31 outubro, 2017

Resenha: Pug & Play - Mardita (2017)

Com letras (quase sempre) em português, o debut do Mardita finalmente chegou!

Esse EP com 5 canções veio para marcar o território do quinteto de SP/SP, e mostrar que bom humor, boa música e qualidade podem sim coexistir. O disco abre com "Esses dias", que assim como o restante do disco, além de trazer um som firme e com pegada, conta algum tipo de história ou estória, vai saber. Na sequência, vem "Histórias de bar", que engana o ouvinte com uma introdução tranquila e quando menos se percebe, a pegada chega!





"Não há descanso" é uma faixa que demonstra bem o tipo de riff que a banda usa, bem marcante, bem característico de uma banda etílica! A faixa 4 é a única música em inglês desse EP, "Hard Rock Demon", que tem uma pegada bastante singular.

A faixa final é "Mardita da Harley", que assim como o nome sugere, conta a história da Mardita da Harley, obviamente. Musicalmente o disco é muito gostoso de ouvir, de fácil digestão, sem nenhum tipo de bloqueio ou filtro. Harmoniza bem com carnes nobres e outras carnes nem tão nobres assim. Mardita vai agradar desde o mais chato entre os chatos até o "happy banger" mais fácil de agradar de todos. Em termos de produção, o disco tem aquela sonoridade anos 90 que desce bem mas que deixa a sensação de faltar alguma coisa. Em suma, poderia ser melhor produzido, mas cumpre o prometido.

Falando de produção, ultimamente todos os discos de bandas pequenas acabam saindo com essa ressalva, será que nós como ouvintes estamos muito exigentes, ou será que as bandas grandes estão com muito poder de fogo de equipamento e acaba ficando inatingível para os mortais chegarem na mesma qualidade? Fica o questionamento aí, aproveitando o "gancho".

A capa e título do disco são um show separado do restante, "Pug & play" conta com um carismático Pug (....sim, um Pug mesmo, cachorro, sabe?). Parece que ele te pede pra dar play, é incrível. Sobre a banda - Mardita é um quinteto de amigos bêbados que resolveram fazer a brincadeira ficar séria.

FORMAÇÃO
Marcel Briani (InSoulitary) - vocal
Tadeu Bec - baixo
Luigi Regollini - guitarra
Diego Barberan - guitarra e careca
Rafael Simões - bateria

TRACKLIST
Esses Dias
Não Há Descanso Para os Fracos
Histórias de Bar
Hard Rock Demon
Mardita da Harley

SIGA MARDITA
SPOTIFY / YOUTUBE

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário