Feminismo na música: Charlotte Matou um Cara #6

Depois de alguns meses sem trazermos esta Coluna, nesta quinta-feira vamos dar destaque às meninas que vêm ganhando espaço na cena underground da Charlotte Matou um Cara.



Charlotte Matou um Cara é uma banda punk feminina formada em agosto de 2015 em São Paulo/SP e tem como integrantes Andrea nos gritos, Dori na bateria, Camis no baixo e Nina na guitarra. 

Suas maiores influências musicais e ideológicas vêm do movimento punk riot girl, do feminismo interseccional e dos movimentos antifascismo e anti-homofobia.


O som é punk cru, gritado, rápido e de mensagem clara. As letras abordam temas como homofobia, machismo, fascismo, e a intervenção da igreja e do Estado sobre o corpo das mulheres e são um levante a qualquer forma de opressão. Os covers homenageiam bandas importantes da cena punk feminina como Bikini Kill, Mercenárias e Bulimia e fazem versões trocando letras de músicas como a dos Stooges, que vira “I dont wanna be your dog” e de Valesca, “Tá pra nascer homem que vai mandar em mim”.

O nome da banda faz referencia à Charlotte Corday, que matou Jean-Paul Marat durante a Revolução Francesa. Para ouvir e baixar gratuitamente nosso disco: https://charlottematouumcara.bandcamp.com/


ACOMPANHE AS BANDAS NAS REDES SOCIAIS



← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário