02 julho, 2020

#32 De músico para músico - O que estudar durante o isolamento?

Mesmo que o isolamento termine agora, deve levar um tempo até que o mundo volte ao normal com eventos e aglomerações. Enquanto isso, o que fazer para melhorar sua música?



O cenário dessa vez é o comum de todas as bandas: Em casa ou em estúdio, mas sem shows marcados…

Todo músico ou entusiasta nessa situação se vê realmente amarrado, sem ter pra onde correr. O interessante é montar então um plano de ação para quando tudo voltar ao normal, certo?

Vamos pensar em duas hipóteses: Plano de ação show e plano de ação estudo.

No caso de planos para show, ainda dependemos de público e ensaio, portanto o melhor a se fazer é aguardar as coisas retornarem e manter SEUS ESTUDOS DIÁRIOS. 

No caso do estudo, aí a coisa muda de figura!

Teoria musical e prática alinhadas, manutenção do instrumento em dia e muito, mas muito estudo de composição para trabalhar novidades de retorno.

Vamos trabalhar uma lista dos itens a serem estudados e tratados para voltar à ativa com tudo na ponta dos dedos!

Teoria musical
Vamos combinar que sem teoria musical tem muita gente fazendo sucesso mas daria pra otimizar absurdamente o seu jeito de tocar com um pouco de conhecimento.

Harmonia, campos harmônicos, tríades e tétrades
Essa matéria vai te ajudar a pensar melhor nas progressões de acordes e, consequentemente, vai melhorar sua velocidade de composição.

Escalas
Não só ajudam na criação de melodias como também trazem maior percepção na hora de criar um solo ou riff.

Leitura musical
É importante demais um músico conseguir expressar pra banda o que ele quer trazer pra composição. Nada melhor do que algo bem escrito e fácil de entender, certo?

Arpejos
Matéria conjugada com acordes (harmonia) porém voltada para a técnica. Todo músico deve se preocupar em ter uma boa técnica, portanto, o estudo dos arpejos torna-se fundamental para que seu processo de criação melhore.

Composição
Vamos dar um pouco mais de ênfase nesse ponto, visto que o período de isolamento deve fazer com que as bandas tenham a preocupação de se manter em contato com os seus ouvintes via música nova, já que o contato de show está suspenso.

É claro que as dicas dadas aqui não visam modificar seu estilo nem reinventar a roda, porém, podem ajudar com a sua metodologia e melhorar seu rendimento no ato da composição.

Inspiração
Tente idealizar um tema e seguir as diretrizes que o tema pede. Tente se apegar à ideia inicial e vá até o final antes de rever o tema, às vezes a ideia pode soar melhor terminada do que pode parecer enquanto inacabada.

Dinâmica
Lembre-se de modificar as partes da música para que você tenha etapas distintas ao longo da composição. Se preocupe em dar explosão no refrão e de ter um caminho percorrido até chegar nessa explosão.

Tonalidade
Estude a teoria para identificar os acordes e escalas que melhor combinam com o que você iniciou. Isso pode otimizar seu tempo de forma brutal!

Timbre
As variações de timbre podem te levar a ter novas ideias e trazer um bom processo de inspiração.

Estar antenado
Ouvir listas de novidades, analisar o que as bandas estão lançando, como está o mercado atual. Tudo isso pode refletir no seu som e melhorar seu desempenho.

Gravação
Tenha um meio de gravar, seja no computador ou no celular mesmo. A dica para o celular é: Crie um grupo no seu aplicativo mensageiro com algum amigo e exclua o amigo do grupo. Agora você tem um grupo para se enviar mensagens. Use a ferramenta de gravação de áudio e se envie os áudios para não perder as ideias.


Todas essas dicas são montadas para tentar ajudar o músico a ter rendimento e não ficar estagnado. Cada indivíduo tem seu jeito de trabalhar e de chegar ao resultado.

O que a coluna propõe é aquele empurrãozinho para te dar força de começar ou terminar aquele trabalho que está pendurado na quarentena!

O comportamento dentro da banda é totalmente primordial para que a sua imagem fora da banda seja bacana. Ter novidades no final da quarentena é quase uma obrigação dos músicos nessa época sombria que estamos vivendo. Façamos isso com tranquilidade e muita inspiração!