26 novembro, 2019

Resenha: Senhor de Tudo - Velho (2015)

Para quem acompanha os porões negros do Underground Nacional, sabe que toda a reverência ao nome da horda Velho faz todo sentido. Afinal de contas, mesmo sem ter muito tempo de estrada, eles conseguiram um secto de seguidores e a construção dessa admiração  veio em trabalhos de grande poder como temos nesse registro que reúne dois EPs 'Senhor de Tudo' e 'Vida Longa ao Primitivo' .


RESENHA | VELHO - SENHOR DE TUDO | O SUBSOLO


Para quem não conhece vale dizer que a banda carioca executa um speed Black Metal com letras que fogem dos clichês comuns, pois elas são muito ricas e demonstram um conhecimento de causa do tema que abordam, e sim, esse é um dos trabalhos que podemos cantar juntos pois o Velho profana em língua pátria.

Em 'Senhor de Tudo' são quatro faixas e com destaque para 'Perto dos Portais da Loucura' que é um hino. Após esse vem o segundo EP 'Vida Longa ao Primitivo' onde meu trabalho favorito é a faixa 'Único Caminho', 'Vida Longa ao Primitivo' e 'Mais Um Ano Esfria'. Enfim o trabalho todo.

Se os seus ouvidos foram treinados ao som de Venom e Hellhammer, e as sonoridades modernas não te agradam, você encontrará no Velho uma das suas bandas favoritas.



FORMAÇÃO
T. Splatter - Baterias de Fogo
R. Lopes - Invocações Graves
T. Caronte - Adorações Noturnas


TRACKLIST
01) Uma Trilha Sem Pegadas
 02O Poder é Real 
03Perto dos Portais da Loucura
 04Senhor de Tudo
 05) O Único Caminho 
 06Newton Misantropo 
 07) A Mesma Velha História 
 08Mais Um Ano Esfria 
 09Coma Induzido