11 novembro, 2019

The Melties lança seu disco com muita política e mensagens de esperança

Política e esperança em disco da The Melties



Letras politizadas, densas e um som feito para a roda punk. Na busca de criar um material desafiador, surgiu “Hit Me”, disco de estreia da The Melties, de São Paulo. Igualitários até na formação, com duas mulheres e dois homens, eles falam sobre política, religião, anarquia, e também sobre esperança, representado nas batidas do coração de um bebê, na faixa que abre o álbum.

Riffs pesados, fortes linhas vocais e uma energia que explode a cada minuto. Como um Big Bang, as dez faixas do álbum “Hit Me” nascem da vontade de criar algo novo, de sair da zona de conforto. Para a sonoridade, a banda trouxe influência musicais que passam por diversos gêneros do rock, indo do Black Sabbath até o Alice in Chains, sempre com muita personalidade.

Durante a gravação do disco, a baterista engravidou, mas isso não impossibilitou que continuasse a tocar até os 5 meses de gestação. Depois deste período, a banda parou com as apresentações, mas continuou com as gravações do disco de estreia. O tempo fora dos palcos deixou o disco mais iluminado. O tempo para desenvolver as canções, deu liberdade para a criação sem amarras. Tanto é que a primeira faixa do álbum, “Noise One”, começa com o som das batidas do coração do bebê Deni, filho do Macci (baixista) com Thizzy (baterista).

“Queríamos passar um pouco dessa ideia de algo novo, como um início, um Big Bang, representado pelo coração do Deni. O que acabou sendo muito representativo, não só para a parte ‘grávida’ da banda, como para todos integrantes. Somos uma banda unida e todas as experiências pessoais escorrem para dentro da vivência da banda. Por isso, o nome ‘The Melties’”, explica Macci, baixista.

O que consolida a The Melties é, justamente, a indignação pelas injustiças na sociedade. Fruto do fatídico ano de 2013, a banda surgiu como um grito de resistência dos integrantes.

“Esse tipo de indignação, de revolta, de ficar com nó na garganta, passa para as músicas, até pela densidade das mesmas. O nosso primeiro EP, Rot Young (2015), é mais solar, até mais delicado e romântico. Já o álbum novo traz uma experiência nova, e nós amadurecemos. Conseguimos passar para as músicas o que sentíamos, depois desse tempo todo”, relata Macci.

A The Melties é formada por Jana (voz),  Thizzy (bateria), Jesus (guitarra) e Macci (baixo). A ficha técnica do disco traz Danilo Pozzani (gravação, mixagem e masterização), Bruno Wilk (foto de capa), Diego Canhisares (arte do álbum) e Osmar Lucas (foto da contra-capa).


Fonte: OrBe Comunicação