Especial Copa do Mundo 2018: Bandas de Cada Nação (Grupo G)

Em homenagem a Copa do Mundo de 2018, buscamos, para cada um dos 32 países participante, uma banda de Metal que imprime sua cultura local em seu som, para que o mundo todo possa conhecer suas raízes, seus ritmos, suas línguas e suas verdadeiras influências. Com vocês: Bandas de Cada Nação.




Grupo G
Bélgica

Pra começar, o que conhecemos como cultura belga? Quais tradições e lendas são provenientes do país que tem uma das seleções que é forte candidata a erguer a taça da Copa do Mundo? O que sabemos é que, assim como mencionei na Suíça, a Bélgica não tem de fato um idioma único, sendo adotado o francês, holandês e alemão como línguas oficiais. No entanto, depois de pesquisar um pouco, me recordei da cultura flamenga no país, que contrastou com a cultura francófona na questão de supremacia cultural na Bélgica (germânica e holandesa x francesa), então, possivelmente encontraria alguma banda que fosse de encontro a essa temática. Galg & Vuurdood é proveniente da região flamenga, e por isso incorpora a seu black metal o conceito das antigas histórias de sua terra. Existe pouco material da horda nas redes de streaming mais populares, mas há registros de Galg & Vuurdood estar na ativa desde 2005 e com um EP lançado em 2017, que dá nome a faixa presente abaixo:




Inglaterra

A Inglaterra é o berço do Metal e do futebol, mas se há dúvidas recorrentes sobre a qualidade da seleção inglesa nos campos (que venceu apenas um Mundial, em 1966), também há a certeza de que é de lá que veio e ainda vem as principais bandas de nosso amado gênero musical. De Deep Purple a DragonForce, bandas que cravaram hinos eternos em diversas ramificações do Metal e são parte crucial dessa história. Então, posso afirmar que o Heavy Metal faz parte da história da Inglaterra, então vamos deixar de lado o conceito que estávamos defendendo aqui até então, por que provavelmente iríamos parar em outra banda de Folk Metal cantando sobre medievalismo. Vamos para o clássico, para a origem sinistra daquilo que chamamos de Metal: Black Sabbath, o gigante e inquestionável pai da musicalidade das trevas. Aliás, de certa forma, a temática obscura sobre bruxaria, ocultismo e magia negra tem influências no passado do país do Reino Unido, que teve capítulos com presença desses elementos. Enfim, no demais, Black Sabbath dispensa apresentações, certo? Então, apenas dê play e mergulhe na sombria faixa que abre o disco que é considerado um dos pioneiros do Heavy Metal.



Panamá

Se fomos até o passado do futebol e do Metal, vamos até os novos tempos agora. Uma seleção estreante, que marcou seu primeiro gol em Copas do Mundo justamente contra a Inglaterra, e mesmo após sofrer seis gols comemorou como um título. O reflexo do Metal atual, onde mesmo tendo gigantes dominando o imaginário popular, conquista, de passo em passo, espaço no cenário mundial, e cada feito é comemorado amplamente. Uma banda para eu poder usar como representação disso é Gran Diablo, formada em 2017 e com um pequeno EP de duas músicas lançado, mas com uma sonoridade gigantesca e impactante. A banda aborda o impacto do mundo externo na cultura panamenha, utilizando recursos clássicos do Metal clássico com maestria, o que mostra que a banda tem categoria para bater de frente com muitas bandas mais conceituadas por aí a fora. Gran Diablo é um grande achado e traz o puro ar da renovação de nossos conceitos.



Tunísia

Se no futebol o país árabe não é uma potencia e não possui jogadores de grande renome, no Metal eles possuem um representante de peso: Myrath. A banda cumpre extremamente a tarefa de levar suas raízes e origens além das fronteiras do país africano, com um som progressivo e melódico de extremo bom gosto, composto por músicos virtuosos e engajados com a cultura local. O sangue e ritmo árabe fica bem presente nos elementos que complementam a musicalidade de Myrath, sendo bem cativante e convidando a conhecer mais da banda, que faz disputa forte frente as demais mencionadas nesse grupo de peso.


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário