27 janeiro, 2018

Topfive: cinco bandas para ouvir neste final de semana #62



Mais um final de semana se inicia, e com ele, mais cinco bandas que merecem seus minutos de atenção em meio a suas atividades ou simples descanso nesses dois dias sagrados que tanto aguardamos ao longo da semana. Fique confortável, aumente o volume e dê o play nos seguintes sons!


1) Circo de Fantoches - Heavy Metal - São Paulo/SP
Formada na cidade mais caótica do país no ano de 2012 por Vinícius Pontes, Jorge Fernando e Fernando Fernandes, o Circo de Fantoches trouxe como objetivo entregar um som pesado e ao mesmo tempo melódico, e ela consegue isso muito bem. Além de ter uma identidade única em seu som, a banda conta com letras em português, o que quando bem utilizado é sempre um ponto positivo.




2) Iníbia - Metalcore - Sorocaba/SP


A banda também gosta de usar o termo djent para definir seu estilo, e isso faz sentido quando você ouve os riffs que a banda traz em seus momentos de fúria nas músicas. É uma mistura de muito peso e pegada em seu instrumental composto por André Sant'Ana (baterista), Felipe Marcon (guitarrista), Matheus Souza (Guitarrista) junto a melodias vezes calmas e vezes agressivas mas muito bem compostas feitas pelo vocalista Leonardo Akira. Vale a pena ficar ligado na banda, que está em pé de lançar um novo EP.



3) Lothlöryen - Power Metal - Poços de Caldas/MG

Nada como um bom power metal repleto de misturas entre inspirações do passado e presente. É isso que a banda mineira faz em sua musicalidade. Com seis membros, obviamente existem inúmeras influências agindo nos caminhos que essa fantástica banda segue, mas tudo é sintetizado em guitarras brilhantes e furiosas e melodias que nos fazem viajar ao longo das canções. 



4) Devastação Sob Terror - Grincore - São José dos Campos/SP

Com um nome desse, brutalidade é a única coisa que vem à mente, e é exatamente isso que lhe vem ao ouvido ao dar play no som do quarteto Claiton Cardoso, Daniel Sanchez, Gerson Silva e Moises Silva. É marretada na cabeça com um grind autêntico e cru. É ouvir e deixar a distorção e carnificina sonora moer a cabeça. Se é isso que você quer, siga em frente e confira:



5) Giant Gutter From Outer Space - Experimental - Curitiba/PR 

Ok, me lembro bem quando ouvi isso pela primeira vez, e imagino que possa ser sua reação também: "WTF?". Em minha resenha do extended play dessa banda eu a define como "confuso, complexo, pesado, extremamente grave e... assustadoramente impressionante", e ainda hoje, ouvindo uma outra faixa dessa dupla da capital catarinense eu mantenho essas palavras. Composto apenas por um baixo absurdamente distorcido e desenfreado e uma bateria em chamas e furiosa, o som que saí disso é algo que leva sua mente para uma galáxia muito, muito distante.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário