11 dezembro, 2019

Resenha: Symptoms of Frustration - Animus AD Vindictam (2019)

A banda oriunda de Blumenau/SC, Animus AD Vindictam a "AAV" como gostam de ser chamados acabam de lançar o seu 2º álbum chamado "Symptoms of Frustration" em todas as plataformas digitais, eles apresentam aqui um Stoner Metal com influências bem diversificadas. Eu já acompanho o trabalho deles a muitos anos e posso afirmar que a diferença desse álbum para o seu anterior "Down in Flames" está bem grande.

A temática do álbum  chega forte com o tema sobre as frustrações do ser humano perante a sociedade atual. 

“Vivemos em uma sociedade alienada, e dependente de todas as tecnologias possíveis, onde esquecem o ser humano como algo importante e necessário ao meio e isolam-se em mundos virtuais cada vez mais impróprios à evolução humana. Veja bem, não estou dizendo que não precisamos e que não devemos utilizar as tecnologias, mas precisamos usá-las com sabedoria e consciência”, afirma Nano Henning, vocalista e guitarrista da AAV.

RESENHA | Animus AD Vindictam a "AAV" | SYMPTOMS OF FRUSTRATION


Compulsive Suicide:

A música inicia com um riff de guitarra bem distorcido e uma levada bem no estilo característico da banda, chegando a lembrar bastante Black label Society no álbum "The Blessed Hellride" na parte do refrão e inegável a influência de Warrel Dane do Nevermore.
Ponto alto fica entre os riffs marcados da dupla Jeison e Nano e os baixos estalados de Jefferson (Pin). A temática da música fala justamente da pessoa que é pisoteada diariamente pelos dogmas da sociedade.  As ilusões de um mundo aparentemente justo a onde o que impera e o individualismo das pessoas. 

Stairs of Heaven:

É outro chamado de desespero, dor alheia, onde o ser busca a redenção por uma vida desregrada e corrompida, e no final de tudo ele mesmo não consegue enxergar a luz no fim do túnel com a própria salvação. Essa música rendeu um clipe ao vivo no "Estúdio Tenda" em Curitiba. Os riffs com afinação baixa aliada as guitarras de 8 cordas fazem a cabeça banguear involuntariamente, mais um excelente trabalho da cozinha que  é composta Jefferson Pin (baixo) e Sander (bateria) sem muita frescura dando o groove certo que a musica precisa .

New Hate:

Essa é uma das minhas faixas favoritas a música começa com um duelo de guitarra entre Nano e Jeison, e depois entrando um riff cheio de groove e peso, me lembrando muito novamente black label society e Down, que acredito serem as suas maiores influências.
A temática aborda novamente a nossa sociedade atual. Onde o egoísmo e a falta de amor imperam. Intolerância racial, religiosa, filosófica marcam todo o dito Novo ódio "New Hate". 

Symptoms of Frustration:

Essa música tem um riff inicial com uma levada bem na pegada dos novos álbuns do In Flames, que deve ser outra grande influência da banda, as linhas de vocal do Nano nessa música estão muito muito diferente, com uma pegada bem rasgada e furiosa, os timbres de guitarra parecem um serra elétrica, gosto muito dessa pegada mais moderna com afinações baixas! Mas um vez tenho enaltecer os solos e a cozinha que não deixam o groove parar, o baixo muito bem marcado "Pin" fez um excelente trabalho. A temática aborda o sistema de vida atual que destrói pessoas, famílias, relações e rompem certos laços.  Pessoas em pleno século XXI ainda morrem de fome ou de doenças contagiosas ou de falta de estrutura básica e sanitária. O poder e a ganância se aliam à corrupção e quem mais paga o preço é o elo mais fraco da corrente.

Redemption:

A música já inicia com um groove bem tradicional das bandas de Stoner Metal com aquele riff que convidam ao ouvinte a bater cabeça, mais uma vez tenho enaltecer a pegada com muita influências de Black Label Society, os vocais estão com efeitos que deixam uma atmosfera bem legal para a mensagem da musica "se até os anjos fazerem seu coração sangrar". A redenção existe e está aí, basta agir e buscar o melhor dentro de cada um. é principal mensagem da musica.  

Second Skin:

A última musica do álbum fala sobre a busca pela paz, pela evolução, pela consciência plena como um ser humano dotado de inteligência. Ela já inicia com um dedilhado bem marcante e em seguida já vem um riff cheio de peso me remetendo os últimos trabalhos da banda Nevermore, quando os vocais entram sentimos o sentimento que a musica está passando, a cozinha mais um vez segue a risca o estilo mais cru e sem frescuras que estilo pede, acho isso incrível! Os solos no meio da musica são outro ponto alto.


A temática deste disco está justamente na frustração do ser humano, que leva a sintomas como ansiedade, depressão e posteriormente ao suicídio. A capa do álbum está bem clara com esta informação, vemos um ser acorrentado aos pesadelos e frustrações da sociedade.

TRACKLIST
01) Compulsive Suicide
02) Stairs of Heaven
03) New Hate
04) Symptoms of Frustration
05) Redemption
06) Second Skin

FORMAÇÃO
Juliano Henning - vocal/guitarra
Jeison Dandolini - guitarra
Jefferson Dorow - baixo
Sander Gautier - bateria