29 outubro, 2019

Resenha: Manual Prático do Brasil - Khorium (2018)

Vivemos em tempos de intolerância, seja lá qual for o motivo. Queremos que nos ouçam, mas não queremos ouvir. Os tempos estão difíceis, raramente encontramos alguém com mente aberta, quem não precisa expor seus ideias de forma agressiva e ignorante, e por isso, tiramos o chapéu para quem faz isso como a Khorium, em forma de arte.




Ouvi várias vezes o disco "Manual Prático do Brasil", que inclusive é o EP de estreia da Khorium. Consegui identificar vários pontos interessantes, como por exemplo a mistura entre Rap, Metal e uma pegada Rock 'n Roll também. As letras todas em Português, não é cerimônia, o nome do disco já dá um gostinho do que é abordado dentro do EP.

A capa chama a atenção pelo fantoche (coordenado por fios) sendo controlado por alguma pessoa de terno, parece agressivo, mas na verdade é bem atual e verdadeiro. Para falar a verdade, o que eu mais gosto da Khorium nesse EP de estreia, é que não fazem música para agradar, fazem com dedo na ferida para ver literalmente o "circo pegar fogo". Protesto em forma de música, se posicionam fortemente sem ficar em cima do  muro.

Algumas pequenas falhas na mixagem/masterização que acredito que podem ser melhor conduzidas e alguns instrumentos que alternam os volumes dando alguma irritabilidade na audição. Mas as letras de "Quem Vai Pagar" que inclusive esteve presente nas coletâneas O SubSolo, se destaca no meio do EP, assim como outras letras como "Pena de Morte" e "Levante e Lute".

Diria que a nota para a criatividade do EP é 10. Tudo abordado segue uma linha, as criticas apenas se baseiam para que tenha uma melhora para um próximo trabalho e sabendo da grandeza da Khorium, sei que crescem mais com as críticas do que os elogios, por isso minha admiração por eles.


TRACKLIST
01) Quem vai pagar
02) Levante e lute
03) Pena de morte
04) Midiocracia
05) Cortina de fumaça


FORMAÇÃO
G. Moreira - vocal e guitarra 
Dre Almeida - baixo
Shalon Webster bateria