12 abril, 2018

Talvez Desconhecido: Eutanos (EQU) - #05

A cena metal da América do Sul, pode perder para a cena europeia em termos de infra estrutura e apoio as bandas, porém se formos analisar a força e qualidade do Metal produzido no nosso continente é fácil dizer que temos uma cena extremamente intensa que merece cada vez mais reconhecimento. 

Tratando-se de Metal Negro venho apresentar a banda Equatoriana Eutanos, que possui uma sonoridade que transita do Black, Death e até Grindcore, além de letras que unem erotismo a blasfêmia.



Formada em Quito, no ano de 2003, a horda passou por diversas mudanças de formação, sendo que atualmente é composta por: Roberto Hutardo (guitarras), German Mora (Baixo), James Peterson (Vocal), David Tomaselli (bateria) e David Armas (guitarra). O nome Eutanos faz uma referência a Eutanásia, como a banda define, a "boa morte", sendo que, na raiz desse nome eles definem todo o ódio contra o cristianismo e aos discursos moralistas que comandam a sociedade.

O primeiro debut da banda foi lançado no ano de 2006, “Lo Que Te Lleva A la Muerte” apresentando a proposta de uma sonoridade voltada para o Black Metal mas com elementos Heavy e Thrash. Porém, o grande ápice da banda vem com “Majesta Sancta Frigoriis Exterminum”, trabalho lançado em 2011, que além de ter uma capa bizarra produzida por Luigi Stornaiolo, que entre outros feitos conseguiu ser censurada na Nova Zelândia, possui letras insanas como Cielo...Infierno e CristiANO.

Depois de algumas apresentações pelo Brasil incluindo o festival Zoombie Ritual em Santa Catarina os músicos fizeram amizade com a horda Coldblood e dessa parceria saiu o split “Vladishattvas Black Fire Devotion entre as musicas desse split destaco a parceria entre as duas bandas com a faixa: Satânico pra Caralho.



Sentindo falta de um lançamento completo em 2014 a banda lançou o registro "Satan god", o título em inglês já demostrava uma mudança na banda que nas outras vezes cantava em espanhol porém, se o idioma mudou, o mesmo não pode ser dito da proposta, que continua com os pés cravados no Metal Extremo e letras cada vez mais ácidas como "One Thousand Headed" e "Goddess Cum”. 

Sem dúvida uma banda que irá afastar os mais moralistas, e não acostumados com o metal negro, porém se a proposta da Eutanos te atraiu, segue um link (disponibilizado pela horda) da coletânea "13 Cthullhu", que resume a trajetória desses maníacos equatorianos.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário