13 julho, 2020

Resenha: Bad Habits Never Die - HARD:ON (2019)

O HARD:ON foi formado em 2014 e teve seu disco de estreia lançado logo em 2016. Agora no ano passado lançou seu segundo trabalho e também foi eleito pel'O SubSolo com um dos três melhores álbuns de Hard Rock. Influenciados pelas verdadeiras bandas de Hard Rock como Mötley Crue, Kiss e Twisted Sister, a banda deixa claro sua admiração por nomes como Iron Maiden, Alice Cooper e Scorpions. O trabalho foi lançado pela Shinigami Records, que nos enviou o disco, inclusive.




O Hard Rock em si é sempre interligado a sua fase dos anos 80's. O HARD:ON consegue remeter essa época com timbres, vocais e a maravilhosa capa de Bad Habits Never Die. No seu disco anterior que também foi de estreia e autointitulado, a banda ainda operava como quinteto, o que dava mais gás e presença nas músicas. Como quarteto a banda mostrou um pouco mais de virtuosidade e preciosismo. 

As pegadas que vão do Hard até o Heavy, trazem uma pegada típica do que o subgênero exige e como mencionei anteriormente, com precisão a banda consegue alcançar bons refrões. Já a parte instrumental vejo com bons olhos (ou ouvidos) o baixo groovado de fundo, sendo mais exigido quando agora na banda existe apenas uma guitarra. Vocais singelos e bem empregados, boas métricas e domínio total da língua inglesa.

A essência oitentista enraizada na veia dos músicos, está lapidada até na mixagem e masterização, com um ar de gravações dos anos citados, senti apenas algumas pequenas falhas nos vocais, questão de volume e questão de ter que perceber bem minuciosamente, passa despercebido, aliás.

Alternando entre músicas pesadas e grudentas, temos músicas mais investidas em seus refrões. O Hard Rock sempre teve apreciação do público por causa de suas principais características, um dos poucos subgêneros do Rock que é perceptível de longe que é Hard Rock. As pitadas acrescentadas do Heavy Metal tradicional pela banda, dão um destaque mais a fundo em toda a obra e todas as influências explicitas pela banda, estão presente em algum momento do registro.

Acho que a banda acertou em boa parte do disco. Acertaram nas métricas vocais e no instrumental, senti falhas na produção e talvez isso se deve pela gravação em estúdios distintos. Conhecendo o HARD:ON, poderiam apresentar muito mais, porém, como quarteto eu acho que tem um futuro bem promissor, afinal, achava no registro anterior que tinha muita coisa embolada. A capa é o ponto mais forte do trabalho, remetendo o Rock oitentista e e isso me deixou bem encantado. 


TRACKLIST
01) Bad Habits Never Die
02) Catwalk
03) Dr She
04) Touchdown
05) Sunset Drive
06) Open Your Eyes
07) Kings of the Pit
08) Two to Tango
09) Life

FORMAÇÃO
Chris Hoff - vocal
Alex Hoff - guitarra e teclado
Ricardo Bolão - baixo
Daniel Gohn - bateria