24 janeiro, 2020

#27 - De músico para músico - Quanto cobrar pelo seu show?


Sua banda recebeu um convite para tocar e o contratante milagrosamente perguntou o valor da apresentação? Surgiu um evento e foi solicitado orçamento? Primeiramente sinta-se feliz, isso é raro, mas…… Quanto cobrar? Acompanhe a matéria e tenha uma maior noção:


Todo artista de qualquer segmento tem dificuldade para precificar sua apresentação ou obra. Para quem produz arte, o resultado é quase como um filho ou como um pedaço seu que está sendo vendido ou alugado. Músicos não são diferentes.

Detalhes a serem analisados:

- O que sua banda já lançou?
  Importante analisar a quantidade de material que sua banda tem disponível. Isso pesa diretamente no tempo de apresentação.

- Seus eventos costumam atrair público?
  Historicamente, sua banda tem base de fãs? Os eventos tem lotado? Não é só sua namorada ou seu amigo que vai? 

- Em quantos bares sua banda tocou?
  Não adianta nada ter base de fãs no mesmo bar, analise do histórico da banda para medir isso.

- Como é a relação da sua banda com a mídia?
  Independente do local (cidade) que o convite foi feito, sua banda tem um contato legal com a mídia em geral? 

Detalhes que não devem ser computados:

- Tempo de existência
  Não adianta nada a banda ter 20 anos de existência e até hoje ter lançado 2 singles. Bem como uma banda que foi formada mês passado pode muito bem ter estrutura e capacidade de lotar o bar. Tempo não justifica a qualidade do seu trabalho.

- Local do evento
  Se o evento for num local que a banda não quer ir é só recusar, não adianta cobrar um absurdo para espantar o cliente. Custos de viagem devem ser separados do valor da apresentação.

- Estilo
  Uma banda de rock deve ganhar menos que uma de punk rock? Os públicos são relativamente diferentes, mas o profissionalismo tem que ser o mesmo.

Detalhes que são relativos e podem alterar o valor:

- Quantidade de membros e equipe
  Uma banda com 3 integrantes e uma com 7 recebem o mesmo cachê? De fato é algo complexo, mas façamos uma linha rápida de pensamento sobre passagens aéreas… caro né? Estamos falando de bom senso e não de merecimento. Talvez um cachê reduzido individualmente porém similar no valor total.

- A banda já tocou muitas vezes no bar
  O contratante já tem uma ideia do público, já sabe que a banda tem história. 

- Formação acadêmica:
  Esse ponto é extremamente controverso. O músico tem obrigação assim como qualquer outro artista, de prestar um serviço de competência. Formação musical, regulamentação na ordem, horas de estudo, isso tudo é trabalho individual e imprescindível. É justo um fulano que nunca estudou nada de música cobrar o mesmo valor que a sua banda? Depende…. Ele pode ter mais público do que você. (Assunto para outra coluna)

OFEREÇA UM BOM SERVIÇO (ponto final)

- Tem que levar equipamento?
  Esse é um item muito perigoso. Se o bar não te oferece NADA, ou um mínimo de estrutura, será que vai rolar? O valor precisa passar por análise.

Finalmente, como calcular o preço:

Show local:
Quantidade de ensaios + Locomoção + Consumação x integrantes + valor mínimo estipulado

Exemplo:
-Somos 5 pessoas, e acreditamos que 100 reais por pessoa é um lucro aceitável.
-Vamos ensaiar 2 vezes para preparar o show (4 horas, 35/hora num estúdio barato)
-Temos carro (2, para caber todos)

Seguindo a equação: 140 (4 horas de ensaio) + 40 (20 de gasolina em cada carro) + 40 (20 de estacionamento pra cada carro) + 100 (20 pra cada um de consumação) + 500 (100 para cada)

TOTAL - 820,00

Show em outra cidade / estado:
Mesma equação, porém o transporte é diferenciado e a consumação também.

O valos do mínimo aceitável precisa ser revisto, afinal, um show fora da sua cidade custa tempo. Esse tempo pode e deve ser cobrado. 

Exemplo:
-Recebemos as passagens (ônibus, avião, Van, pouco importa)
- Show será sábado de noite, saímos de casa sábado cedo, sendo assim, ao invés de 100, nosso cachê mínimo individual será de 300 (100 pela ida, 100 pelo show e 100 pela volta)
- Alimentação precisa ser maior também, estamos fora de casa. 100 pra cada.

Sendo assim: 140 (ensaios) + (o transporte precisa ser fornecido) + 500 (comida) + 1500 (valor mínimo x 5) 

TOTAL - 2.140,00

Se o contratante solicitou orçamento, ele já sabe que tudo isso será calculado. Contratantes tem a péssima mania de achar que tudo está caro, aí cabe ao porta voz da banda explicar a razão dos custos e demonstrar que está justo e não caro.

Esses valores são simbólicos e podem ser alterados de acordo com a localidade, banda, etc, etc.

Esta coluna contou com a participação do Thiago Matias, colaborador d’O SubSolo