Topfive: mulheres no underground #6

Bom momento headbangers e amantes do underground! O topfive formado apenas por bandas com integrantes femininas volta à cena pela sexta vez, para apresentar a todos mais bandas em que as mulheres possuam voz, ritmo e participação, colocando a representatividade feminina dentro da música underground por todo o país. Hoje a seleção só tem peso do início ao fim, confira:



01) Fire Strike – São Paulo/SP

Fire Strike é uma banda de Heavy Metal de São Paulo que toca o metal no seu estilo mais clássico, sem firulas, com peso e melodia. Com Aline dominando os vocais e os palcos com carisma e técnica apurada, a banda possui o objetivo de levantar a bandeira do metal por onde vão. Com influencias dos grandes deuses do estilo, como Judas Priest, Iron Maiden, Accept, Saxon, entre outros, a banda destila o mais puro metal pesado em suas composições. Fire Strike é: Aline (Vocais), Lude D. Couto (Guitarra), Hellywild (Guitarra), Gabriel (Baixo), Alan Caçador (Bateria).



02) Crucifixion BR – Rio Grande/RS

Crucifixion BR é um power trio de Blackened Death Metal, com mais de vinte anos de estrada. Atualmente é formado por Marcio Guterres (Lord Grave) nos vocais e guitarra, Beto Factus no baixo e com a grande Juliana “Dark Moon” Novo na bateria. Mais incomum que mulheres em bandas de metal é uma mulher baterista, porém Juliana se mostra extremamente versátil e com uma pegada pesadíssima para soltar as marteladas e mostrar que a banda não brinca nos palcos e nos discos. 



03) Miasthenia – Brasília/DF

Surgida em 1994, Miasthenia é outra banda bastante experiente da cena underground brasileira e que conta com uma representante feminina entre seus membros. A banda é liderada por Susane Hécate (vocal/teclado) e Thormianak (guitarras/baixo) e toca um Extreme Pagan Metal poderoso com letras em português e temática voltada para a história e mitologia pré-colombiana. No momento a banda segue realizando shows e compondo novas músicas junto ao novo baterista Nygrom.



04) Vocífera – Recife/PE

Temos aqui uma banda formada no ano de 2011 somente por garotas, que fazem um Death/Thrash Metal de extrema qualidade e peso. Destaque para o vocal gutural da excelente Ray Torres que flutua entre o agudo e o grave com imensa técnica. Com grandes influencias das bandas clássicas do Death Metal como Obtuary e também do Thrash, como Destruction, o quinteto tem uma pegada muito forte.
Vocífera é: Ray Torres (vocais), Erika Mota (guitarra), Lidiane Pereira (guitarra), Eveline Torres (Baixo), Marcella Tiné (bateria).



05) Vultorn – Curitibanos/SC

E como não poderia faltar, temos aqui nossa representante catarinense. A Vultorn foi fundada no ano de 2012 sob o nome Manfecto, alterando para o nome atual no ano de 2015. O estilo do power trio é o Thrash Metal Old School, com grandes influencias do Thrash alemão, como Sodom e Kreator. A representante feminina é a baixista Julia Goetten Wagner, que demonstra toda sua técnica nas cinco cordas.
Vultorn é: Luciano Magagnin (vocais e guitarra), Julia Goetten Wagner (baixo) e Rubens Toscan (bateria).



← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário