30 janeiro, 2020

Resenha: Eye In Hell - Vulcano (2020)

É sempre uma honra falar de um novo registro da lenda do Metal extremo Brasileiro Vulcano. Isso porque, desde o seu primeiro registro “Live” de 1985, algo sempre ficou bem claro para esse que vos escreve, o Vulcano é diferenciado no que tange às raias mais extremas do Metal! E nesse décimo primeiro trabalho seria diferente? Logicamente que não! Depois de “Live III from Headbangers to Headbangers”, chegava a hora de um material novo, que se apresenta como Eye in Hell.

Resultado de imagem para Vulcano Eye In Hell

Sem espaço para 'intros', com barulho de ventos ou coisa parecida, os primeiros acordes são de Bride of Satan, e sim, o Vulcano não abre mão da sua sonoridade ‘Black/thrash’ super agressiva, e isso é ótimo!

Cursed Babylon, tem um riff marcante e uma levada bruta que vai te dar a sensação de ter levado um murro no estômago, Evil Empire é totalmente ‘old School’, com os vocais mais declamados, um convite a integrar as tropas de satã para marchar sobre a terra.

Comentar a habilidade dos músicos é algo dispensável, afinal de contas Zhema Rodero e Gerson Farjado nas guitarras, Carlos Diaz no baixo e Luiz Carlos Louzada no vocal, já possuem ‘background’ de respeito e o mais recente músico incorporado ao Vulcano, o baterista Bruno Conrado, estreou muito bem, tendo a missão dificílima de substituir Arthur Von Barbarian. E o músico trouxe sua personalidade com blast-beats insanos em Cybernetic Beast e When The Day Falls.

São 13 faixas ao total, sendo até uma heresia apontar apenas algumas, mas caso queira ter a noção do quanto esse álbum ainda pode destruir seu pescoço, de uma conferida na máquina de riffs que ocorre em Strugglin Beside Satan e Sinister Road, um encontro do Slayer com o Venom no inferno.

Resumidamente, o Vulcano compõe exatamente aquilo que os fãs mais querem! Violência e blasfêmia em forma de música. Estamos em janeiro, mas a lista de melhores do ano de 2020 já tem, pelo menos para mim, Eye of hell no pódio!


TRACKLIST
01) Bride of Satan
02) Cursed Babylon
03) Evil Empire
04) Strugglin Besides Satan
05) Sinister Road
06) Devil' s Bloody Banquet
07) Sirens of Destruction
08) Dealer of my curses
09) Mysteries of the Black Book
10) Inferno
11) Cybernetic Beast
12)  When the Day falls
13) Eye in Hell

FORMAÇÃO
Zhema Rodero - guitarras
Gerson Farjado - guitarras
Bruno - bateria
Luiz Carlos - vocal
Carlos dias - baixo