai se dedicar ele tem que saber que vai ter de se transformar em um atleta de alto desempenho. No final a bateria é um instrumento sem igual apaixonante que te seduz a cada olhar e te entrega uma experiência única com muita troca de energia. Vale muito a pena conhecer esse instrumento assim como descobrir a nossa música interior. (Henry Correia - All Seven Days)

Ser baterista é ser o "maestro" de um conjunto de harmonias, é dar um o tempo e o sentido pra música ali executada, assim como qualquer outro tipo de instrumento a bateria tem sua devida importância dentro da música e acredito que a bateria não seja instrumento pra qualquer um, não querendo se exaltar, mas é preciso dedicação e muito esforço, tem que dar o seu melhor, até porque a bateria é facilmente identificado dentro de uma música e qualquer erro pode ser fatal, isso é ser baterista, acima de tudo, assumir responsabilidades, chegar cedo no ensaio pra montar tudo, chegar cedo nos shows, ser o último a sair do palco, carregar coisa pra caralho e de qualquer gostar do que faz. (Mateus Porto - Análogo)

Baterista é aquele cara que tem que saber todos os instrumentos não só a bateria, é necessário ter tempo, feeling e o groove no sangue para ser um bom baterista. Tem que estudar todos os dias a infinidade de rudimentos e técnicas. esse é o cozinheiro da banda. (Kevin Saviski - Antítese)


Desde milhares de anos o tambor vem sendo usado em cerimônias e rituais para auxiliar nossa conexão com aquilo que consideramos divino, nossos ancestrais, nossas raízes, até mesmo indução a um estado de transe. Tocar bateria em uma banda rápida e pesada é algo muito espiritual para mim, me permite invocar meus demônios, liberta-los e assim doma-los. É um ritual que me transporta para um lugar onde o ritmo, melodia, harmonia, movimento dos braços, pernas, banguear de cabeça, tudo está conectado com presente, passado e futuro como uma coisa só. Ansiedades, tristezas, raiva, nada existe, só existe o agora, só existe a música. (Matthew Liles - In Soulitary)

Ser baterista pra mim é um dos motivos que me fazem querer acordar todo dia e dar meu melhor, é o que me mantém motivado, é também uma forma de me desligar do mundo e esquecer todos os problemas! É surreal sentar no kit e aprender coisas novas, aperfeiçoar o que já aprendi e perceber a evolução todos os dias. A música muda a vida das pessoas pra melhor, e assim como mudou a minha eu quero inspirar e encorajar outras pessoas a tocar também e sentir todas as coisas boas que eu sinto simplesmente pelo fato de ser um baterista! (Rafael Negreiros - Eutenia)

Ser baterista me faz sentir um cara muito realizado, pois tenho um amor pelo instrumento desde os meus 6 anos. Ao me sentar no banquinho da bateria, pegar as minhas baquetas e tocar, é como se eu apertasse um botão e apagasse naquele momento tudo o que não esteja relacionado a tocar. Me sinto honrado e sortudo por ter este dom e nunca pretendo para de tocar, pois isso faz parte da minha vida, é algo que corre nas minhas veias e me dá forças para viver. (Leandro Silveira - Don Capone / Marys Secret Box)

Ser baterista é saber que todos os dias eu tenho que treinar e me superar para que eu possa chegar em um patamar mais alto. Porém bateria salvou a minha vida, ser baterista me deu alegria que eu precisava pra seguir em frente, mesmo com depressão e alguns problemas de saúde eu consegui seguir em frente pelo simples fato de um dia eu quero tocar bateria como aquele cara que eu vi no YouTube. Sabe, ser baterista é contagiar, alegrar e poder transmitir o que eu sinto no meu instrumento pra outras pessoas. Até mesmo para outras pessoas que passaram pelo mesmos desafios da vida que eu passei. Então ser baterista no meu conceito é trazer felicidade para outras pessoas e ser feliz fazendo isto. (Lucas Martins - Ember of Renewal)

É um trabalho que demanda muita concentração e uma explosão de energia única. Porém para mim já se tornou terapia! (Gabriel Suleiman - Hazze)


Se doar ao máximo, estar preparado duas ou mais horas antes de tocar e ser o último a ir embora, carregar diversas peças, ter dores musculares, investir valores significativo. Porém o prazer de conduzir e ritmar uma banda não tem preço e nem esforço que pague. Amo a bateria e tenho certeza que vou continuar pro resto da minha vida! (Rafael Martins - Preserva Roots)

Ser baterista é ser muito especial em uma banda pois mesmo estando situado atrais da banda ele é a parte mais evidente e principal da banda tornando tudo mais rítmico e abrangente. Bateria é o coração da música. (Leo - cAsebre)

Baterista é a âncora da banda, o esqueleto da música, não basta apenas ter coordenação nos braços e pernas mas sim a responsabilidade de conduzir, adaptar e colocar uma pegada na música!. (Adinan Américo)

A bateria funciona como o coração da banda, ela que marca a pulsação e determina qual o nível de adrenalina em cada momento do show. Na minha opinião ser baterista é ter o melhor lugar de show, onde podemos ver tudo oque acontece. Apesar de ser o primeiro a chegar e o último a sair dos eventos, com o carro cheio de peças de bateria, eu não trocaria esse instrumento por nenhum outro. Me sinto assim desde os meus 13 anos de idade. (André Cardozo - Alcoholic Trendkill / Na Veia Da Velha)

Ser baterista, antes de tudo, passa pela magnitude de ser um músico.  O músico é aquele que consegue, através de sua arte, transmitir  alegria, contagiar pessoas, despertar saudades, liberar sentimentos, promover a união e a satisfação das pessoas. E ser baterista é mais gratificante e emocionante ainda. Porque o baterista faz a música pulsar, dá o ritmo pra dançar, o compasso pra cantar, transmite a energia ou o conforto que a música necessita. Ser baterista é sentir-se o maestro da platéia, é  sentir-se o coração da banda, é  sentir-se plenamente realizado como músico! (Rod Konig - Falktrua)

Bom... O baterista fica no melhor lugar do palco, bem entre o baixo e a guitarra, ah e tem a melhor visão do show. Vi isso em algum filme, não lembro qual era, mas me define muito bem. (Renan "Lenhador" Wust - Morenas Azuis)

Aguarde a próxima edição!
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário