01 julho, 2020

NervoChaos anuncia desligamento de vocalista Brian Werner, após publicações polêmicas

Em resposta definitiva às polêmicas que se estenderam nas últimas 24 horas, a banda paulista paulistana NervoChaos optou pelo desligamento do vocalista estadunidense Brian Werner. O grupo foi constantemente cobrado nas redes sociais após a exposição de mensagens, publicações e eventos que revelavam a inclinação do cantor, que integrou a banda em abril deste ano, a ideologias simpatizantes ao fascismo.

Nervo Chaos | Cultura em Peso - Mídia especializada no Underground ...

A ação que expos o vocalista começou no perfil MRU - Movimento Resistência Underground, no Facebook, com capturas de tela e um longo texto apresentando a posição "anti-antifascista" de Werner (veja na íntegra aqui), que, além de uma publicação em seu perfil pessoal equiparando o movimento anti-fascista ao comunismo e ao nazismo, possui uma tatuagem escrita "white power" e também passagens pela polícia estadunidense por ações racistas. 

A intenção da publicação do MRU era de cobrar uma resposta e posicionamento da banda, que, em um primeiro momento, defendeu a ideologia de seu, agora, ex-vocalista. No print, a banda dizia que Werner era "um aliado", mesmo com as "diferenças políticas". No entanto, o NervoChaos enfatizou sua posição oposta ao racismo, mesmo defendendo a liberdade de expressão do vocalista, diante as acusações comprovadas de racismo do mesmo.

No entanto, pouco após as 18h desta quarta-feira, 01/07, a banda tomou uma nova ação, e publicou, em suas redes sociais, uma mensagem oficializando o rompimento com o vocalista Brian Werner. O grupo novamente enfatizou sua luta e preocupação contra o racismo na mensagem, além de pregar repulsa ao "nazismo, fascismo e qualquer tipo de preconceito", lembrando ainda os objetivos e a história da banda.

Veja, na captura abaixo, a nota publicada pela banda:


Ainda não foi comunicado, pela banda, quem dará continuidade nos vocais da NervoChaos daqui por diante.