Radiohead: artistas de todo Brasil se juntam em álbum coletivo em homenagem ao Radiohead

Poucas bandas foram mais influentes para a cultura pop nos últimos 25 anos que o Radiohead. Suas canções formaram parte da atual geração de artistas. Agora, um grupo multifacetado de artistas de diversas regiões do Brasil se une no projeto RAINDOWN, que recria 14 faixas de diferentes momentos da carreira da banda inglesa. O projeto está disponível para audição nas plataformas de música digital.



Ainda sob o efeito da nova passagem da banda pelo Brasil, o projeto começou a ser imaginado em 2009, quando o Radiohead fez sua primeira turnê sulamericana. Agora os amigos Gabriel Martins, que assina o projeto Filler, e Helder Dutra, que inicia seu projeto-solo Frater Dutra, decidem reviver uma ideia que tiveram há quase uma década:

"Tentamos organizar a coletânea em 2009 pela comunidade do Orkut Radiohead Brasil (RHBR), mas na época não deu muito certo. Agora com a volta da banda ao país, a ideia foi revivida, somando ao fato de que muitos dos músicos que idealizaram o projeto hoje em dia são mais experientes, possuem carreiras e maior facilidade para gravação e produção", conta Gabriel.


Com músicos de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná, RAINDOWN é um apanhado multifacetado, repleto de leituras muito distintas das canções da banda britânica. Das levadas suaves do violão de Dead Ice à versão krautrock da Goldenloki, a coletânea se inicia com o indie/pop da leitura de Frater Dutra, passa pelo clima tenso e sombrio de Funeral Wounds, fecha com a versão totalmente instrumental do compositor carioca Martins. 


"Queríamos fazer o projeto com membros da comunidade, como o Gabriel Lana (Dead Ice) e o Felipe Neiva. Com a consolidação da ideia, decidimos convidar para o projeto outros músicos amigos que fizemos ao longo de nossas jornadas. Os critérios eram basicamente dois: a qualidade dos músicos e ser fã de Radiohead”, continua Gabriel Martins.

Cada artista da coletânea se entende como fã e reconhece a força que o Radiohead teve em sua formação musical. Em RAINDOWN, eles refletem essas influências recriando ao seu modo as canções da banda. O resultado é um punhado de reinvenções, exercícios criativos sobre um trabalho artístico que, por si só, já instiga experimento, o novo, a mistura.

Tudo na coletânea foi feito pelo próprio grupo: é Chris Kuntz, da Goldenloki, quem assina a masterização das faixas. A obra que ilustra a capa é de Erik Baptista, que toca "Nude" no conjunto. O design gráfico é de Victor Meira, das bandas Bratislava e Godasadog e que recriou “Daydreaming”. 


A coletânea RAINDOWN é lançada pelo selo de música independente Paracelso Records (Rio de Janeiro/Brasil). Criado em 2016, o selo já lançou trabalhos de Orchestra Binária, Martins e Santos. Em 2018, além da homenagem ao Radiohead, o selo tem previsão de lançamento do disco de estréia de Frater Dutra (Rio de Janeiro), o novo trabalho da Dead Ice (São Paulo), single de Ruthe Maciel (Bahia) além do primeiro volume de "The Unauthorized Paracelso Soundtracks", série de trilhas sonoras não autorizadas para filmes em domínio público.




Ouça “RAINDOWN”:


Tracklist:
01 - Frater Dutra - Give up the Ghost
02 - Lemoskine - The National Anthem
03 - Filler - Identikit 
04 - Cellardoor - Where I End and You Begin
05 - Victor Meira - Daydreaming
06 - Varney - Motion Picture Soundtrack
07 - Erik Baptista e Matheus Fleming - Nude
08 - Jardim America - Decks Dark
09 - Dead Ice - Spectre
10 - Goldenloki - Ful Stop
11 - Funeral Wounds - Last Flowers
12 - Neiva - A Wolf at the Door
13 - Arlanda - Creep
14 - Arthur Martins - Airbag

Fonte: Build Up Media
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário