Vidaincerta: Setembro amarelo inspira disco de estreia

Com nove faixas, o álbum tem influências do trap ao R&B



O ex vocalista da banda Analisando Sara, Gilberto Junior, agora mais conhecido como  Vidaincerta,acabou de lançar o seu álbum de estreia. Intitulado Pessoa Tóxica, o disco aborda a depressão e faz alusão à campanha Setembro Amarelo. Produzido pelo beatmaker Sérgio Kamada (Emmercia), o trabalho foi masterizado por Rafael Ditolvo. 

O artista é natural de Santos e o disco é influenciado por gêneros como trap, pop e R&B, vertentes completamente distintas da Analisando Sara - que obteve destaque no cenário independente tocando rock entre 2006 e 2016. Pré-produzido pelo vocalista e guitarrista Yago Jacques (Atlante), o trabalho conta com nove faixas ao todo.

Vidaincerta afirma que a doença afetou a sua relação com amigos e familiares. “As pessoas que conviveram comigo tiveram de lidar com o meu pior lado. A depressão me fazia  ter uma toxicidade que fugia do meu controle. Ninguém se sente triste ou retraído porque quer ficar desta forma”.

Segundo o músico, o álbum traz uma mensagem positiva, mesmo falando sobre este tema. Para ele, “ao longo do trabalho, tento dizer o que aprendi entre os erros e acertos que obtive. Hoje tenho consciência do quanto fui tóxico e da forma como perdi o controle da minha vida”, ressaltou.

O disco Pessoa Tóxica já está disponível entre as principais plataformas de streaming, tais como Spotify, Deezer e iTunes. Escute-o na íntegra pelo link: https://spoti.fi/2QzJjLj.


Fonte: Pablo Mello 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário