Viletale: "A Treatless October" é a trilha sonora do Halloween

 A Viletale de Blumenau/SC desde sua fundação, busca sempre trazer uma sonoridade diferenciada e sempre inspirada no Horror Metal. Suas temáticas são baseadas em histórias de terror, seja literário ou cinematográfico. Com todas essas informações, será que o Halloween passaria despercebido? Não para uma banda que leva a sério sua temática.

 

Lançada no último sábado (20), a música "A Treatless October" é algo que claramente homenageia os compositores de clássicos do terror, aquele que até os dias atuais, levemente inspira os músicos a escreverem essa letra que imparcialmente inclui referências como: A Hora do Pesadelo, O Exorcista, Drácula, It-A Coisa, Sexta-feira 13, A Noite dos Mortos Vivos, Goosehumps, Tubarão e claro, Halloween. Porém, as refêrencias não estão apenas presentes na letra e sim, também nos riffs e na melodia desta música.

Com a ideia de continuidade da "A Giftless December", a Viletale sempre procurou trabalhar com diversas roupagens musicais dentro do Metal, e encontrando que essa pode ser uma forma paralela de trabalhar com sua sonoridade. O vocalista e guitarrista Bruno Jankas, comenta sobre:

"Provavelmente teremos um projeto dentro da Viletale que é mais sóbrio e doentio, tratando de horrores literários e cinematográficos - e outro que seja mais cômico e ainda mais autoral, na qual buscamos em criar situações para trabalhar músicas em cima e seja algo menos formal e ainda assim com a nossa cara. Não vimos nenhuma banda seguindo ainda esse roteiro e estamos dispostos a fazer isso."

A letra de "Treatless October" é sobre uma garota que é possuída por algum demônio. Porém, quando ela é exorcizada a alma dela vai parar em diferentes dimensões, cujas estas são reflexos da memória de filmes de terror que ela já tenha assistido. Além de tudo isso, esta música é também uma ligação com o próximo álbum dos catarinenses, que começa desde já, dando um gostinho de quero mais. 


A Viletale também anuncia que "A Treatless October" não fará parte do próximo disco, pois não encaixa com a temática buscada para o mesmo. Porém, a banda utiliza dessa música para preparar os ouvintes para algo ainda mais insano, brutal e de qualidade superior.

A gravação e produção ficou por conta do José Fernando Metzger, do Estúdio Sonority. A ilustração da cover art ficou por conta do Diego Xavier de Curitiba/PR. O lyric video ficou por conta e produção da Viletale.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário