Nudz: EP "The Watcher" demonstra músicas com sentimentos pessoais

Durante despretensiosas sessões de estúdio, os músicos soltavam suas frustrações e ansiedades até sentirem uma verdadeira nudez de espírito. Foi a partir dessa força inicial que surgiu Nudz, novo nome da cena mineira que lança seu primeiro EP. Intitulado “The Watcher”, o trabalho está disponível nas plataformas de música digital e ganha um clipe para o single “Occasional Mistake”.


A banda é formada por Aldrin Salles (bateria e vocal de apoio), Felipe Valente (baixo), Filipe Dutra (vocal e guitarra) e Fred Chamone (guitarra e vocal de apoio). A Nudz começou a ser formada em 2017, a partir de jams realizadas por Aldrin e Chamone em estúdio.

“Nós fazíamos aquilo despretensiosamente, pensando só em expurgar pra fora do corpo todos os nossos demônios. O som foi ganhando cada vez mais carga sentimental, o que nos fez considerar fazer daquilo uma banda de verdade”, reflete Salles.

A banda passou o ano de 2018 solidificando sua formação e criando seu primeiro EP, “The Watcher”. O trabalho foi produzido por Fred Chamone no Studio Independente, lar daquelas sessões primordiais.

"Esse EP representa uma nova era na vida de cada integrante da banda. Essa é, além de uma realização profissional, uma realização pessoal. Todos estamos aqui representados de corpo e alma e isso é importante demais para a manutenção da saúde mental/espiritual coletiva da Nudz”, conta Aldrin, que também é baterista da banda KKFOS.

Junto do EP, a Nudz lança o clipe de "Occasional Mistake", dirigido por Bruno Paraguay, da banda Eminence. O vídeo traz a banda em estúdio simulando a experiência vibrante e de entrega que inspirou o projeto desde o começo. “The Watcher” está disponível em todas as plataformas de música digital.

Ouça “The Watcher”: http://bit.ly/TheWatcherEP

Veja “Occasional Mistake”: https://youtu.be/WKiQGvsoYH8

Ficha Técnica:

Gravação, edição, mixagem, masterização e direção musical: Fred Chamone (Studio Independente - www.studioindependente.com)

Guitarras e synths em todas as músicas: Fred Chamone
Contrabaixo em “Time For Recreation”: Fred Chamone
Contrabaixo em “Choices” e “The Watcher”: Leo Quintão
Contrabaixo em  “Occasional Mistake” e “My Sexual Tool” e “ZRT 3022”: Felipe Valente
Bateria em todas as faixas: Aldrin Salles
Violão e shaker em Choices (Intro): Fred Chamone
Vocais em todas as faixas: Filipe Dutra (Black Label)
Backing vocals em “The Watcher” e ”Time For Recreation”: Fred Chamone
Backing vocals em “Choices” e “My Sexual Tool” e “ZRT 3022”: Filipe Dutra
Making of: Felipe Prado
Consultoria técnica (bateria) e assistência em “The Watcher”, “Time for Recreation” e “Choices”: Saulo Ferrari

Bateria de “ZRT-3022” gravada ao vivo (por Aldrin Salles)  no “Ensaio Aberto NUDZ/ISSO” evento que aconteceu no Studio Independente em dezembro de 2018.

Faixa-a-faixa:

“ZRT – 3022”

É o prelúdio do EP. Esse código se refere a etiqueta que estará escrita, na maca de hospital de um personagem do roteiro do clipe de “Time For Recreation”, que será lançado em breve.

“Time For Recreation”

Essa música caminha entre o nu metal, o stoner e o post-grunge. A letra fala sobre ter um estilo de vida fora do convencional, regado a exageros, arrependimentos, agonias, e estados alterados de consciência.

“Choices”

Essa música podia nem ter existido isso porque o Chamone fez uns esboços da harmonia em 2017, gravou no celular e esqueceu completamente. Depois de meses ouviu os esboços e ficou surpreso. A letra fala de uma lição de vida, de escolhas, de não se arrepender, de ser livre, de transcender, de encontrar Deus. Fala de amor, de apego, de afeto.

“Occasional Mistake”

Foi um dos primeiros temas das jam sessions entre Chamone e Aldrin. O riff do verso foi desenvolvido em ensaios e fez a coisa ficar mais pesada e limpa. Espaços vazios foram incluídos nas guitarras e baixos do refrão, para aumentar o impacto e fazer a música “respirar” mais, valorizando a bateria. A letra fala sobre libertação, realização desafios, escolhas e possui tema confessional.

“My Sexual Tool”

É uma espécie de funk, nu metal “pula pula”, a mais groovada do EP. O refrão leva para a maldade stoner, e o riff de ponte é um dos riffs mais empolgantes do EP. A letra fala de sexo e submissão.

“The Watcher”

A música mais stoner do EP.  Ela é densa, sombria, e fala sobre ser vigiado, controlado,  aquela coisa meio “Black Mirror”, ela fala sobre carma, sobre a cultura “olho por olho”.  Os riffs foram gravados por uma Fender Jazzmaster o que produziu harmônicos misteriosos no riff do fim. O final tem influência do final de “I want you”, dos Beatles. O solo noise do final é doentio e refletem problemas de saúde que Frederico Chamone teve em 2017/2018 (asma crônica).


 
NUDZ é:
Aldrin Salles (bateria e vocal de apoio)
Felipe Valente (baixo)
Filipe Dutra (vocal e guitarra)
Fred Chamone (guitarra e vocal de apoio)

SIGA NUDZ:
Instagram: @nudzofficial
Facebook: https://www.facebook.com/nudzofficial/

Fonte: Build Up Media
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário