#18 - De músico para músico: Caixa da banda, como administrar e usar?

É hora de falar de uma das coisas mais importantes (e essenciais) dentro de uma banda. O caixa. Uma das coisas que melhor precisa ser administrado e sempre com paciência e inteligência e por isso, hoje o "De músico para músico" fala sobre isso, confira:




Como proceder com entrada e saída de grana? Pode parecer engraçado que uma banda que gera uma receita na maioria das vezes pequena,  possa gerar problemas até maiores do que em algumas empresas.




Então a situação é uma banda pequena, que faz eventos regularmente e que ensaia semanalmente.




O número de integrantes não importa demais, mas o importante é que todos estão investindo por igual. Tudo dividido ali, na base da calculadora, certinho pra não dar problema!




Primeiro ponto: Montar uma planilha em qualquer aplicativo de qualquer plataforma com as entradas e saídas da banda.




Isso é vital em diversos níveis. Segue exemplo




Data/Motivo da saída/Valor da saída/Investimento do fulano/invest. do ciclano / invest do beltrano / data /motivo da entrada / pra onde a grana vai




Esse cabeçalho de planilha aí pode variar, mas nesse exemplo com uma fórmula básica de soma a banda pode ter em números claros quanto investiu, quanto gastou e exatamente quem e onde.




Feito isso, o problema inicial é: Quem será o caixa?  (se tiver líder, já sabe!)




Conta em banco pode ser muito útil mas também pode ser outro gasto, dependendo do tipo de conta aberta.




Vantagens: Controle, Recebimento mais sério, Recibos, aplicativo com informações.

Desvantagens: Custos, não ter o dinheiro na mão, burocracia, precisar ir até a agência para qualquer movimentação extra.



Ou, num cenário padrão, um dos integrantes é eleito para guardar o dinheiro.




Em qualquer situação, o controle precisa ser geral e não de quem controla a conta bancária ou o dinheiro vivo.




A administração desse dinheiro precisa ser diretamente conectada com a utilização dele. 




Vamos listar entradas e saídas:




ENTRADA 

- Show
- Venda de cd
- Venda de camiseta
- Venda de outro tipo de merchan
- Crowdfunding



SAÍDA

- Ensaio
- Estrada/Locomoção
- Merchan
- Estacionamento
- Gravações de áudio ou vídeo
- Fotografia
- Instrumentos que a banda se propõe a comprar



As possibilidades de gasto são infinitas, mas as de recebimento nem tanto.




A banda precisa ter consciência de que a entrada pode ser menor que a saída e que assim, o excedente deverá ser dividido.




Dicas:




- Evitar usar dinheiro de entrada para pagar ensaio. 

 É comum pagar ensaio mensalmente e isso vira rotina. Não misturar a grana de shows e afins pode fazer o dinheiro render mais.



- Não comprar cachaça com grana de show.

 Precisa mesmo explicar?



- Não envolver gastos pessoais com a banda.

 Esse é perigoso, mas quando acontece pode ser bem destrutivo.



- Ter controle das vendas é fundamental.

 Controlem exatamente cada venda, por menor que seja. Saiu produto? Marca na planilha!



Com isso sua banda deverá manter um dinheiro de entrada bem empregado, manter o fluxo de caixa com entradas e saídas consistentes e o melhor de tudo:Ter um pouco menos de gastos com dinheiro pessoal.




Sempre que um integrante entra ou sai, a questão financeira deverá ser conversada, explicada, mostrada e sempre manter às claras o que está acontecendo.




O controle não só ajuda numa situação de proposta como também para evitar uma futura desavença por conta de valores.




Bora faturar! 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário