25 setembro, 2017

Resenha: Synthetic Soul - All Seven Days (2017)

Na ativa desde 2012, All Seven Days é uma banda de Maceió (AL), que compõe Metal, colocando fortemente sua própria identidade nas músicas. Desde o início, a banda apostou em músicas autorais e o resultado da dedicação foi "Synthetic Soul", o primeiro álbum dos caras. São 10 faixas, somando quase 1 hora de som.



O visual da capa certamente é um convite a escutar esse trabalho. Ouvindo o álbum, percebe-se que a banda esbanja originalidade e modernidade em suas composições. As dez faixas transitam entre diferentes ritmos e estilos, por vezes mostrando mais velocidade e agressividade e em outros momentos calmaria. As músicas são muito expressivas, algumas até bem sentimentais, daquelas que te pegam pela emoção. 

Os vocais também alternam, mas é limpo a maior parte do tempo. A clareza do vocal soa muito bem, tornado a letra bem entendível e suavizando o peso do instrumental em alguns momentos. O tempo todo mantém-se um equilíbrio, mesmo havendo constantes alternâncias.  

Percebe-se uma ampla diversidade de influências. A própria banda expressa que seu estilo musical tem influências da musicalidade japonesa, assim como influências de diversas vertentes de rock e metal. Não é possível dar um rótulo à sonoridade de All Seven Days, pois ela é realmente alternativa e isso torna tudo mais interessante, pois você nunca sabe o que esperar da faixa seguinte. Cada uma das músicas tem uma pegada completamente diferente da outra.

Devido essas características, possivelmente o som da banda cause certo estranhamento ao ser ouvido pela primeira vez. É aí que eles arriscaram, pois a proposta não parece clara, sendo assim, esse estilo de música pode ser muito amado ou muito rejeitado logo de cara, porque pode parecer "bagunçado" para alguns ouvintes mais rígidos, por outro lado, pode parecer realmente genial por unir tantos elementos diferentes.

Goste ou não, All Seven Days está aí, cheia de jovialidade e inovação para mostrar. E aí? Bora conferir esse som? Compartilhe com a gente sua própria avaliação! 



TRACKLIST
01 – Synthetic Soul
02 – Ashes
03 – Black Ruby
04 – Dead End
05 – Enough
06 – Last Command
07 – Chronus and Cairos
08 – Solace
09 – Cross of Sorrows
10 – Tears of Revolution

FORMAÇÃO
Gui Fonseca (vocal)
Dan Gomes (guitarra solo e backing vocal)
Stanley Lima (guitarra base e backing vocal)
Matheus Carvalho (baixo e teclado)
Henry Correia (bateria)
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário