#07 De músico para músico: Sessão de gravação

Vamos para mais um "De músico pra músico" com um texto que tem como alvo mostrar como otimizar seu tempo em gravações melhorando o seu comportamento. Todos sabemos que tempo é dinheiro, certo?



Pensando nisso, não é absolutamente nada legal você gastar dinheiro com hora/gravação de estúdio e sair de lá com a sensação de ter jogado dinheiro fora. Pode acontecer, claro! Inúmeros fatores podem transformar a sessão em um dia estragado, mas vamos tentar otimizar isso.






Primeira atitude a se tomar: COLOQUE O CELULAR EM MODO AVIÃO. (Preciso explicar? Não né?)



Pronto, agora vamos continuar:



- Esteja com a(s) música(s) a ser(em) gravada(s) naquele dia na ponta dos dedos!
 Estude, repasse, tire dúvidas, toque por cima da guia, defina o arranjo, vá para o estúdio consciente.



- Coloque os problemas de lado.
 Parece fácil de falar e difícil de fazer né? Pois é, mas é uma atitude profissional e necessária. Deixe seus problemas do lado de fora da sala de gravação e tente se concentrar ao máximo. Tenha em mente que: Concentração devida e músicas estudadas trarão uma velocidade para o processo que te dará mais tempo de resolver seus problemas depois.



- Vá direto ao assunto.
 É comum chegarmos no estúdio e batermos um papo que pode prolongar demais a sessão. Chegue, monte seu equipamento, deixe o técnico se preparar, pergunte no meio do papo mesmo se já podemos fazer os testes de captura e pronto, vamos gravar e conversar depois. Profissionalismo e concentração.



- Evite o stress e consequentemente, perder o foco
 Durante gravações quem nunca xingou, esbravejou, até esqueceu o que estava gravando por motivos de erro? Siga o processo:
- Erro
- Concentração
- Regravação
- Teste
- Loop

Se o momento é de gravar algo complexo, faça uma breve concentração, repasse o trecho, grave novamente, ouça com atenção o ponto de erro, refaça quantas vezes for necessário sem perder o foco, sem largar tudo e gritar e etc. Depois que acertar aí sim, grite, comemore, perca o foco sobre aquele ponto.

Mas só o faça depois que resolveu. Entenda que o técnico também quer que tudo saia perfeito, ninguém está ali pra te julgar.



Com essas atitudes, o individual com certeza será muito otimizado, e consequentemente a banda só tem a ganhar!



O processo que precede a gravação precisa ser desenvolvido com muito profissionalismo também! As dicas acima servem para processos de composição da mesma forma que servem para gravação.



Cada banda segue um padrão de desenvolvimento, portanto falaremos disso posteriormente. O que é interessante discutir antes do processo de gravação é justamente colocar na mesa que tudo precisa ser sério para que o resultado também o seja.



Reunião de banda é sempre chato, mas sem esse tipo de conversa, a única coisa que é certeza é a garagem!



As dicas foram todas passadas pensando que qualquer músico com instrumento na mão e REC piscando na tela tende a ficar nervoso e errar.



Manter a calma é a dica essencial para ter uma sessão bem aproveitada. 



Alguns músicos deverão se perguntar se essas dicas são estritamente voltadas para o músico mais tecnológico, que grava por canal e etc. mas as sessões de gravação ao vivo também precisam ter todos esses cuidados. Imagine que apenas um integrante da sua banda não está à vontade, está mais nervoso. Adivinha quem vai errar mais e estragar a gravação?



Portanto qualquer tipo de sessão de gravação merece ser tratada como algo extremamente sério afinal, bom ou ruim, ficará para a posteridade!



Até o próximo "De músico pra músico" com mais dicas de comportamento para que sua banda seja cada vez melhor!
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário