20 agosto, 2019

Resenha: Macabre Sentence - Suffocation of Soul (2018)

Suffocation of Soul está na estrada há mais de dez anos, e conta com cinco trabalhos lançados e turnê pela Europa. Pode parecer incrível, mas mesmo com todo esse currículo a banda ainda é pouco conhecida na cena nacional. Pois bem, Macabre Sentence vem mudar tal cenário, pois estamos diante de um EP que deixa muitos full de bandas gringas no chinelo. Feito para quem aprecia metal tocado com agressividade técnica e muita competência.



A banda vem da cena baiana e não faz menor questão de esconder suas influências do Thrash Metal Old School, então prepare-se para palhetadas precisas, solos urgentes e cozinha em velocidade empolgante, que contam com uma mixagem bem orgânica deixando todos os instrumentos bem audíveis.

Gravaram esse material André Costa (vocal/baixo), Maurício Sousa (guitarra), Tarcísio Correia (guitarra) e Marlon Pacheco (bateria), que se inicia com uma citação do francês Charles-Camille Saint-Saëns presente na obra "Dance Macabre", e logo temos "Crimes Behind the Influence”, note a mudança de andamento ao longo da faixa é empolgante, "Lifeinvader" mantem a pegada impossível não entrar em estagio de bangear sem parar.

Mostrando um caminho que pode seguir a banda apresenta nos sons “We Live in Pandemonium” e "The Perpetual Lie”, influências de |Hardcore devido a velocidade e Heavy Tradicional pelos timbres e solos).

Se Impios fecha o trabalho deixando a sensação de quero mais impossível não citar Dead Paradise como uma futuro hino da banda disparada a minha favorita canção do trabalho.

Sendo um EP é uma amostra do que a banda está produzindo ficamos ansiosos para saber o que a Suffocation of Soul irá nos apresentar no futuro.

Material enviado pela Sangue Frio Produções


TRACKLIST
01) Crimes Behind the Influence
02) Lifeinvader
03) We Live in Pandemonium
04) The Perpetual Lie
05) Dead Paradise
06) Impios

FORMAÇÃO
André Costa - vocal e baixo
Maurício Sousa - guitarra
Tarcísio Correia - guitarra
Marlon Pacheco - bateria