Cobertura: Abatter & Válvera (Caverna Kilmister)

Há um tempo atrás na cidade de Tubarão, não existiam bares onde o foco principal era o Rock n' Roll, tínhamos pouquíssimos lugares para frequentar e muitas vezes o rolê era convidar os amigos para tomar uma gelada em casa e curtir uma boa música. Foi então que surgiu uma luz para o nosso público, pois baseando-se nessa deficiência, os amigos e sócios (André, Fabrício e Sérgio) abriram a Caverna Kilmister rock bar, com o intuito de oferecer espaço para bandas autorais/underground.




Desde então, com parcerias formadas, os caras veem trazendo excelentes bandas regionais e até mesmo internacionais que vão do Blues ao Metal Extremo, sem dúvida está fortalecendo muito a "cena" na região pois eventos estão rolando a reviria e o lugar é a cara do Underground! O bar como o próprio nome ja diz, referencia-se ao frontman da lendária banda Motörhead, com toda decoração inspirada no nosso senhor Lemmy Kilmister.

A cerva estava trincando e flashes tattoo rolando pelo tatuador Bruno Fernandes que vem demonstrando um excelente trabalho na arte dos rabiscos. Poucas pessoas compareceram e quem não foi perdeu um exímio evento. Quem estava lá curtiu a noite toda, pois as bandas Abatter (SC) e Válvera (SP) foram surpreendentes e inovadoras.

ABATTER


Iniciando com a pergunta feita pelo guitarrista Wellington Rodrigues ,Você já ouviu ZZ Top com blast beat?”. Abatter foi a primeira banda a se apresentar, denominados pelo gênero Brutal Rock, os caras já entraram “carneando” literalmente o público presente com temáticas sangrentas e canções  violentas. Eles misturam suas influências do Blues ao Metal, e o resultado disso ficou incrível, também deixam claro que não existe barreira quando o assunto é música. Uma apresentação autêntica que iniciou com Purple Haze de Jimmy Hendrix, executado de um jeito muito agressivo e finalizando com Black Metal da banda Venom. Abatter é uma banda criativa que não se limita a rótulos e aguardaremos ansiosamente o lançamento do CD em Outubro de 2018.

VÁLVERA


Após a carnificina poética da Abatter, era vez da Válvera encerrar a noite. Não sendo uma banda de fácil rotulação, apesar do Heavy Metal ser o elemento mais predominante, a banda demonstrou um excelente trabalho musical e também num contexto geral, toda a parte artística. Dessa forma eles estão conquistando cada vez mais espaço e reconhecimento do público amante do Metal. Apresentaram canções muito bem executadas e cadenciadas levando o vocal a pairar naturalmente pelas melodias empregadas. É perceptível que ao vivo o som soa mais pesado pois os caras descem o braço nos riffs fazendo a galera bater cabeça e formar “moshs” involuntariamente. Destaque para a música “Demons of War” que incendiou a casa, e “The traveller”, ambas do novo álbum Back to Hell.  A banda representará o metal brazuca na europa em novembro deste ano.

O evento não deixou a desejar mesmo com pouco público, agradecemos aos organizadores por manterem o profissionalismo admirável, as bandas Abatter e Válvera pelo desempenho extraordinário e esperamos vê-los  novamente destruindo a cabeça dos ouvintes!
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário