29 março, 2018

Talvez Desconhecido: Unleash the Archers (CAN) - #04

A famosa expressão "amor à primeira vista" serve para várias ocasiões dentro da música, e minha relação com essa banda segue a risca essa máxima. Nem vou corrigir para "primeira ouvida" porque foi através de um video-clipe que conheci a banda e então foi todo o contexto que me conquistou. O clima desértico de Mad Max, com um Power Metal propício de uma aventura fantástica, com vozes de apoio gritando brutalmente e uma vocalista de voz poderosíssima a frente de tudo. Como não cair em paixão por Unleash the Archers?



O clipe dono de mais de 6 milhões de visualizações no YouTube é da música "Tonight We Ride", sendo a minha porta de entrada para conhecer o trabalho excepcional dessa banda de Heavy/Power Metal  de Vancouver. A interessante mistura do rico vocal de Brittney Slayes com a brutalidade dos guturais provenientes dos guitarristas foi o que mais me chamou atenção. Sem dúvidas a banda se preocupa bastante em trabalhar as linhas vocais, mas nem por isso deixa de lado a parte instrumental que apresenta características tradicionais do Metal Melódico, como melodias épicas, rápidas e vários trechos que ficam em sua mente.




A faixa é a quarta do álbum Time Stand Still, lançado em 2015 e terceiro full length dos canadenses. Além desta, o disco apresenta as ótimas faixas "Test Your Metal" (um legítimo hino clichê que no fundo todos adoram), "No More Heroes" (mais dramática e melódica, com forte refrão) e "Dreamcrusher" (extensa e bem trabalhada). 



Dois anos após Time, a Unleash unleashed seu quarto álbum, Apex, e alcançou boa aceitação da mídia internacional e conseguiu com o video-clipe de "Cleanse the Bloodlines" alcançar mais de 2 milhões de visualizações na plataforma de vídeos mais acessada da Internet. No álbum, a banda demonstrou mais amadurecimento e maior foco no vocal limpo de Slayes, mas ainda dando espaço para sua inclinação típica ao Black Metal em momentos bem escolhidos.




Unleash the Archers é sem dúvidas uma de minhas bandas favoritas da cena lado-B internacional. Torço para que um dia os Guerreiros do Norte Gelado, como se auto-intitulam, possam excursionar em território brasileiro e expandir sua reputação consideravelmente entre os Guerreiros do Sul Tropical.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário