Resenha: Live Thorhammerfest - Pagan Throne (2017)

O intuito desta resenha não é analisar suas músicas ou o disco em si, pois é uma gravação ao vivo e suas canções já são partes integrantes de outros álbuns. Mas, apresentar a banda, que acompanho há algum tempo, e, apesar de não virem muito para o sul, tive o prazer e honra de apreciar sua apresentação no saudoso Overground Roots (Ascurra/2016).

Live Thorhammerfest - Pagan Throne (2017)


Mas já que puxei a brasa, vamos falar um pouco do disco. Se tinha um evento para se gravar ao vivo, sem sombra de dúvidas, Thorhammerfest, tido hoje como um dos maiores ícones no que concerne à reunião de bandas deste gênero, foi a melhor escolha. 

Este trabalho, recentemente disponibilizado em sua versão física (22/08/2018), na verdade é um dual contendo CD + DVD com duas faixas bônus dos clipes Rites of War (Swords of Blood/2015) muito bem produzido, diga-se de passagem e Paths of Shadows do mesmo álbum. 


DADOS TÉCNICOS
Produção, Mixagem e Masterização: Thiago Freitas no THAF Studios
Imagens: Produzido e Editado por HK Studio Design 
Gravação: Marcos Paulo Maciente Martinez Studio Prisco
Lançamento: Eternal Hatred Records e Pagan Produções
Distribuição: Voice Music

FORMAÇÃO (PAGAN THRONE - LIVE THORHAMMERFEST)
Rodrigo Garm (vocal)
Renan Guerra (guitarra)
Eddie Torres (baixo)
Alexandre Daemortiis (bateria)
Bruno Hage (teclados)

TRACKLIST CD / DVD
01) Invasion
02) Swords of Blood
03) Rites of War
04) Fallen Heroes
05) Beast of the Sea
06) Path of Shadows

DVD BÔNUS
Rites of War (Clipe oficial)
Path of Shadows (Clipe oficial)


Voltando à banda, que de 1998 a 2004 se chamara Bloodythiirsty, mudou seu nome para Pagan Throne no ano seguinte ao lançamento do seu EP homônimo, com algumas alterações, mantém a linha temática nas suas composições de paganismo sobre batalhas,  mitos e rituais. E musicalidade que hoje conta com passagens de guitarra que marcam o estilo, vocal gutural agressivo e imponente, baixo bem delineado, bateria marcante e presente e uma densidade notável de teclados compõe a sonoridade brutal e épica de Pagan Throne.

Então, fica a minha indicação para quem não conhece o trabalho desta banda que carrega a palavra sanguinária das suas batalhas e entoa suas vitórias pelos quatro ventos.

FORMAÇÃO
Rodrigo Garm (vocal)
Thiago Amorim (baixo)
Thiago Freitas (guitarra)
Alexandre Daemortiis (bateria)
Bruno Hage (teclados)

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário