Resenha: Dark Victory Day - Obscurity Vision (2017)

Obscuro, brutal e criativo. Nunca consegui digerir muito bem o Black Metal, e sinceramente, tinha (e muitas vezes ainda tenho) um pé atrás com o Death Metal, confesso que não é algo que ouço muito e quando tiro para ouvir é pelo fato de uma banda ter me chamado a atenção, é o caso da Obscurity Vision.




Já começa pela forma da entrega do material, deixo claro minha admiração pelos irmãos Luiz Rodriguez e João Rodriguez. Em um desses encontros "de bailinho headbanger", o Luiz veio me cumprimentar, como bons amigos tivemos uma conversa bacana e do nada para minha surpresa, o mesmo me entrega um disco afirmando que eu merecia tal presente e disse que ficaria feliz se eu ouvisse e opinasse em uma futura resenha, ou melhor, nessa resenha. Primeiro grande ponto forte da banda, humildade e simpatia. 

Quando tenho que ouvir uma vertente na qual tenho medo de opinar, por não ouvir tanto, eu me desligo do mundo, coloco o disco no som e abro uma cerveja, degusto ambos com muita vontade (as vezes mais a cerveja), mas nesse caso, consegui sugar toda a sonoridade brutal e massacrante que a Obscurity Vision apresentou.

Cientes que a produção foi no estúdio "A Todo Volume", estúdio do guitarra e um dos cabeças da banda, Luiz Rodriguez. Porém, faltou um pouco de atenção nos volumes que alternaram um pouco dentro do disco. Em alguns casos a bateria cobriu todo o vocal e em outros casos o inverso aconteceu. Porém, destaco a qualidade das guitarras em todo o CD, pois, o jogo de riffs e o duelo de guitarras foram bem cruciais para que o trabalho obtivesse um resultado impressionante.

Após uma critica sobre a produção, quero destacar (também) a garra e força de vontade da banda, além de ser uma das pouquíssimas bandas de Black / Death Metal da região, investem no lema "faça você mesmo" e trazem um disco que está sendo distribuido nacionalmente pelos quatro cantos do país, totalmente produzido por sua conta e nunca desistiram de seus objetivos.


FORMAÇÃO
Luiz Rodriguez – guitarra
João Rodriguez – guitarra
Rafael Vicente – vocal
Luiz Trentin – bateria

TRACKLIST
01) JE.RAE (Intro)
02) Living A Suicidal Dream
03) Obscurity Creation
04) Benefit Of Evil
05) Dark Victory Day
06) Apodrecendo
07) Slow Agony
08) I Can See
09) The Silence Is Painful
10) Sick Minds
11) Violência
12) Black Funeral
13) Dark Truth (Storm Prelude)
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

Um comentário: