16 novembro, 2019

Resenha: A Mágica da Vida - Cris Lobo (2018)

Difícil ouvir uma única vez. A Cris Lobo colocou nesse disco muita simplicidade do tipo, músicas para se ouvir na roda de amigos, no churrasco com a família ou no carro em viagem. Todo o trabalho apresentado no disco dela, tem influências que saem desde o Mpb, Jazz, Folk e o Rock 'n Roll. Tem bastante Tim Maia, mas também tem bastante Elvis Presley, mas na voz da Janis Joplin. Complexo? Eu sei.

RESENHA | CRIS LOBO - A MÁGICA DA VIDA | O SUBSOLO


Quando você pega o disco para ouvir e vê uma capa simples, você logo imagina muitas coisas e o preconceito aborda de longe, 'vem coisa amadora aí'. Gosto quando queimo a língua, acho que é um defeito meu de sempre gostar de olhar a capa enquanto ouço o disco/ep, pois é o primeiro contato com o público, o visual 'do produto', porém a capa após ouvir o disco me relembrou coisas da minha infância, já que a capa estampa um garotinho tomando café com o que aparenta ser o seu avô.

Fui 'induzido' ao Rock pelo meu pai a esse tipo de música, me lembro quando guri de ouvir no carro dele, pois foi lá que ouvi Nirvana e me assustei a primeira vez, nunca imaginei meu pai ouvindo 'aquelas coisas' pesadas. Minha mãe ficava louca, minha irmã gostava um pouco, mas fui pegando apresso pelo Pop Rock, isso era década do final dos anos 90's inicio dos anos 00's. Ouvir o disco da Cris Lobo, me remete a minha infância ouvindo um pequeno rádio com fita, que meu pai tinha na garagem enquanto ele trabalhava, a boa fase do Engenheiros, o inicio dos sons comerciais do Titãs e tantas outras bandas que posso citar.

Por mais que hoje meu sangue é Metal, não tem como esquecer o que foi minha infância. Gosto da forma como suavemente o violão é tocado e como as letras são encaixadas com suas métricas e meio aos riffs. Refrão após uma boa alternância de acordes e por fim, arte. Um disco 'universal' (não a palhaçada da religião), mas a forma de como abrange diversos públicos dentro do Rock/Metal, acredito que se seguir essa linha de composição, com pequenos retoques na produção e adição de novos instrumentos, Cris Lobo ainda pode apresentar algo mais impactante.

O disco tem pitadas de ternura, Rock bem tocado, voz bem encaixada e vocal bem afinado. O instrumental é tocado com simplicidade, mas objetividade.  O nome do disco se chama "A Mágica da Vida" e eu os digo, esse disco é uma mágica do bom e velho Rock 'n Roll, incentivo a audição.

TRACKLIST
01) Folha de Papel
02) Haverá Amanhãs
03) Nossa Velha Bandeira
04) Uma Longa Caminhada
05) Pedras Preciosas
06) O Amor
07) Novamente
08) Sonhos Refeitos
09) O Que Será, Será
10) Nada É Perdido
11) Tempo
12) Com e Sem Você
13) Um Dia de Lenhador
14) A Mágica da Vida